Data-driven: como usar os dados para o sucesso do seu negócio?

Transforme sua empresa em uma organização orientada por dados e tome decisões mais assertivas. Saiba como implementar e impulsionar seu negócio!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A inserção da internet e da tecnologia no cotidiano das empresas trouxe um horizonte de possibilidades. No entanto, mesmo com a grande quantidade de informação disponível, ainda há empresas que não fazem uso estratégico desses dados. Para isso, surge o conceito data-driven. 

Uma empresa data-driven se baseia em volumes ricos de informações. A partir da análise e filtragem, estas constroem uma visão ampla e estratégica do próprio negócio, permitindo que gestores e empreendedores tenham acesso ao mercado, concorrentes e até mesmo ao futuro da empresa. 

Portanto, se está buscando maneiras de otimizar sua gestão empresarial, a aplicação da abordagem data-driven é fundamental. Entenda melhor sobre o que é e como aplicar hoje mesmo. Boa leitura!

Data-driven: o que é? 

O data-driven é uma abordagem estratégica que se baseia em dados para guiar as decisões de um negócio. Ou seja, em vez de se basear em opiniões pessoais ou intuições, as decisões de uma empresa são tomadas com base em informações objetivas e com uma metodologia replicável. 

O objetivo do data-driven é fornecer informações precisas e objetivas para melhorar a tomada de decisão, tornando-a assertiva. O processo é feito por meio da coleta, organização, análise e interpretação de dados, transformados em informações e insights valiosos para a empresa.

Além disso, o conceito data-driven surgiu como uma extensão da ciência de dados, área que utiliza algoritmos para transformar dados em conhecimento para um negócio.  Com essas informações, a equipe consegue ter autonomia no trabalho e os gestores conseguem tomar decisões mais bem fundamentadas, tornando a estratégia mais promissora. 

Por que investir em uma cultura data-driven? 

Quando falamos em cultura data driven, o mais importante é a prática deve permear toda a organização, uma vez que tomar decisões baseadas em dados deve ser um hábito, algo que fará parte do dia a dia de trabalho e de todos os profissionais da equipe.

O data-driven faz parte da transformação digital de um negócio, uma vez que permite que as operações de uma organização sejam mais ágeis e inovadoras, visto que tomam decisões assertivas e usam tecnologia para automatizar e otimizar processos.

Além disso, exige que toda a empresa tenha acesso a dados confiáveis e atualizados. Esse processo será mantido e gerido pela governança de dados, essencial para garantir que os dados sejam utilizados de maneira apropriada. 

Portanto, seja qual for a área de atuação dos profissionais, a equipe precisa ser treinada sobre a cultura data-driven e todos os processos relacionados, aplicando as competências em seu trabalho. 

Melhora a tomada de decisão 

O principal benefício da cultura data-driven é a melhora na tomada de decisão, uma vez que a decisão se torna fundamentada em dados. Isso ocorre porque o conceito data-driven permite que os gestores obtenham informações precisas e objetivas, o que reduz os riscos e aumenta a probabilidade de sucesso da estratégia de negócio. 

Maior eficiência operacional 

Ao adotar a cultura data-driven em uma organização, gestores e empreendedores conquistam uma maior eficiência operacional, pois ela permite que a empresa identifique problemas e oportunidades de melhoria de forma mais rápida e precisa, o que pode resultar em processos mais eficientes e produtivos. 

Maior competitividade 

As empresas que adotam a abordagem data-driven também tendem a ser mais competitivas. Isso ocorre porque a análise de dados permite entender melhor o mercado em que está inserida, seus concorrentes e seus clientes, o que pode resultar em estratégias de negócios mais eficazes e bem-sucedidas. 

Como se tornar uma empresa orientada por dados?

Para se tornar uma empresa data-driven, ou seja, uma empresa orientada por dados, é necessário realizar um processo de coleta e análise de dados. Para isso, veja os seguintes passos. 

1. Defina objetivos 

Antes de começar a coletar e analisar dados, é fundamental definir quais são os objetivos da sua empresa. Para isso, estabeleça métricas de marketing que definirão o sucesso ou não da estratégia de um negócio e as metas que precisa atingir.  

2. Invista em tecnologias

O data driven está diretamente relacionado à tecnologia. Da extração de dados até o conhecimento final, é essencial contar com ferramentas que automatizam esses processos e facilitem o dia a dia no negócio. 

Algumas das tecnologias que integram uma cultura data driven são: 

3. Colete dados relevantes 

Uma vez que os objetivos do negócio são definidos, é preciso coletar os dados. É importante utilizar de fontes confiáveis e que sejam relevantes para os objetivos da empresa. Existem diversas ferramentas disponíveis para coletar dados, desde ferramentas gratuitas até softwares especializados, como o sistema de gestão ERP. 

4. Armazene e organize os dados 

É preciso armazenar e organizar os dados em um sistema que permita fácil acesso e análise. Existem diversos sistemas de armazenamento de dados disponíveis no mercado, como os bancos de dados relacionais e NoSQL.

5. Analise os dados

Com os dados coletados e armazenados, é preciso analisá-los e interpretá-los para obter informações e insights valiosos. Existem diversas técnicas de análise de dados, que vão de análises simples até modelos de aprendizado complexos. Tudo dependerá dos profissionais disponíveis na sua equipe. 

Dados para seguir na direção certa!

Tornar uma empresa data-driven é um processo de aprendizado contínuo de melhorias, que envolve definir métricas, coletar dados que sejam relevantes para o negócio, analisar e interpretar para definir as melhores decisões do futuro da empresa. 

Além disso, ao aplicar a cultura data-driven no negócio, as empresas se tornam eficientes e ágeis, o que implica em estratégias assertivas que facilitam a identificação de oportunidades e otimização dos processos internos, levando ao crescimento do negócio. 

Portanto, para ter uma empresa orientada por dados, é necessário seguir um processo de excelência, principalmente a coleta de dados, que será a fonte de conhecimento para a tomada de decisão. Para isso, saiba como fazer coleta de dados que esteja alinhado com os objetivos do negócio.

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
benefícios da integração entre CRM e ERP
Na dúvida entre ERP ou CRM para sua empresa? Tire sua dúvida, entenda como ambos são importantes e podem contribuir
on-premise
Sistema on-premise vs. nuvem: compreenda diferenças e funcionamento.
Pessoas montando Blueprint
Veja como atingir a experiência ideal do cliente com o blueprint e garanta processos otimizados!