Risco de crédito: você sabe como funciona?

O risco de crédito é um índice essencial para empresas. Confira o artigo!

30/Abr/2021
Finanças

O risco de crédito é um índice que representa as chances de um cliente cair na inadimplência, atrasando os pagamentos e consequentemente afetando o fluxo de caixa da sua empresa.

De acordo com uma pesquisa da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o percentual de brasileiros inadimplentes atingiu o número de 66,5% em janeiro de 2021. 


Esse percentual representa cerca de 40% da população adulta de todo o país, por isso, entender o que é risco de crédito e como lidar com essa situação é essencial para que seu negócio se mantenha saudável. 


Os 5 Cs do crédito

A gestão de crédito e risco é uma maneira das empresas lidarem com os descumprimentos de contratos dos seus clientes, minimizando os impactos da inadimplência no seu faturamento.


Essa estratégia tem como objetivo focar em dois elementos: a diminuição e a proteção do risco de crédito. Dessa forma, ajudando a tomar decisões mais assertivas e seguras. Veja a seguir os 5 Cs do crédito, que são usados nessa estratégia.


  • Caráter: é a análise do histórico do consumidor, com a intenção de verificar sua reputação como “bom pagador”;
  • Capacidade: refere-se à verificação de se o cliente possui condições para pagar a dívida; 
  • Capital: é a análise do patrimônio líquido do consumidor, ou seja, engloba todos os seus bens;
  • Colateral: garantias oferecidas em troca da concessão de crédito ou parcelamento,
  • Condições: fundamenta-se na situação financeira do consumidor, criando imposições para que seja concedido o montante.


Por que implementar a gestão de risco?

Fundamentada nos dados dos seus clientes, a concessão deve ser realizada com cuidado por meio de uma análise do score de crédito, evitando quaisquer problemas futuros. Para entender melhor, confira os benefícios de uma gestão de risco de crédito que listamos a seguir. 


Aumento da previsibilidade financeira

Uma das consequências de uma gestão é o aumento da previsibilidade financeira. Isso porque quando há o controle de quando e como o dinheiro vai entrar no caixa, fica mais fácil para o administrador prever o andamento do negócio, investindo em setores específicos.


Controle da taxa de inadimplência

A análise do histórico do consumidor, uma das etapas da gestão de risco, é uma estratégia eficaz para que sua empresa tenha o controle da taxa de inadimplência entre seus clientes. 


Dessa forma, ao ampliar os modos de verificação do risco de crédito, a concessão é  realizada com uma base mais sólida, ou seja, indo além da confiança nos envolvidos na operação.

 

Equilíbrio do fluxo de caixa

Ao ter o controle da taxa de inadimplência, você também passa a ter um equilíbrio do fluxo de caixa. Isso quer dizer que, com a entrada constante de dinheiro, você consegue manter as contas do seu negócio em dia, sem comprometer a relação com os clientes.


Ampliação da competitividade do negócio

Você sabia que a inadimplência também pode afetar seu capital de giro? Quando os clientes não conseguem arcar com os pagamentos, a empresa precisa retirar o dinheiro que seria destinado a investimentos e desenvolvimento do negócio para lidar com esses gastos.


Quais os desafios dessa estratégia?

Como você pôde perceber, entender os efeitos de uma baixa pontuação de crédito auxilia a desenvolver uma estratégia de gestão de risco de crédito eficiente. Mas, para isso, confira abaixo seus desafios.


Armazenamento das informações

O cuidado para armazenar e organizar as informações é um dos grandes desafios da gestão. Isso porque, sem acesso fácil aos dados dos clientes, podem ocorrer atrasos na análise de risco de crédito, influenciando no fluxo das aprovações dos pedidos dos clientes.


Atualizações dos sistemas

Outra dificuldade são as atualizações dos sistemas, que ocorrem periodicamente e que devem ser ágeis e de baixo custo. Os softwares, como os ERPs (Enterprise Resource Planning), auxiliam nessa tarefa e tornam as avaliações precisas para que seja possível conceder o montante de maneira eficiente.


E para você que pretende deixar as finanças da sua empresa em ordem e melhorar a gestão dos processos, adquirir um sistema de ERP é uma ótima alternativa. Com a Omie, você pode otimizar e automatizar tarefas com facilidade. Acesse o site e confira as opções e escolha a mais adequada para o seu negócio!



Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas