Conheça as 4 etapas do Design Thinking e sua importância

Ao seguir as etapas do Design Thinking, você tem uma abordagem focada na criatividade para resolver os problemas do seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Seja qual for o segmento de um negócio, o fato é que a melhora dos resultados vêm a partir de soluções criativas. Por isso, é importante conhecer as etapas do Design Thinking, abordagem com foco na inovação e que pode ter diferentes aplicações, como o desenvolvimento de um produto ou serviço ou o aprimoramento de processos.

Estamos falando de uma maneira de encontrar soluções que envolve ideias de toda a sua equipe e considera as necessidades dos clientes e a situação do mercado. Quer entender como funciona o design thinking, suas etapas, ferramentas e métodos de aplicação? Confira as informações a seguir.

Por que o Design Thinking resolve problemas?

O Design Thinking tem como objetivo encontrar soluções criativas para os problemas. Dessa forma, é um recurso importante para as empresas, que podem ganhar um diferencial competitivo com a criação ou aperfeiçoamento de produtos, serviços ou processos.

É uma abordagem focada nas pessoas, como os clientes do seu negócio ou seu público interno, e realizada a partir de muita reflexão, planejamento, esboço do projeto e experimentação para só depois partir para a execução.

Entenda a seguir como o design thinking impulsiona a inovação dos negócios:

  • participação de equipes diversas e multidisciplinares, possibilitando ter diferentes ideias e pontos de vista, experiências e visões de mundo para criar algo novo; 
  • empatia em todo processo, considerando as necessidades do público (externo ou interno), dependendo do projeto, e colocando-se no lugar dessas pessoas para encontrar as soluções;
  • abordagem que valoriza a criatividade (conectando diferentes ideias) e experimentação (com um protótipo de testes para avaliar os resultados na prática);
  • compreensão do problema que precisa ser resolvido feita a partir de estudos, levantamento de dados e materiais.

Quais são as etapas do Design Thinking

O Design Thinking pode ser aplicado em diferentes situações, sendo que as etapas da abordagem são as listadas abaixo. Acompanhe.

1. Imersão

Entre as etapas do design thinking, a primeira é a imersão, voltada para o entendimento do problema. Como a abordagem tem um caráter coletivo desde o seu início, a colaboração na empresa deve estar entre os principais pilares da cultura organizacional.

Assim, já na imersão, há a participação de toda a equipe que traz ideias, faz estudos, pesquisas, entrevistas e levantamento de dados, como aqueles referentes ao comportamento e necessidade do público, concorrentes do segmento e possibilidades de mercado — caso o projeto esteja voltado para o desenvolvimento de um produto, por exemplo.

Além disso, na imersão, é fundamental a empresa ter um olhar “para dentro” e, para isso, é válido utilizar a análise SWOT para entender as forças, fraquezas, oportunidades e ameaças referentes ao negócio.

2. Ideação

Depois da imersão e entendimento do problema, baseado em informações reais e estudos, a equipe pode pensar em soluções criativas. O importante é deixar todos os profissionais falarem sobre suas impressões e ideias, a partir do que foi levantado na etapa anterior, sem julgamentos. 

Todos devem ter sua vez de falar, por isso é ideal contar com um mediador para organizar essa interação e que saiba usar a técnica de brainstorm. O objetivo é ser um processo criativo para que todos possam “pensar fora da caixa” e contribuir com insights.

3. Prototipação

Depois de considerar as ideias da etapa anterior, chega o momento de saber se a solução proposta trará resultados. Para evitar desperdícios de recursos ou alguma falha, existe a fase de prototipação.

Nessa etapa do Design Thinking, o intuito é gerar uma versão mais simples do produto para que possa ser testado, seja pelos consumidores ou equipes. Com isso, é possível saber se o produto funciona, as impressões do público e fazer uma avaliação, indicando se o produto é viável ou não, ou se é preciso algum ajuste.

4. Desenvolvimento

A última etapa é a de implementação, voltada para a execução do produto, para que ele possa ser lançado no mercado. Porém, o gestor deve ter em mente que, mesmo nessa fase final, o foco deve ser o desenvolvimento contínuo do que foi lançado, ouvindo clientes, equipes, fornecedores e considerando até mudanças no mercado.

Bannner para conhecer o sistema

 

Como aplicar o Design Thinking?

Para aplicar a abordagem, você pode contar com ferramentas e métodos. Estes podem variar, por isso é importante aplicar a opção que tenha mais a ver com seus objetivos. Veja abaixo e entenda melhor.

Ferramentas

Confira as ferramentas para colocar em prática as etapas do Design Thinking.

Mapa de empatia

O mapa da empatia no design thinking consiste em encontrar uma solução inovadora para um problema considerando o que o seu consumidor sente, escuta, fala e vê. Por isso, é uma abordagem humanista para resolver problemas.

MVP

O MVP é a sigla para minimum viable product ou mínimo produto viável, sendo uma ferramenta utilizada na fase de prototipação do design thinking. Assim, é possível realizar testes antes de partir para a implementação do produto.

Storyboard

É uma representação visual, utilizando imagens, desenhos e colagens e até um roteiro como forma de ilustrar uma ideia.

Brainstorm

É a tempestade de ideias, ferramenta do design thinking para a etapa de ideação. Todos podem falar o que pensam, mesmo que pareça um ponto de vista ousado ou fora de contexto. O objetivo é conectar essas ideias de uma forma criativa.

Métodos para aplicar o Design Thinking

O design thinker precisa utilizar os principais métodos para encontrar soluções inovadoras junto às equipes. Saiba mais a seguir.

Design sprint

É um método ágil que propõe a criação de um produto digital em apenas 5 dias: 1. definição de objetivos (a partir da imersão); 2. exploração das ideias; 3. seleção das ideias, 4. prototipagem; e 5. testes para validação.

Lean design

É importante também aplicar o método de Lean design no Design Thinking, eliminando tudo o que for considerado “excesso” para deixar os processos mais enxutos, a fim de ganhar tempo e economizar recursos.

Double Diamond Design

Por último, é preciso mencionar o Double Diamond Design ou método do duplo diamante, que propõe, a partir do desenho de quatro triângulos interligados, mostrar as 4 etapas para encontrar uma solução (descoberta, definição, desenvolvimento e entrega). É um esquema que aponta as convergências e divergências de ideias que fazem parte desse processo. 

O Design Thinking serve para qualquer empresa?

A abordagem pode ser direcionada para diferentes aplicações e para empresas de qualquer segmento e porte. Isso porque valoriza a coletividade e multidisciplinaridade para a troca de ideias, ou seja, seu negócio pode inovar a partir de insights e com a realização de testes para validação das soluções encontradas.

Como você viu, com as etapas do Design Thinking, sua empresa pode se valer de uma estratégia que estimula a criatividade para criar ou aprimorar processos, produtos e serviços.

Gostou das nossas dicas? Então conheça o curso Inovação e Tendências da Omie Academy e aprenda, de forma dinâmica, como resolver os problemas do seu negócio!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
tecnologia nas vendas de indústrias e distribuidoras
A combinação de soluções tecnológicas de sistema de gestão e forças de vendas vão transformar sua empresa e maximizar seus
o que é tecnologia verde ou TI verde
A TI verde surgiu para minimizar danos ambientais e proteger o meio ambiente. Saiba mais sobre ela aqui!
tendências de CS e CX para 2024
Analisaremos como a interseção entre automatização e humanização no atendimento ao cliente se torna essencial no cenário pós-pandemia, impulsionando estratégias