Tipos de estoque: quais são e para que servem?

6 tipos de estoque que podem ser utilizados em um negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A gestão de estoque é um fator essencial para todo o processo de vendas. Por isso, conhecer os diferentes tipos de estoque é fundamental para agregar valor ao negócio, tornar os processos mais assertivos e garantir a satisfação dos clientes. A escolha do modelo de estoque correto irá fazer toda a diferença na gestão de compras e vendas, além da logística. 

Afinal, gerenciar e manter o controle de estoque pode ser bem complexo quando não se escolhe a opção ideal para o negócio! Continue a leitura para conhecer quais são os tipos de estoques e entender qual o melhor para você. 

6 Tipos de estoque 

Você deve saber que o estoque é uma parte essencial da gestão de qualquer negócio que lida com produtos físicos. Existem vários tipos de estoque que podem ser mantidos por uma empresa, cada um com suas próprias características e finalidades. 

Por isso, conhecer quais são os principais tipos de estoque pode ajudar muito sua empresa a gerenciar efetivamente seus recursos, controlar os custos e atender às necessidades dos clientes de maneira eficiente. Confira abaixo quais são eles e suas características.

Estoque em canal

Também conhecido como estoque em trânsito, ele é o estoque mantido por um intermediário ou canal de distribuição para atender às demandas dos clientes. Armazena as mercadorias que já foram adquiridas e estão em rota de transporte para sua empresa ou filiais. 

Esse estoque é importante porque permite que os clientes obtenham produtos rapidamente, sem precisar esperar pelo processo de produção ou transporte.

Estoque de especulação

É o tipo de estoque mantido com a expectativa de que o preço dos produtos aumente no futuro. Geralmente, é escolhido quando há incertezas em relação à oferta ou à demanda dos produtos no futuro. 

Dessa forma, os empreendedores acabam comprando mais que precisam no momento, esperando vender os produtos por um preço mais alto depois.

Estoque cíclico

É o tipo de estoque que exige mais atenção dos gestores quando comparado com os outros tipos. Isso porque ele flutua com base em ciclos de demanda sazonal ou previsível. Por exemplo, as lojas de roupas podem ter um estoque maior de roupas de inverno no final do outono, quando a demanda aumenta, e um estoque menor durante o verão, quando a demanda diminui.

Ou seja, ele se refere aos itens comprados por demanda. Por isso, o ciclo de produção, compra e venda deve ser muito bem programado, para evitar gastos extras e desperdícios de matéria-prima. 

Estoque de segurança

O estoque de segurança é um tipo de estoque mantido como precaução contra incertezas na demanda ou no fornecimento. Ou seja, nele existe uma margem de segurança com produtos a mais para não perder vendas.

Assim, ele consegue ajudar as empresas a evitarem a falta de estoque, o que pode atrapalhar a reputação da marca e o desempenho das vendas. É importante lembrar que o estoque de segurança é uma forma de gerenciamento de risco, não uma oportunidade para aumentar as vendas.

Estoque obsoleto

Esse é um tipo de estoque que representa má gestão de estoque. Isso acontece porque nele estão os itens que podem ser vendidos ou utilizados, seja por mudanças no comportamento do mercado ou desinteresse dos clientes. 

É um problema, pois armazena itens que não podem ser comercializados, ocupando espaço, atrapalhando os processos e aumentando os gastos da empresa. 

Dropshipping 

O dropshipping é um modelo de estoque mais recente e, ainda pouco conhecido no Brasil. Ele vem se destacando bastante por permitir vendas em que você não precisa manter um estoque físico. 

O processo é bem simples e, talvez uma das principais vantagens do dropshipping, afinal você vende diretamente para os clientes e encomenda os itens ao fornecedor apenas após a venda. Dessa forma, a empresa não precisa investir em estoque e pode evitar o risco de ter estoque obsoleto ou excessivo. 

Controle seu estoque com eficiência

Conhecendo os principais tipos de estoque, você já consegue ter uma ideia de qual escolher e qual evitar. Além disso, é importante ressaltar que a gestão correta do estoque é essencial para conseguir atender à todas as necessidades dos clientes e empresa, sem prejudicar o negócio. Neste sentido, saber como funciona a gestão de estoque é fundamental. 

Afinal é esse gerenciamento que vai garantir o sucesso e eficiência do seu estoque, independente do tipo que você escolher. Uma solução eficaz para gerenciar o estoque é o uso de um sistema ERP, ele permite que você monitore em tempo real do estoque disponível, em trânsito, vendas e também a demanda dos clientes, tornando a gestão do estoque mais eficiente e evitando erros na previsão da demanda.

Com a ajuda de um ERP para gestão de estoque, você consegue otimizar seus processos de produção, armazenamento e distribuição, reduzindo custos e aumentando a eficiência!

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
como funciona custo de estoque
O custo do estoque envolve diferentes fatores que precisam ser considerados para entender a realidade financeira da empresa.
Descubra tudo sobre o método PEPS (Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair), FIFO e suas aplicações na gestão de estoque.
Entenda mais detalhes sobre o que é um atacado e as características desse tipo de atuação.