6 Passos para colocar sua loja em um marketplace

Aprenda a vender seus produtos pela internet fazendo parcerias com grandes lojas virtuais

11/Mai/2022
Empreendedorismo

Estar presente no online se tornou algo indispensável para o empreendedor que busca maior alcance com seus produtos, ou até mesmo para quem deseja começar um novo negócio com vendas, e colocar sua loja em um marketplace é uma super oportunidade! 

O marketplace é uma plataforma online com muitas oportunidades de volume de vendas para pequenos negócios. Empresas como Mercado Livre, OLX, Americanas, Magazine Luiza, e outros, nos mostram o sucesso que este modelo de vendas pode causar quando unidas aos pequenos empreendedores e um bom serviço de atendimento.

Estas grandes empresas oferecem um espaço de seu e-commerce para pequenas lojas venderem seus produtos. A empresa cobra uma taxa, como se fosse um “aluguel” da vitrine virtual e em troca as empresas recebem maior visibilidade e suporte técnico para as operações comerciais, desde frete e entrega até outros serviços do comércio eletrônico. 

Sem dúvidas ter uma loja em um marketplace é fundamental para quem quer vender mais online, por isso, separamos alguns passos que consideramos fundamentais para quem deseja migrar ou abrir uma loja em um marketplace, saiba mais!

 

6 Passos de como colocar a sua loja no marketplace

 

A seguir, preparamos seis passos de como colocar sua loja em um marketplace. Com estas orientações será mais tranquilo realizar vendas online, aumentando a divulgação de seus produtos. Confira! 

 

1. Defina as plataformas de marketplace

 

Para você escolher em qual plataforma de marketplace disponibilizar seus produtos, é importante avaliar vários aspectos. Como por exemplo, se seu público costuma utilizar esta plataforma com frequência, se ela presta um bom serviço de entrega na sua região, se ela tem um bom custo benefício e por último, se ela oferece um bom suporte tanto para você quanto para seus futuros clientes.

 

Por esta razão, quando for escolher, é preciso fazer uma pesquisa de mercado a fim avaliar se o seu produto ou serviço se encaixa em algum perfil de marketplace e se o investimento trará o retorno esperado. 

 

Além disso, analise o valor cobrado por cada plataforma para ver se ela está ajustada à realidade financeira de sua empresa. Inserir tal investimento no seu planejamento financeiro evita futuros problemas com dívidas e baixo retorno. As taxas podem ser cobradas de formas diversas, como:

  • Comissão por venda realizada;
  • Mensalidade fixa pelo espaço ocupado;
  • Mensalidade associada ao volume de leads gerados;
  • Cobrança por anúncios, banners e itens de publicidade, conforme visualizações e cliques nesses materiais.

 

Exemplos de marketplaces

 

Existem inúmeras plataformas de marketplace disponíveis no mercado e isso tenderá a crescer ainda mais. A seguir, separamos algumas das maiores plataformas, confira as opções:

Para itens diversos, como eletrodomésticos, roupas, móveis, itens de informática, livros e vários outros, temos:

 

  • Americanas
  • Amazon
  • Shopify
  • Mercado Livre
  • OLX
  • Shoptime
  • Novo Mundo
  • Ri-Happy
  • Web Continental
  • Carrefour
  • Facebook Ofertas (este é gratuito)

 

Para ramos de negócios específicos:

 

  • Estante virtual (livros novos e usados)
  • Airbnb (aluguel de imóveis)
  • Uber (transporte particular, comida, bebidas)
  • Ifood (ramos de alimentação, supermercados e farmácia)
  • Spotify (anúncios de áudio e monetização de podcasts)
  • Cobasi (voltado para o mercado pet)
  • Leroy Merlin (voltado para construção, reforma e decoração)
  • Camicado (voltado para cama, mesa, banho e demais produtos para decoração e utilidades domésticas)
  • Centauro (vestuário, calçados e itens para prática de atividades físicas)
  • Connect Parts (peças e acessórios para tunar veículos)

 

São muitos, não é mesmo? Mas você pode avaliar e escolher conforme sua necessidade. Lembrando que não há problema escolher mais de um marketplace pois a possibilidade de ter sua loja virtual em mais de um será uma boa oportunidade. 

Quanto maior a presença online em canais diferentes, maiores as chances de ficar mais conhecido e faturar mais. No entanto, seja cauteloso quanto a quantidade, escolha o quanto você será capaz de administrar, principalmente em relação ao estoque.

2. Organize suas documentações

 

Depois de escolher, é hora de organizar todos os documentos necessários.

 

É preciso fazer um formulário de registro e enviar a documentação listada em cada marketplace. Os documentos mais comuns são: CNPJ, Inscrição Estadual, Contrato Social, Alvará de funcionamento, CNAE, Certidão negativa de débitos e Sintegra. 

Outros documentos podem ser solicitados. Por isso, confira a lista no marketplace escolhido antes de enviar. Muitos deles podem ser retirados gratuitamente e pela internet.

 

Junte tudo e envie para análise, que pode ser rápida ou não, e ainda permitir a negociação das taxas que serão cobradas. Depois é só aguardar o retorno do marketplace escolhido, com a aprovação do cadastro para passar para a próxima etapa.

 

3. Cadastre seus produtos

 

Aprovado o registro de sua loja em um marketplace, é hora de cadastrar seus produtos. Você receberá os dados de acesso (login e senha) do marketplace.

