Como organizar a categoria de produtos online?

A gestão de uma loja virtual é cheia de desafios. Saiba como organizar por categoria e impulsionar os seus negócios.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Um visual confuso e a dificuldade de encontrar produtos em um e-commerce impacta negativamente a experiência do cliente. Isso resulta em maior abandono do site sem realizar compras e um dos aspectos é a falta de categoria de produtos.

Não é algo que pode ser deixado para depois, pois impacta na localização rápida de produtos, melhor ranqueamento em mecanismos de buscas e, consequentemente, maior volume de vendas. Acompanhe neste artigo o que é categoria de produtos online, as vantagens desse processo e como aplicar no seu e-commerce para ter mais lucratividade.

O que é categoria de produtos online?

O uso da categoria de produtos online permite separar itens por modalidade de mercadoria, trazendo maior circulação de usuários na loja virtual. É como montar corredores de produtos separados por categorias em lojas físicas. Por exemplo, em uma loja virtual de roupas, as categorias podem ser vestidos, calças, camisas, camisetas e saias.

Ainda podem existir subcategorias em cada categoria. A de camisetas pode ser subdividida em masculino, feminino e infantil. As categorias de produtos mudam conforme o ramo do negócio e inclui o uso e cadastro de palavras-chave para o cliente ter uma melhor experiência no uso dos filtros de pesquisa. 

Quais são as vantagens das categorias de produto no e-commerce?

Uma das vantagens de usar categorias de produtos no e-commerce é facilitar a navegabilidade proporcionando um acesso mais intuitivo e rápido para finalizar as compras. Confira outras vantagens:

  1. Realizar promoções por categorias de produtos ou até mesmo criar a categoria promoções para lançar todos os itens da campanha de vendas do mês ou de um período sazonal;
  2. Aumenta as chances de conversão de vendas ao permitir menos cliques até chegar ao carrinho e finalizar o pedido. As pesquisas de e-commerce mostram que quanto mais tempo o cliente demora para localizar o que precisa, maiores são as chances de abandonar a loja virtual sem finalizar seu pedido de compra;
  3. Otimiza o SEO do e-commerce, que impacta no ranqueamento. O que traz maior exposição da marca, que tem mais chances de aparecer nas primeiras posições de busca do Google;
  4. Impacta no aumento do ticket médio, ao sugerir itens a serem inseridos no carrinho baseado nas categorias de produtos visitados pelos clientes. Esses itens podem ser da mesma categoria ou complementares ao que foi inserido no carrinho. Essa técnica é chamada de cross-selling

Como criar categoria de produtos online?

Com tantas vantagens para o sucesso de seu e-commerce, agora é hora de aprender como criar a categoria de produtos. Confira cada etapa!

Conheça bem o seu público

O primeiro passo é definir o público-alvo do seu negócio. Se já possui uma loja virtual, avalie o perfil de quem compra: hábitos de consumo, idade, gênero, onde mora, comportamento e outros. Mapeie dúvidas e desafios enfrentados pelos consumidores ao navegar na sua loja virtual.

Caso esteja montando seu e-commerce, pesquise o público da concorrência. Veja como ele se comporta, pois são clientes em potencial para sua empresa.

Conhecendo melhor seus possíveis clientes, têm-se uma direção melhor de quais categorias escolher para seus produtos.

Estude a concorrência

Faça benchmarking para análise de concorrência e saiba quais as categorias de produtos mais usadas pelos seus concorrentes. Navegue pelas lojas virtuais de outras empresas do mesmo nicho de mercado que o seu e observe como elas estão cadastrando os produtos.

Analise como os produtos estão cadastrados, detalhes, tags, palavras-chave utilizadas. Os maiores e-commerces adotam práticas que já funcionam no mercado e que atraem mais clientes.

Crie nomes estratégicos

Ao nomear as categorias de produtos é importante avaliar detalhes estratégicos. Considere técnicas de SEO para e-commerce e escolha nomes simples e palavras-chave mais usados por seus clientes na busca por produtos. Assim, a chance de aparecer na primeira página do Google é maior.

Quando a loja virtual adota nomes já populares, fica mais fácil dos usuários entenderem quais produtos estão sendo vendidos e finalizar a compra. Use ferramentas tecnológicas para a escolha dos nomes, algumas gratuitas são: Google Trends e Answer the Public.

Crie filtros

Quando escolher as categorias de produtos, crie filtros para ajudar o cliente a achar o que deseja de forma mais ágil. Os filtros são baseados nas características dos produtos, como: cores disponíveis, preços, tamanhos, modelos, localização e outros.

Por exemplo, e-commerces de pacotes de viagens e vendas de carros podem exigir separar a localização, como cidade de partida e destino ou local onde estão os carros.

Um outro tipo de filtro que pode ser usado é o código do produto para o cliente ir direto para a página do item que procura e finalizar a venda. Esse código é o SKU e serve para localizar um tipo de produto no estoque do e-commerce. Um exemplo para localizar televisão, o SKU é TVA123456. Quando o cliente digitar esse código e clicar em buscar, irá direto para o produto e poderá comprar rapidamente.

Para essa escolha, avalie o comportamento e as necessidades de seu público-alvo. De acordo com as informações levantadas no tópico anterior, os filtros podem ser criados com base nos produtos mais pesquisados por seus clientes.

Elabore um layout intuitivo

O layout do e-commerce precisa ser funcional e intuitivo para proporcionar uma melhor experiência do cliente. Essa decisão não pode ser pautada somente em questões estéticas.

É preciso verificar o tempo de carregamento das páginas, pois se demorar a carregar, o cliente pode desistir da compra e procurar a concorrência. Outro item é a disposição dos produtos e categorias posicionados com técnicas de trade marketing no mundo digital.

Localizar produtos e seguir as etapas de incluir no carrinho, fazer cadastro e inserir os dados de pagamento até finalizar a compra não pode ser um desafio para o cliente. Quanto mais rápida for essa jornada, menor é a chance de abandonar o carrinho de compras e efetivar a venda.

Tenha uma gestão estratégica do seu e-commerce 

Adotar categorias de produtos gera maior tráfego de pessoas em seu e-commerce. Ainda proporciona uma experiência de compra mais satisfatória para os clientes.

Existem outras técnicas de gestão de lojas virtuais para aumentar a lucratividade do negócio. Para conhecer mais e adotar a melhor estratégia para sua loja virtual, confira os temas de outros artigos no Blog Omie!

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
termo de uso
Entenda a importância dos termos de uso e da política de privacidade para garantir a segurança dos dados dos seus
OTIF: gestão de logística.
Conheça indicador que promove economia e eficácia
envio de encomendas: do empacotamento ao frete
Dicas para lojistas virtuais indicando cada passo para o envio de mercadorias: do empacotamento ao frete. Confira!