Liderança e gestão de pessoas: como colocar em prática?

A liderança e gestão de pessoas andam de mãos dadas diariamente. Entenda como aplicar as melhores metodologias na sua equipe com as dicas a seguir.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Não é possível falar sobre a gestão de empresas e um consequente crescimento e sustentação no mercado sem falar de pessoas – a “alma” do negócio. O capital humano é uma das maiores riquezas dos negócios e é indispensável associá-lo à liderança e gestão de pessoas.

De nada adianta oferecer o melhor serviço ou produto do mercado, se a sua empresa não se preocupa com os seus talentos e não investe em boas práticas que maximizem o conhecimento e as competências de seus colaboradores, deixando-os confortáveis mas promovendo desafios.

A gestão de pessoas e liderança precisam estar alinhadas para que todas as equipes desenvolvam suas funções com alta performance. No entanto, existem algumas dúvidas acerca do assunto. Neste artigo, confira a relação entre os conceitos, a importância na prática, como desenvolver uma boa liderança e dicas de gestão de pessoas. Boa leitura!

O que é liderança e gestão de pessoas?

Realizar a gestão de pessoas e liderança é garantir que as necessidades dos funcionários sejam atendidas de forma coerente, através de práticas e técnicas que potencializem a sua eficiência, produtividade e capacidade dentro das suas funções na empresa.

Os dois conceitos andam de mãos dadas. Por isso, é de extrema importância realizar uma gestão de pessoas tendo em vista a coletividade, a diversidade cultural e o aculturamento que a própria empresa busca passar aos funcionários, visando que as lideranças passam esses ideais na forma como se comportam e lideram suas equipes.

A imagem de chefe autoritário vem sendo cada vez mais esquecida. Hoje, a realidade dos líderes é estar cada vez mais presente e envolvido com o desenvolvimento de todos, motivando-os e promovendo o bem-estar.

A liderança no trabalho está cada vez mais ligada com o modo como as pessoas veem a empresa onde atuam. Um líder é capaz de gerar satisfação ao atuar em um local, mas também uma má liderança pode acarretar em prejuízos para todos os envolvidos em uma atividade laboral.

Qual o papel da liderança e gestão de pessoas nas empresas?

Colaboradores motivados, capacitados e, principalmente, engajados, são a principal fonte de resultados positivos e sucesso das empresas. É simples: equipes desmotivadas, improdutivas e desorganizadas não tem ritmo de trabalho e entregas.

Para manter a harmonia no ambiente de trabalho e nas relações interpessoais, é preciso deixar de lado todos os atritos que envolvem competitividade, pressão, diferenças sociais e/ou religiosas, e diversos outros tipos de estresse que deixam o ambiente tóxico e totalmente ineficiente.

Por isso, é indispensável definir objetivos claros e ouvir o seu colaborador. Valorizar a equipe em todos os seus âmbitos é fundamental para o crescimento de qualquer empresa.

Também é válido ressaltar que existem diversos tipos de liderança, que vão se encaixar melhor a depender da situação e tamanho de um negócio. Leve tudo isso em consideração e adapte ao seu contexto.

Diferença entre líder e gestor

Os dois podem ser a mesma coisa. Porém, se um gestor não é visto como líder, ele é apenas um gestor. Para simplificar o entendimento, imagine que você é gerido por um profissional que exerce apenas uma figura de poder e supervisão sobre os demais colaboradores.

Assim, ele não é visto como uma liderança, apenas como uma figura de hierarquia necessária dentro de um negócio. Um líder, diferente de apenas um gestor, se faz parecer parte da equipe ao guiar um grupo dentro de um objetivo comum.

O líder, mais do que uma peça hierárquica, é um orientador da participação de todos nos processos de tomada de decisão e construção de tarefas diárias, gerando produtividade, sincronicidade e fluidez durante todo o processo.

Como ser um bom líder?

Se você é um representante de uma equipe, essa dúvida pode surgir algumas vezes durante situações do dia a dia. É preciso estar por dentro de alguns pilares essenciais para garantir, ao longo do tempo, uma liderança mais assertiva e eficiente.

Importante salientar que a liderança é algo que pode ser desenvolvido e que está ao alcance de todos que possuem interesse. Dessa forma, essa habilidade pode ser treinada aos poucos, até o alcance do resultado esperado.

Comunicação interpessoal

Todos sabemos que manter uma boa comunicação é essencial para qualquer tipo de relacionamento.

Crie um ambiente com acessibilidade, onde seus colaboradores sejam encorajados a resolver problemas e se comunicar com eficiência, respeito e sempre buscando atingir os objetivos em comum como equipe e empresa, mesmo que ela não trabalhe em um mesmo local físico, como é o caso do home office.

Orientado a resultados

Um bom líder deve saber definir as prioridades e orientar os liderados para a ação. Dessa forma, os recursos são melhores aproveitados, como, por exemplo: tempo, produtividade, investimento, entre outros fatores importantes.

Integrado

A liderança inclusiva é um importante pilar para o desenvolvimento de uma boa liderança. Neste contexto, os profissionais devem, de fato, se sentirem parte de um time, gerando um verdadeiro sentimento de pertencimento. Para isso, é preciso valorizar o respeito pela diversidade e particularidade de todos.

Admite erros

É necessário entender que liderar é um aprendizado constante, por isso, é preciso que um líder esteja disposto a admitir erros e falhas cometidas. A aprendizagem parte, também, do reconhecimento dos próprios equívocos e busca por conhecimento e outras soluções que podem ser melhores opções.

Responsável

A responsabilidade está diretamente ligada com o compromisso, que deve levar em conta os valores da empresa. Uma boa gestão de tempo, agendamento de tarefas semanais e mensais e atuação com integridade são formas de cumprir essa ocupação.

Gerenciar conflitos

A liderança também deve estar pronta para um posicionamento no caso de conflitos. Sabemos que diferentes ideias e mentes podem ser conflitantes em alguns momentos e o líder deverá saber como agir e trazer a equipe de volta aos ideais propostos pela organização.

Oferece feedbacks

A troca de feedbacks deve ser um dos fundamentos da cultura organizacional de uma empresa com boas lideranças. Assim, todos são capazes de se desenvolver e melhorar a atuação mutuamente com a utilização de feedback assertivo.

Como a liderança e a gestão de pessoas se relacionam?

Colaboradores valorizados produzem mais e com muito mais assertividade e produtividade. Entendendo essa lógica, esteja atento a formas de se relacionar e liderar as equipes, soft skills bastante buscadas pelo mercado de trabalho.

Por isso, para que a gestão de pessoas e a liderança aconteçam da melhor forma e os pilares sejam bem aplicados, é preciso adotar algumas práticas diárias, como:

Motivação e engajamento dos trabalhadores

A motivação das equipes e engajamento dos trabalhadores é, também, parar para ouvir os colaboradores e buscar soluções aplicáveis, mostrando a sua valorização e garantindo a eficiência da comunicação.

Desenvolvimento profissional

O desenvolvimento técnico e comportamental da equipe fará com que os resultados traçados sejam obtidos com mais rapidez e facilidade. Neste ponto, liderança e gestão de pessoas se encontram para debater competências e formas de aprimorá-las para um melhor desempenho geral.

Disseminação da cultura organizacional

Alinhe todas as premissas culturais da empresa com os seus funcionários e busque contratar pessoas que estejam dentro deste perfil. Pense em formas de como disseminar essa cultura para o público externo, pois, dessa maneira, será mais fácil atrair e reter talentos que combinem com o proposto pelo negócio.

Retenção de talentos

Invista no processo seletivo da sua empresa para buscar pessoas que se identifiquem com a sua marca e se sintam motivadas a trabalhar para o seu negócio. A rotatividade ou turnover é hoje um dos maiores problemas do mercado. Criar uma rotina e melhoria da marca empregadora é uma solução para o desafio.

Como ser um bom líder e bom gestor no seu negócio?

Líder e gestor são diferentes, mas podem se complementar. Se tornar os dois é uma jornada que inclui desenvolvimento de habilidades e estudos constantes. Para além disso, deve haver uma parceria com os gestores de pessoas e um olhar sobre a equipe e individualidade de cada um.

Lembre-se de realizar feedbacks estruturados e periódicos de forma individual, nunca publicamente. Preocupe-se com o desenvolvimento do seu colaborador e do coletivo. Dê autonomia e empodere a todos com mais flexibilidade.

A gestão de equipes é mesmo um desafio! Porém, ele pode ser vencido com dedicação, uma boa gestão de pessoas e uma cultura organizacional bem estruturada. É preciso um plano estratégico muito bem desenhado e articulado para que os resultados sejam positivos e aconteçam de forma orgânica.

Liderança e gestão devem andar juntas na teoria e na prática

Ao longo do artigo, conhecemos e revisamos diversos conceitos que fazem parte da temática de liderança e gestão de pessoas. Vale destacar que elas não andam juntas só na teoria. A prática deve seguir o mesmo rumo.

Na aplicação das dicas, lembre-se de estudar a sua própria realidade e necessidades da empresa em que é gestor, ou líder, ou CEO. Entenda a melhor forma de aplicá-las e lembre-se que se trata de um processo que leva tempo.

A tecnologia também é uma aliada na gestão. No caso da gestão empresarial, existem ERPs como a Omie, que é um sistema completo voltado para empreendedores e contadores com negócios de variados portes e segmentos. Conheça as soluções!

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 135
Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Entenda o que é qualificação cadastral eSocial e fique por dentro das regularidades trabalhistas. Confira o passo a passo elaborado
Conheça mais detalhes sobre o Sistema de Informação Gerencial e como ele pode impulsionar o sucesso do seu negócio.
DASN Simei: homem com celular e notas

MEI

Aprenda como declarar e evite multas e juros pelo não envio das informações corretas.