Como fazer dropshipping?

Como o dropshipping funciona na prática e por quais motivos pode ser uma boa alternativa para quem busca abrir seu próprio negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Hoje em dia, muitas pessoas sonham em montar seu próprio negócio online, mas acabam interrompendo esses planos pelo alto custo de investimento, logística e manutenção. Pensando nisso, foi criado o dropshipping, uma nova forma de manter um estabelecimento sem ter que pensar em toda a logística decorrente, como envio de produtos e manutenção de estoque.

Nesse conteúdo, vamos falar com mais profundidade sobre o que é o dropshipping, como funciona na prática e quais os benefícios a quem busca abrir seu próprio negócio de forma descomplicada. Continue acompanhando!

Como o dropshipping funciona?

O dropshipping é um método de varejo em que os produtos não são mantidos em estoque por quem os vende, mas enviados ao cliente diretamente por um fornecedor atacadista que trabalha com aquele tipo de produto.

Na prática, o pedido é feito e pago pelo cliente no e-commerce da loja, que pode ou não ser um marketplace, e, então, encomendado, em quantidade específica, diretamente ao fornecedor, que se encarrega de separar e enviar esses itens diretamente a quem comprou.

Isso garante muito mais eficiência no envio, já que uma terceira parte fica encarregada dessa logística, além de uma possibilidade muito maior de variedade de produtos, o que talvez não seria possível se fosse necessário que a loja tivesse que manter um estoque próprio.

É uma alternativa muito vantajosa para quem busca abrir seu próprio negócio, já que o valor a ser desembolsado com investimentos iniciais, logística de entrega e gestão de estoque são reduzidos drasticamente. O fornecedor se encarrega de todo o trâmite, por meio de uma parceria entre a loja e o atacadista.

Outro ponto positivo é que o cliente geralmente não sabe quando se trata de dropshipping, já que o pedido é enviado em nome da loja, com endereço de devolução e de fatura próprios.

Como fazer dropshipping?

Investir em um e-commerce, seja ele um site próprio ou marketplace, é muito mais simples do que começar um negócio físico nos moldes tradicionais, o que não significa que dispense o planejamento necessário para dar certo. Essas são algumas dicas que podem ajudar nesse momento:

Organize as finanças

Em primeiro lugar, é necessário separar as suas finanças pessoais das finanças do seu negócio. Isso é primordial por razões judiciais, tributárias, assim como práticas, já que ficará muito mais fácil administrar a parte financeira da sua empresa dessa forma.

É preciso que a empresa abra uma conta PJ no banco, solicite licenças locais, ou seja, um alvará de funcionamento, colete as taxas de vendas devidas pelo cliente de acordo com as leis locais e pague as taxas devidas aos fornecedores conforme o DIFAL (Diferencial de Alíquota de ICMS). Além de separar dinheiro para a manutenção da empresa, como custos de marketing e manutenção da plataforma utilizada.  

Selecione um nicho  

Em seguida, é preciso definir o nicho de mercado em que quer atuar e qual o seu público-alvo. Sem isso, não é possível desenvolver nenhum tipo de estratégia de vendas, já que a empresa deve oferecer um produto ou serviço que venha para preencher alguma lacuna existente no mercado atual. 

A definição desse nicho de mercado é uma junção de quatro pilares básicos: primeiro, você deve pensar sobre o que se interessa e qual tipo de produto ou serviço gostaria de oferecer às pessoas. Depois, analise de que forma esse produto pode servir de solução para um problema que talvez você e outras pessoas tenham. 

Então, chega o momento de fazer uma pesquisa sobre o que está em alta no mercado, já que é necessário saber quais as chances de o produto oferecido ser procurado pelas pessoas. Isso nos leva ao quarto ponto, que é uma análise da necessidade do consumidor e como isso pode ser utilizado a seu favor.

Escolha bons fornecedores 

O dropshipping tem chances mínimas de dar certo caso as empresas e pessoas envolvidas na operação não estejam comprometidas em oferecer o melhor serviço e produto possível ao cliente. 

Por esse motivo, é crucial saber escolher bons fornecedores, com produtos de boa qualidade, uma boa logística de entregas, com bons prazos, embalagens, bom suporte ao cliente, boa reputação. Tudo isso só funciona com uma excelente comunicação entre a empresa contratada e a loja, já que vocês estarão em contato constantemente para o repasse dos pedidos. 

Conheça os produtos 

Antes de oferecer um determinado produto ou serviço ao cliente, é preciso conhecer de perto a sua qualidade, já que colocar algo cuja qualidade não é conhecida tem efeito direto sobre a sua reputação no mercado como vendedor. 

Analise o mercado e a concorrência 

É necessário fazer uma análise do mercado, incluindo competidores e mercado-alvo. Isso pode ser feito coletando dados sobre o tamanho do mercado, valor da indústria, definindo o público-alvo e seus hábitos de consumo, além de uma pesquisa profunda sobre os concorrentes, o que pode ser feito por meio de uma análise SWOT.

Crie um site 

É preciso fazer não só com que os produtos vendidos sejam de interesse do cliente, mas também que ele consiga chegar até você. Por isso, é necessário criar o seu site, com um domínio único e que chame a atenção do cliente, bem como escolher uma boa plataforma de e-commerce para construir seu negócio. 

Estabeleça boas formas de pagamento 

É importante também escolher boas formas de pagamento, em especial aquelas que contam com a segurança que o dropshipping requer, e que tenham um prazo rápido de liberação do dinheiro das vendas. Dessa forma, é possível ter um fluxo de caixa mais rápido e utilizar esse dinheiro para investir em um bom marketing de estratégia para que a empresa continue crescendo. 

Defina estratégias 

Uma parte fundamental do dropshipping é uma boa gestão de investimento em mídia, além de garantir uma boa experiência ao cliente, até mesmo no pós-venda, com um suporte de vendas funcional e boas estratégias de relacionamento.

Investir em métodos como gestão de tráfego, conversão de anúncios, além de plataformas de propagandas pagas, como o Google Marketing Platform e Facebook Ads, pode garantir o crescimento constante da empresa e aumentar as vendas. 

Apresente a política de cancelamento com clareza 

Contar com uma política de cancelamentos clara é de extrema importância, principalmente em um modelo de negócios como o dropshipping, onde não é incomum que muitas das compras sejam feitas por impulso. Por isso, as regras e prazos de devolução e cancelamento devem constar de forma clara no site, sendo acessível a todos os consumidores. 

Acompanhe e melhore os resultados 

Seguindo todos esses passos, é necessário acompanhar os índices da empresa em busca do que deve ser mantido por ter alcançado bons resultados, além de pontos que exigem melhoria.

Vantagens de fazer dropshipping

O dropshipping veio como uma forma de descomplicar diversas logísticas ligadas às vendas online, e, por isso, é um meio utilizado por várias pessoas que buscam começar nesse universo sem ter que fazer investimentos tão altos como em um varejo tradicional. Esses são alguns de seus benefícios: 

Baixo custo

Como citado anteriormente, o custo de operações se torna reduzido pelo fato de que a loja não mais é responsável por manter um estoque de produtos, gastos operacionais ou colaboradores, já que os produtos são fabricados e enviados por uma empresa atacadista a partir da demanda. Isso diminui consideravelmente os custos de logística e o investimento inicial.

Não ocupa espaço físico

O dropshipping torna desnecessária a manutenção de um estoque de vendas, o que significa que não é necessário ter um espaço físico. O dono do e-commerce pode trabalhar de qualquer lugar, até mesmo de casa.

Variedade de produtos

Essa configuração permite que você escolha diferentes fornecedores para trabalhar em conjunto, o que também significa uma variedade muito maior de produtos que podem ser vendidos.

Conveniência e eficiência

Se bem-planejado, o dropshipping pode ser sinônimo de maior eficiência, pois os produtos são separados e enviados em prazo muito menor por uma empresa responsável especificamente pela sua separação e envio.

Ter o próprio negócio não precisa ficar para depois

O dropshipping é uma ótima alternativa para quem busca ter o seu próprio negócio, mas não quer ter que lidar com os altos custos operacionais e toda a logística envolvida no modelo tradicional. A partir dele, é possível repassar pedidos de acordo com a demanda diretamente ao fornecedor, que se encarrega da separação e envio para o cliente.

Para aproveitar todos os benefícios que esse modelo de negócio oferece, porém, é necessário um bom planejamento e gestão do negócio, o que pode se tornar uma tarefa muito mais fácil se atrelada ao bom uso da tecnologia. Leia mais o sistema ERP para empreendedores da Omie!

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
One Stop Shop
O One Stop Shop é um modelo de negócio que pode aumentar suas vendas e melhorar a experiência do cliente.
Notebook aberto em boleto bancário
Descubra como funciona o boleto bancário e como essa forma de pagamento traz vantagens para sua empresa
O que é empreendedorismo: pessoas entrando em portal em forma de chave
Conheça mais sobre as características do empreendedorismo e saiba como ter sucesso no seu negócio.