Liderança e gestão de pessoas: quais são os pilares e como colocar em prática?

Você sabe quais são os principais desafios da gestão de pessoas? Vem saber mais!

17/Mar/20
Gestão

A peça mais importante de uma empresa, são as pessoas e seus talentos. De nada adianta oferecer o melhor serviço ou produto do mercado, se a sua empresa não se preocupa com os seus talentos e não investe em boas práticas que maximizem o conhecimento e as competências de seus colaboradores.

O que é gestão de pessoas?

Realizar gestão de pessoas, ou gestão de recursos humanos, nada mais é do que garantir que as necessidades dos funcionários sejam atendidas de forma coerente, através de práticas e técnicas que potencializem a sua eficiência, produtividade e capacidade dentro das suas funções na empresa.

A imagem de chefe autoritário vem sendo cada vez mais esquecida. Hoje, a realidade dos líderes é estar cada vez mais presente e envolvido com o desenvolvimento de suas equipes, tanto profissional quanto pessoal, motivando-os e promovendo o seu bem estar.



E qual a importância da liderança e gestão de pessoas em uma empresa?

Colaboradores motivados, capacitados e, principalmente, engajados, são a principal fonte de resultados positivos e sucesso das empresas. É simples: equipes desmotivadas, improdutivas e desorganizadas não produzem! 

Para manter a harmonia no ambiente de trabalho e nas relações interpessoais, é preciso deixar de lado todos os atritos que envolvem competitividade, pressão, diferenças sociais e/ou religiosas, e diversos outros tipos de estresse que deixam o ambiente tóxico e totalmente ineficiente.

Outro ponto importante, é definir objetivos claros e ouvir o seu colaborador! Valorizar a equipe em todos os seus âmbitos é fundamental para o crescimento de qualquer empresa.


5 Pilares da gestão de pessoas - O conceito também vale para Home Office, ein?

Para atingir todos esses objetivos, existem alguns pilares essenciais. Vamos ver: 

Motivação

Toda empresa depende do comprometimento de cada um dos seus colaboradores para render e ser produtivo. Por isso, este é o pilar base. Aqui, o mais importante, é entender o que motiva as pessoas a fazerem parte do seu negócio, seja incentivo financeiro, propósito e missão da empresa, plano de carreira, desafios, entre diversos outros. 

Cada pessoa reage de forma diferente a cada tipo de incentivo ou fator motivacional, por isso, é necessário entender o que funciona melhor para o seu negócio e os seus colaboradores. Ou seja, o que realmente vai fazer a diferença e estimular, principalmente, a automotivação.


Comunicação

Todos sabemos que manter uma boa comunicação é essencial para qualquer tipo de relacionamento, seja profissional ou pessoal. No ambiente profissional, busque uma comunicação que elimine hierarquias, as equipes precisam (e devem!) ser ouvidas. E não só isso, elas precisam se sentir confortáveis ao trocar informações e idéias.

Crie um ambiente com acessibilidade, onde seus colaboradores sejam encorajados a resolver problemas e se comunicar com eficiência, respeito e sempre buscando atingir os objetivos em comum como equipe e empresa.


Trabalho em equipe

O trabalho em equipe deve ser motivado de todas as formas, sempre unificando os objetivos e, também, valorizando o trabalho individual para que estejam todos em harmonia com o mesmo propósito. 

Invista na criação de elos e união entre seus colaboradores, realize confraternizações, reuniões descontraídas, eventos corporativos internos e crie um ambiente dentro da organização que incentive que o bom relacionamento seja natural no dia a dia.


Conhecimento

Claro que, para tudo isso acontecer de forma estruturada, é preciso planejar a contratação de pessoas com as competências e conhecimentos necessários para cada função e promover o desenvolvimento contínuo dentro da organização através de uma cultura organizacional muito bem elaborada.

O ideal é sempre identificar os pontos fortes e de melhoria de cada pessoa e focar em todas as oportunidades de melhoria possíveis, aplicar um feedback estruturado e acompanhar os passos desse desenvolvimento. 


Treinamento e desenvolvimento

Não é novidade que a busca pelo desenvolvimento deve ser constante, certo? Assim como no pilar anterior, manter uma rede de treinamentos e capacitação é essencial e o incentivo deve partir de todos, principalmente dos líderes. 

O colaborador precisa se sentir valorizado de todas as formas. Um funcionário capacitado está muito mais a frente para conseguir exercer suas funções do dia a dia e ainda ir além, com mais criatividade e motivação para realizar mais do que somente o necessário, aumentando sua confiança e sua realização profissional.


6 dicas de gestão de pessoas para aplicar em uma organização


Colaboradores valorizados produzem mais e com muito mais assertividade e produtividade. Por isso, para que a gestão de pessoas seja bem feita e os pilares bem aplicados, é preciso adotar algumas práticas diárias, como: 

1 - Ouça seus colaboradores: esteja disponível para ouvir e busque soluções aplicáveis, mostrando a sua valorização e garantindo a eficiência da comunicação;

2 - Comunicação livre e aberta com todos: mantenha uma comunicação ativa que permita que todos os colaboradores estejam na mesma página e informados sobre tudo o que passa no dia a dia da empresa, evitando o famoso “rádio peão”.

3 - Fit cultural: alinhe todas as premissas culturais da empresa com os seus funcionários e busque contratar pessoas que estejam dentro deste perfil; 

4 - Atraia talentos: invista no processo seletivo da sua empresa para buscar pessoas que se identifiquem com a sua marca e se sintam motivadas a trabalhar para o seu negócio;

5 - Realize feedbacks estruturados e periodicamente: aposte nos feedbacks! Lembre-se de realizar feedbacks negativos de forma individual, nunca publicamente. Feedbacks positivos estão sempre permitidos! Preocupe-se com o desenvolvimento do seu colaborador e estruture um feedback com perguntas poderosas para que ele mesmo descubra seus pontos fortes e de melhoria. 

6 - Dê autonomia: autonomia é a palavra chave, principalmente, da nova geração millenials. Por isso, empodere o seu colaborador com mais autonomia e flexibilidade. 

Por isso, reforçamos que realizar a gestão de pessoas não é apenas motivar seus colaboradores com pequenos agrados financeiros ou um dia de folga. É preciso um plano estratégico muito bem desenhado e articulado para que os resultados sejam positivos e aconteçam de forma orgânica. 


Junte-se aos seus colaboradores e evoluam sempre juntos! 


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas