Como fazer uma avaliação de desempenho na empresa

Saiba o que é e como fazer uma avaliação de desempenho na sua empresa. Tenha colaboradores engajados e veja sua produtividade aumentar
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Saber como fazer uma avaliação de desempenho é essencial para potencializar mais ainda a produtividade dos colaboradores nas empresas. Com ela, é possível identificar talentos, averiguar a produtividade e avaliar o nível de efetividade no trabalho.

A avaliação de desempenho é considerada uma ótima ferramenta de Recursos Humanos. Por meio dela, os funcionários recebem feedbacks e conseguem direcionar esforços para o que é realmente necessário.

Continue lendo para descobrir porque é importante fazer uma avaliação de desempenho na sua empresa e quais são os cuidados que precisa tomar na hora de aplicar.

Para que fazer uma avaliação de desempenho na empresa?

A avaliação de desempenho é um processo importante nas mais diversas áreas e permite avaliar e medir o desempenho dos colaboradores em relação aos objetivos e metas estabelecidos. Ajuda as organizações na gestão de qualidade, mantém a equipe ciente de suas capacidades e direciona para melhorias e crescimento (individual e coletivo).

É usada para identificar pontos fortes e fracos e, com isso, criar um plano de desenvolvimento para os colaboradores, com o objetivo de aumentar a produtividade, melhorar a qualidade do trabalho e aprimorar o desempenho.

As estratégias traçadas a partir das avaliações podem resultar desde promoções e bonificações até desligamentos. Pode ser identificado também se existe alguma necessidade de promover treinamentos, permitindo que a empresa crie estratégias personalizadas para cada colaborador ou equipe.

A avaliação de desempenho traz diversas vantagens para o negócio, como a melhoria da produtividade, da qualidade do trabalho e reconhecimento de talentos. Além disso, permite reconhecer e valorizar os colaboradores que apresentam um desempenho superior, aumentando a motivação e o engajamento da equipe.

Outra vantagem é que ela ajuda a estabelecer uma cultura de feedback e comunicação aberta. Os colaboradores recebem feedback sobre o seu desempenho e possuem a oportunidade de expressar suas opiniões e preocupações. Isso melhora significativamente a comunicação e o relacionamento interno, refletindo nos clientes e no mercado.

Como fazer uma avaliação de desempenho na empresa?

A avaliação de desempenho é um processo importante que serve para mensurar a performance individual e coletiva dos colaboradores na empresa, além de ser uma parte importante na gestão empresarial. 

O RH da empresa que deve iniciar o processo. Ele pode ser feito por meio de planilhas ou de forma automatizada, por um sistema ERP, que reúne todas as informações necessárias, integrando setores e emitindo relatórios em tempo real. Para aplicar uma avaliação de desempenho eficaz, é necessário seguir 5 etapas:

Etapa 1 – Definir objetivos com a avaliação

Defina as metas e objetivos que serão avaliados. É importante que os colaboradores saibam o que é esperado deles. Deve-se considerar os pilares da cultura organizacional da empresa e onde deseja chegar com esse processo, qual método será usado e ter bem definido para quem se destina.

Os resultados desse processo serão usados no PDI (Plano de Desenvolvimento Individual), na hora de identificar os desafios que cada colaborador precisará enfrentar para se desenvolver efetivamente. 

Etapa 2 – Planejar todo o ciclo de estudo

É preciso estabelecer o período em que a avaliação será realizada. Geralmente, as avaliações são anuais ou semestrais, pois, quando se acompanha de forma constante os colaboradores, melhor será a análise da evolução da empresa.

As avaliações podem ser feitas somente pelo gestor ou pelos dois, gestor e colaborador. Isso pode variar de empresa para empresa, depende da cultura organizacional de cada uma. 

Etapa 3 – Mapear os comportamentos e competências

Dentro do processo de avaliação de desempenho, está o mapeamento dos comportamentos e competências. Ele conta com a participação de alguns gestores e colaboradores, além, claro, do RH da empresa.

Algumas empresas podem compartilhar comportamentos. É uma prática comum, principalmente quando se trata de um bom exemplo.

Etapa 4 – Analisar e definir estratégias de PDI

Essa é a etapa em que se coleta e agrupa dados sobre os colaboradores. Esses dados podem ser informações sobre o desempenho dos colaboradores, por meio de observação, feedback de colegas e clientes, relatórios e indicadores de desempenho.

Após uma avaliação, é preciso traçar um plano que esteja alinhado ao colaborador, levando em conta os conhecimentos e competências que cada um possui. Caso ele não atinja o exigido na avaliação, é recomendado oferecer treinamentos e atividades para que consiga chegar ao nível exigido.

Assim sendo, refazer a avaliação de tempos em tempos, tornará possível comparar o progresso do colaborador e verificar o impacto do Plano de Desenvolvimento Individual (PDI).

Etapa 5 – Treinamento para os colaboradores

Aqui, o RH procura deixar claro para os colaboradores a importância e a necessidade de se realizar uma avaliação, além de explicar como ela pode impactar na vida de cada um dentro da empresa. É a hora de envolver a equipe e não só colocar em prática o processo.

A adesão dos colaboradores e gestores é crucial para que os objetivos sejam alcançados. Nessa etapa, é muito importante investir em uma comunicação efetiva, que pode ser feita via e-mails, vídeos ou materiais informativos diversos.

Um exemplo é quando uma empresa resolve aderir à transformação digital, incluindo novas ferramentas em sua rotina de trabalho. Mais do que dar os recursos, é preciso fornecer educação empreendedora, cursos e contar com parceiros qualificados.

banner cta empreendedor

Cuidados ao aplicar avaliação de desempenho na empresa

Ao aplicar a avaliação de desempenho em uma empresa, deve-se tomar alguns cuidados. Isso porque méritos e competências podem ser apreendidos em números, mas não refletem a diversidade humana e os momentos particulares de cada setor e colaborador. Veja abaixo e fique atento:

  • Acompanhamento: é importante acompanhar o processo do colaborador, se não houver um plano de ação para solucionar os problemas levantados e ter acompanhamento de um gestor, o resultado da avaliação terá sido desperdiçado.
  • Equidade: Avaliar todos os colaboradores para não haver desconfianças e supostas preferências. Uma avaliação nunca pode ser levada para o lado pessoal.
  • Integração: Avaliar o período total do colaborador e não só etapas isoladas. Ele pode ter um ótimo desempenho o mês inteiro, mas na última semana ocorreu algum problema que fez a sua produtividade cair. Nesse caso, deve-se avaliar o total.

Sabendo os cuidados que devem ser tomados, é só dar início a avaliação de desempenho da seguinte forma:

Definição de competências e metas

Defina os critérios que serão avaliados, como competências técnicas e comportamentais, habilidades, conhecimentos e atitudes. Esclareça quais são as metas, os resultados esperados que o colaborador precisa conseguir para entregar o valor do seu trabalho para a empresa.

Escolha de prazos

Defina prazos realistas para que os colaboradores tenham tempo de se adaptar e trabalhar para alcançar os objetivos. A avaliação de desempenho é um processo e, como tal, leva um tempo para caminhar da forma desejada e atingir a meta traçada.

Uso de frases adequadas

O uso de frases inadequadas ao avaliar um colaborador pode ser um problema. Por isso, é preciso bastante cuidado, pois o enfoque incorreto pode ser pior do que não avaliar. Tenha atenção às soft skills como empatia e comunicabilidade. Saiba transmitir a mensagem e expectativas. 

Desenvolvimento e feedback constantes 

Forneça feedbacks aos colaboradores sobre seu desempenho, reconhecendo suas realizações e identificando áreas de melhoria. É recomendado se iniciar com ciclos semestrais e anuais, para mais tarde passar para trimestrais. É por meio do feedback que são identificadas as necessidades de treinamento.

Avaliação: uma aliada das empresas

Uma avaliação de desempenho eficaz requer um planejamento cuidadoso, coleta de informações precisas e feedback construtivo, a fim de criar um plano de desenvolvimento personalizado e acompanhar o progresso dos colaboradores.

Portanto, encare esse processo como um aliado da sua empresa, capaz de trazer mais produtividade, engajamento dos colaboradores com a organização e valorização. Todos saem ganhando.

Para se manter por dentro deste e outros temas, aprenda como fazer a gestão de desempenho da sua empresa e veja sua produtividade aumentar!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
principais erros em entrevistas com clientes
Os perigos que a visão de "o cliente sempre tem razão" pode proporcionar quando aplicado a etapa de discoverys/entrevistas com
PCMSO: médica olhando para a tela de um computador.
Entenda o PCMSO, sua operação e quem deve implementá-lo. Conheça mais com a Omie!
Cálculo de absenteísmo: homem de negócios
Conheça mais sobre o absenteísmo: um indicador utilizado para medir faltas e atrasos de um funcionário.