Contabilidade de custos: Entenda a importância

Fazer a contabilidade de custos pode te ajudar a diminuir os gastos e os riscos financeiros da sua empresa. Descubra os principais pontos a se atentar!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A contabilidade de custos é um dos temas mais relevantes quando se trata de uma boa organização da gestão financeira de uma empresa. Por isso, é preciso entender como ela funciona e como esse processo pode ser útil para o crescimento dos seus negócios.

E, para entender o que é contabilidade de custos e quais são os seus principais objetivos, o gestor deve ter uma visão clara de todos os elementos de saída que compõem o custo dos seus produtos ou serviços e comparar com as entradas para, assim, administrar melhor a saúde financeira da empresa.

Podemos dizer que a contabilidade de custos serve para avaliar minuciosamente todas as possibilidades orçamentárias de uma empresa a partir da sua operação. Além disso, é possível garantir que as tomadas de decisão sejam sempre voltadas para o crescimento e para as melhores práticas.

Neste artigo, vamos explicar em detalhes o que é preciso avaliar no cálculo de custos da sua empresa e qual é a importância dessas informações no cotidiano dos negócios. Vamos descobrir juntos como esse processo funciona.

Banner CTA

O que é contabilidade de custos?

Imagine o seguinte cenário: um cliente pede um desconto. Você precisa avaliar as possibilidades para garantir o lucro da sua empresa e, ao mesmo tempo, a satisfação do seu cliente. Qual desconto máximo você pode aplicar? Decisão complicada, não é mesmo? E é nesses casos que entram os custos contábeis.

Mas, antes de tudo, lembre-se de que a palavra “custo” se refere apenas ao dinheiro envolvido na produção do seu produto ou no serviço comercializado. Custo não quer dizer despesas ou gastos. Vamos entender essa diferença um pouco mais à frente.

Primeiramente, para entender a contabilidade de custos, é importante ter em mente que a contabilidade em geral é a grande responsável pelos cálculos e pelas informações. Ela garante a evolução financeira de uma organização.

A contabilidade de custos é uma parte da contabilidade, especializada em gerenciar os custos dos produtos e dos serviços que são oferecidos por uma empresa. Assim, determina os melhores preços de venda e obtém um lucro representativo a partir dos valores gerados pela sua produção.

Já a contabilidade financeira é a parte responsável por analisar os dados e as movimentações financeiras de uma organização. Assim, o objetivo da contabilidade de custos é analisar se a empresa realmente está ganhando ou perdendo dinheiro. Além disso, é uma estratégia importante para tomada de decisões sobre o melhor caminho para o sucesso dos negócios.

Por que é importante fazer a contabilidade de custos em uma empresa?

Basicamente, é pela contabilidade de custos que uma empresa pode acompanhar diretamente a evolução dos seus produtos e serviços, além de estabelecer novas metas de custos para determinado período ou produto/serviço comercializado, de acordo com o planejamento estratégico que estiver em ação.

Por isso, a contabilidade de custos precisa se tornar ferramenta indispensável na gestão financeira de uma empresa, pois é com ela que os gestores podem manter a companhia funcionando, garantir os lucros na definição do preço de venda correto e até reduzir os gastos da operação.

Estabelecer o custo de um produto ou serviço ofertado pode ser um grande desafio, principalmente se envolver muitas etapas e processos. Após isso, é preciso avaliar qual será o preço de venda ao consumidor. Para ajudar nesse cálculo, vamos entender um pouco a diferença entre custos, gastos e despesas dentro de uma empresa.

  • ‍Gastos: qualquer valor que sai do caixa da empresa, independentemente da natureza.
  • Despesas: valores necessários para manter a estrutura da empresa operando corretamente (por exemplo: despesas administrativas e de pessoal), mas que não contribuem para a produção de novos itens ou serviços de comercialização.
  • Custo de produção: valores diretamente ligados ao produto ou serviço, aquisição ou fabricação de mercadorias, compra de matéria-prima, gastos de mão de obra, manutenção e limpeza, dentre outros.
62d5ae04913b50c79e09b28e rWmygWTjC3i mMRSvipQPkR3XRT3lnhvfHHDx uHt5we8pFYb1l0qq3GJnM6vZQzLUSbUubUR6t1YZLp5HL64ko4VgDj93R5E9R4616suLdu7gnhzm jecdtapd6m5i gCJTgpzz

De maneira geral, ao realizar uma boa gestão financeira e aplicar a contabilidade de custos na sua empresa, você pode controlar e entender facilmente os seus gastos, separá-los corretamente e gerenciar seu orçamento de produção com muito mais eficiência.

Para isso, entenda a jornada do seu produto e o mercado. Se as vendas se mantêm, mesmo com aumento de preço, é um sinal de que as pessoas estão prontas a pagar pela qualidade do seu produto. Caso contrário, talvez seja o momento de reavaliar alguma estratégia na sua produção para que não haja impacto no preço de venda ou na qualidade oferecida.

Assim, com o passar do tempo, você pode obter dados de comparação e evolução muito importantes para o histórico dos seus negócios e manter um diagnóstico financeiro eficiente.

Conheça os tipos de custos ‍

A contabilidade de custos é dividida em tipos de custos e em algumas categorias para facilitar o entendimento do que é gasto na produção. Por isso, a seguir apresentamos as definições e as diferenças entre cada um.

Custos diretos

Esse é o tipo de custo que possui relação direta com o produto, como matérias-primas e materiais para a embalagem, sendo o mais fácil de ser identificado. Por exemplo, em uma produção de sapatos, a matéria-prima e a caixa para venda são consideradas custos diretos.

Custos variáveis

Os custos variáveis possuem relação direta com o volume de produção, ou seja, quanto mais é produzido, maior o gasto com matérias-primas e embalagens, por exemplo. Também pode ser considerado um custo direto.

Custos indiretos

Esses custos têm relação com o produto, porém não de forma direta. Por exemplo, o valor do aluguel de espaços, gastos com água e energia elétrica e o pagamento de funcionários que participam de alguma etapa do processo de produção.

Custos fixos

Os custos fixos estão ligados aos custos indiretos, pois estes não se alteram com a variação do volume de produção. Ou seja, independentemente do número de sapatos produzidos, o valor do aluguel e o pagamento dos funcionários, sem considerar comissionamento ou horas extras, permanece o mesmo.

‍Por fim, essa diferenciação dos custos permite que os gestores tenham uma visão mais clara e objetiva de onde estão concentrados cada tipo de custo, para assim definir melhor as estratégias e manter uma operação mais transparente para toda a organização.

Quais são os métodos para fazer contabilidade de custos?

Para que o cálculo dos custos desembolsados pela empresa e o custo unitário dos produtos seja definido corretamente e de forma coerente, os responsáveis pelo processo de contabilidade de custos precisam estabelecer o método de rateio que melhor se encaixa na sua operação. As técnicas mais comuns são:

  • ‍Custeios por absorção ou integral: todos os custos ligados ao produto e à sua fabricação, ou à prestação de um serviço, são absorvidos, sejam diretos, sejam indiretos. Dessa forma, os gastos são rateados por todos os produtos e serviços.
  • Custeios diretos ou variáveis: nesse método, apenas os custos variáveis são considerados. Sendo assim, os custos fixos são separados e considerados como despesas.

Baseado no princípio de que os custos de uma empresa são gerados a partir das atividades que desempenham, essas mesmas atividades são consumidas pelos próprios produtos e serviços gerados na empresa. Por isso, o método mais utilizado é o de absorção. Ele é mais simples e intuitivo para qualquer tipo de negócio.

Organize a contabilização dos custos com sistema de gestão

Depois de tudo o que conversamos e aprendemos com este artigo, lembre-se de que o maior aliado na jornada de crescimento do seu negócio é o seu contador! Ele é, depois de você, a pessoa que mais entende do seu negócio e pode analisar os cálculos, criando cenários totalmente pertinentes ao seu momento atual.

Busque orientação do seu contador para definir um planejamento satisfatório e esteja sempre atualizado, com novas ferramentas para otimizar ainda mais esse processo. Além disso, é importante contar com um sistema de gestão integrado, que pode te ajudar a organizar ainda mais a contabilização dos seus custos.

A Omie possui uma solução completa para você acompanhar a gestão da sua empresa com agilidade e rápida visualização dos dados realizados. Conheça nosso sistema ERP e os cursos disponíveis na Omie Academy para ter uma gestão mais alinhada aos propósitos e às metas da instituição!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
A importância da gestão comercial
Saiba mais sobre a gestão comercial, como ela funciona, sua importância e porque o seu negócio deve adotar essa prática.
o que é packing: mulher segurando caixa em esteira
Packing eficiente é a chave para melhorar suas entregas. Entenda como ele funciona na logística e veja como otimizar suas
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e