Conheça os 7 principais tipos de logística, suas funções e características

Descubra os tipos de logística e sua importância para os negócios. Entenda cada um e otimize sua empresa.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

As operações empresariais abrangem uma variedade de tipos de logística, desde a produção até a entrega dos produtos.

Nos últimos anos, a crescente demanda por compras online em e-commerces tem evidenciado a importância da logística, na qual os consumidores buscam entregas ágeis, com qualidade e valor agregado.

A eficiência logística não só impulsiona os lucros e minimiza erros operacionais, mas também garante a entrega pontual e em condições ideais aos clientes.

Neste artigo, vamos explorar e detalhar sete tipos de logística essenciais para otimizar seu empreendimento. Confira!

Banner conheça o sistema - gestão online

7 tipos de logística

A cadeia de suprimentos envolve várias etapas, desde a matéria-prima até a distribuição do produto ao cliente final. Cada mercadoria tem a sua própria cadeia de suprimentos e a logística pode ser simples ou complexa.

Por isso, existem vários tipos de logística. Conheça, a seguir, os principais:

1. Logística de suprimentos

É responsável por toda a gestão dos insumos necessários para a produção da empresa. Isso inclui desde o armazenamento até o transporte desses materiais, garantindo que estejam sempre disponíveis conforme a demanda.

Tem como função é planejar e gerenciar a matéria-prima, mantendo um controle eficiente do fluxo de entrada e saída dos materiais, além de manter contato com fornecedores qualificados.

Esse monitoramento minucioso evita subutilização ou desperdício na produção, garantindo a eficiência dos processos.

2. Logística de produção

Essencial para transformar a matéria-prima em produto final, tem a missão de avaliar a demanda do mercado para produzir apenas o necessário. Isso evita desperdícios ou a escassez de mercadorias.

Responsável por coordenar todas as etapas da fabricação e montagem, essa logística garante que os postos de trabalho estejam sempre abastecidos. Além disso, garante que as mercadorias sejam transportadas e armazenadas adequadamente.

3. Logística de distribuição

Também conhecida como logística outbound, é encarregada de planejar e gerenciar a distribuição dos produtos até os centros de distribuição ou ao consumidor final.

Isso inclui atividades como elaboração de rotas de entrega, coordenação de transportadoras, contratação de motoristas e monitoramento de entregas.

Além disso, é responsável pela reposição de estoque, controle da validade dos produtos e supervisão do carregamento e descarregamento.

Uma logística de distribuição bem estruturada pode reduzir custos, garantir a integridade da carga e proporcionar rapidez nas entregas.

4. Logística reversa

Desempenha um papel fundamental ao garantir o retorno de produtos e materiais à empresa, promovendo a sustentabilidade ambiental e contribui com o empreendedorismo sustentável

Seu foco principal é planejar o recolhimento, que pode ocorrer após o consumo dos produtos — como o descarte adequado de embalagens e resíduos — ou envolver trocas e devoluções de mercadorias.

No caso de trocas ou devoluções de produtos, a gestão dessa logística envolve clientes que desistem da compra ou recebem itens com defeito. Para facilitar esse processo, muitas empresas estabelecem parcerias com os Correios.

Outra forma de implementar a logística reversa é através do descarte adequado de produtos obsoletos. Isso pode ser feito em pontos de coleta espalhados, onde os clientes devolvem as embalagens ou produtos.

5. Logística de terceira parte (3PL)

No modelo de gestão de logística terceirizada, conhecido como 3PL e amplamente adotado no e-commerce, a terceirizada é responsável por todo o processo, desde o pedido até a entrega, incluindo trocas e devoluções.

Com isso, a empresa contratante se preocupa apenas com a supervisão dos processos.

O provedor 3PL já dispõe de uma infraestrutura logística automatizada, simplificando a operação para quem o contrata.

6. Logística de quarta parte (4PL)

Nesse tipo de logística, a empresa terceiriza o processo logístico, mas com um nível ainda maior de otimização.

Isso significa que ela oferece um serviço de alto padrão, que inclui a gestão de outros provedores de logística terceirizados (3PLs), tudo através de um único ponto de contato.

A logística de quarta parte é especialmente recomendada para grandes empresas que lidam com cadeias de suprimentos complexas.

7. Logística integrada

Essa logística abrange todos os processos da cadeia de suprimentos, integrando-os. Isso permite que a empresa acompanhe e gerencie de forma abrangente o desempenho das operações e de todos os setores envolvidos.

Para isso, é essencial utilizar sistemas e ferramentas tecnológicas que acompanhem as etapas, mensurem os resultados e analisem as informações.

Com a logística integrada, é possível unir todas as etapas da cadeia de suprimentos, preparar a empresa para picos de alta demanda e reduzir o tempo entre a solicitação do pedido e a entrega.

Por que a logística é tão importante?

A logística é o processo de planejar, executar e controlar — da maneira mais eficiente possível — o armazenamento, a movimentação e a entrega de mercadorias.

Portanto, é fundamental para garantir que o produto seja entregue para o seu cliente nas condições corretas e no prazo estipulado.

Para que tudo funcione perfeitamente, você deve ter um planejamento forte e uma gestão eficiente da cadeia de suprimentos, desde o armazenamento até a entrega ao cliente.

Uma boa gestão logística traz inúmeras vantagens para a empresa, como:

  • Custos operacionais reduzidos;
  • Menos desperdício;
  • Mais produtividade;
  • Entregas rápidas, sempre no prazo;
  • Grande vantagem competitiva.

Diferenças entre logística convencional e logística empresarial

A logística empresarial é parte fundamental da administração corporativa, organizando os processos de produção, como aquisição, movimentação, armazenamento e transporte de produtos.

Ela garante que produtos e serviços alcancem os clientes no tempo e local certos, agregando valor e impulsionando o lucro.

Por outro lado, a logística convencional, frequentemente encontrada em empresas familiares, tem sido substituída gradualmente.

Essas operações, que dependem de métodos manuais como planilhas e comunicação por telefone, focam principalmente na entrega dos produtos, sem considerar a eficácia do serviço.

Para entender melhor, veja algumas das principais diferenças entre a logística empresarial e a convencional:

Logística convencional:

  • Entrega da mercadoria sem controle em tempo real
  • Uso de planilhas e papel
  • Foco em processos de menor escala
  • Maior tempo para obtenção de resultados
Logística empresarial:

  • Integrada à empresa; 
  • Foco em lucros e métricas
  • Auxílio de ferramentas de automação
  • Maior qualidade e rapidez nas entregas
  • Capacidade de suprir necessidades de pequenas, médias e grandes empresas

Com o mercado cada vez mais acelerado e os fluxos de informação em crescimento, a logística convencional está perdendo espaço.

A digitalização e automação, características da logística empresarial, beneficiam tanto grandes empresas, como negócios de menor porte.

Como deixar o seu processo logístico mais eficiente?

  • Conte com bons fornecedores: escolha fornecedores de qualidade e com bom custo-benefício.
  • Preveja as demandas: elabore uma previsão das demandas da empresa considerando histórico de vendas e tendências de mercado.
  • Faça o gerenciamento do estoque: mantenha um registro organizado de todos os produtos e monitore as entradas e saídas.
  • Armazene as mercadorias estrategicamente: estruture o local de armazenamento de forma estratégica para facilitar o manuseio dos produtos.
  • Faça o monitoramento da operação: acompanhe todas as etapas da operação logística e transporte das mercadorias.
  • Atente-se à política de frete: estabeleça uma política de frete eficiente para evitar o abandono de carrinho em e-commerces.
  • Use ferramentas de automação: para otimizar o fluxo e centralizar dados, automatize processos na operação logística.

Tenha uma gestão logística que impulsiona o seu negócio

Após conhecer os 7 tipos de logística, é hora de investir em processos automatizados na sua empresa. Não só a entrega de seus produtos se tornará mais eficiente, mas todo o controle de estoque e vendas ficará mais simples e trará grandes resultados.

Gerencie os seus processos mantendo uma logística integrada a todas as áreas através da tecnologia. Para isso, a Omie oferece soluções personalizadas para sua gestão de estoque, sendo parceira no sucesso de empreendedores dos mais diversos ramos e tamanhos.

Entenda como as funcionalidades do sistema de gestão Omie vão facilitar a sua rotina!

Banner experimente - reduza os custos e ganhe mais eficiência em suas operações

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
A importância da gestão comercial
Saiba mais sobre a gestão comercial, como ela funciona, sua importância e porque o seu negócio deve adotar essa prática.
o que é packing: mulher segurando caixa em esteira
Packing eficiente é a chave para melhorar suas entregas. Entenda como ele funciona na logística e veja como otimizar suas
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e