 

Tudo é feito com segurança dos seus dados inseridos e com backup para evitar que as informações se percam.

 

Na hora de cadastrar, é importante inserir:

  • Foto do produto, com visão frontal, lateral e traseira, em algumas plataformas, dá até para inserir vídeos, demonstrando como usar o produto;
  • Título e descrição das principais características e funções dos produtos;
  • Tamanho, material de fabricação, peso e medidas (no quesito peso, é importante colocar medidas fora e dentro da caixa para conferência de entrega e frete);
  • Descrição das vantagens, para ser usada como argumento de vendas;
  • Política de frete (inclusive mencionar casos de frete grátis, se tiver);
  • Preço do produto.

 

Talvez você esteja pensando: “Já cadastrei meus produtos em minha loja virtual, vou precisar fazer isso de novo no marketplace?” A resposta é não. Esse passo a passo é para quem está começando agora e não tem nenhum produto cadastrado.

 

Se você já tem um e-commerce, conte com ferramentas que integram sua loja virtual com o marketplace. Isso vai garantir o controle de estoque nos dois locais, o recebimento de pedidos e o envio de mercadorias de forma integrada, sem retrabalho. Veja no próximo tópico.

4. Busque ferramentas para te auxiliar

 

Nesse processo de cadastrar sua loja em um marketplace, é mais fácil contar com softwares que integrem e automatizem as operações do seu negócio. Você pode utilizar um sistema ERP para te ajudar na emissão de nota fiscal, controle financeiro, gerenciamento de estoque, gestão de vendas e relatórios gerenciais.

 

Além de tudo isso, com um sistema de gestão é possível calcular impostos e gerenciar anúncios publicitários. Ela pode ser integrada facilmente e assim, você fica mais tranquilo para cuidar da estratégia do seu negócio.

5. Ofereça atendimento

 

Um diferencial da sua loja virtual é deixar o cliente seguro com o produto ou serviço que você oferece. Mostre que o atendimento ao cliente é uma prioridade de seu negócio.

 

Cite os canais de atendimento para contato com a empresa. Podem ser via chat online, Whatsapp, autoatendimento, telefone, e-mail, mensagens pelas redes sociais, dentre outros. Para o autoatendimento, você pode deixar as perguntas mais frequentes em seu site, com as soluções oferecidas. Ainda é possível usar a Unidade de Resposta Audível (URA), um sistema inteligente para respostas automáticas previamente cadastradas pela empresa.

 

Facilite a troca, conforme prazo previsto em lei, inclusive, se o cliente quiser outro produto. Disponibilize uma ouvidoria para reclamações, dúvidas ou sugestões.

 

Use o blog e as redes sociais para disponibilizar conteúdo, demonstrando como utilizar seus produtos ou serviços. Coloque-se à disposição para ajudar seus clientes nas dúvidas que porventura surgirem.

 

O resultado é maior satisfação e fidelização dos clientes, negociações facilitadas e melhor experiência para clientes e vendedores. E, claro, maior faturamento para sua empresa. 

 

6. Divulgue em todos os canais

 

Para ter maior volume de vendas, fazer propaganda é o diferencial. Veja algumas dicas de como divulgar seus produtos, usando diversos tipos de canais:

  • Escolha os canais onde vai divulgar. Opte por marketplaces de grande porte, que trarão mais visibilidade e possibilidades de ter maior volume de vendas.

  • Use o WhatsApp ou Telegram para criar listas de transmissão e enviar ofertas para seus clientes. A lista de transmissão parece uma mala direta, na qual a empresa manda para todos os membros, mas o cliente só tem contato direto com a empresa. Assim, ninguém fica incomodado com grupos cheios de mensagens de pessoas desconhecidas.

  • Faça o envio de e-mail marketing com conteúdo da sua empresa para os clientes que autorizarem.

  • Use as redes sociais para divulgar sua marca: TikTok, Youtube, Instagram, LinkedIn, Facebook e/ou blog.

  • Coloque material impresso de divulgação na embalagem de entrega dos pedidos feitos pela loja virtual. Pode ser algo simples, como um cartão impresso comum ou algo mais interativo, como QR code, para direcionar para a loja com uma mensagem divertida. Também é possível utilizar a antiga mala direta, pelo correio.

  • A interação com seus clientes é importante para estabelecer relações de longo prazo. Em seu planejamento financeiro, verifique o valor que pode investir e escolha um ou mais marketplaces ideais para seu negócio. 

Coloque sua loja virtual em um marketplace com a ajuda do software ERP da Omie

 

Apesar de ser essencial estar online, inicialmente o empreendedor pode enfrentar algumas dificuldades em abrir e administrar uma loja online, por esta razão seria uma boa ideia investir em um software que estrague tudo o que você precisa para crescer.  

Com o sistema ERP da Omie, você pode integrar sua loja virtual em várias plataformas ao mesmo tempo e também fazer a junção com vários softwares de CRM e outros softwares usados na gestão de empresas. Além disso, você pode contar com um atendimento pensado nas suas necessidades e no seu negócio. A Omie também oferece vários cursos gratuitos e online para te ajudar na gestão estratégica de seu negócio. 

A Omie atende vários segmentos: educação, agências de viagens, saúde, comércio exterior, pets, transportes, alimentação e muitos outros.

 

Experimente agora o nosso software ERP Omie! Sua empresa vai ter muito mais sucesso, com todas as informações de sua loja virtual reunidas em único local.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas