Margem de lucro: saiba o que é, como calcular e avaliar

A margem de lucro te ajuda a ter mais controle financeiro e, consequentemente, faz sua empresa evoluir. Saiba mais!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Mesmo sendo duas áreas muito importantes, muitos empreendedores ainda têm dúvidas na Contabilidade e nas Finanças. Dentre os tópicos com maior dificuldade, temos o seguinte: “como realizar o cálculo da margem de lucro?”

Entender como funciona a margem de lucro e como calculá-la é extremamente necessário, já que ela influencia em muitos momentos da sua empresa, desde o aceleramento do negócio, até na hora de decidir novas estratégias a serem aplicadas.

Aqui, você vai aprender a calculá-la e conhecer todas suas especificidades. Após ler esse conteúdo, você conseguirá fazer um excelente planejamento financeiro.

O que é margem de lucro?

A margem de lucro é a parte do dinheiro que sua empresa realmente ganha em cada venda. É quanto você obtém como lucro em relação ao custo de um produto ou serviço. Essa medida mostra se o seu negócio está indo bem financeiramente. 

Se a margem for negativa, você deve reavaliar o preço e os gastos para evitar prejuízos.

Itens avaliados na margem de lucro

Para ter uma boa margem de lucro, é preciso considerar uma série de itens envolvidos com seus custos. São eles:

  • Matéria-prima utilizada na fabricação de produtos;
  • Equipamentos e a previsão de manutenção deles;
  • Pagamento de mão de obra para gerar o produto ou serviço;
  • Impostos não retornáveis sobre as compras e as vendas;
  • Contas básicas como telefone, água, luz, internet, etc.;
  • Despesas administrativas, por exemplo, pagamento de funcionários.

Fatores importantes para a margem de lucro

Além dos itens destacados logo acima, é importante saber que existem outros fatores (além do custo) que vão impactar diretamente na sua margem. Confira abaixo:

Custo

Já vimos que esse é o principal fator capaz de alterar a margem de lucro. Então, considere que todo valor que é investido deve ser incluído no custo. Além disso, impostos, fretes e qualquer outro gasto também precisam ser considerados.

Preços de venda

O preço de venda é outro fator que pode mudar sua margem de lucro. Por isso, é importante entender as diferentes estratégias de precificação e estabelecer um preço justo, mas que também te entregue o lucro desejado.

Lucro

O lucro é o percentual que uma pessoa ou empresa recebe em cima da venda de um produto ou serviço. Mas lembre-se de não confundir os diferentes conceitos de lucro: para calcular a margem de lucro, você deve usar o lucro operacional, já que lucro presumido e lucro real são sistemas de tributação. 

Receita total 

A receita total é o valor total obtido pelas vendas de produtos ou serviços antes de qualquer dedução de despesas ou custos. Ela é importante no cálculo da margem de lucro porque é a base sobre a qual a margem é calculada.

Como calcular margem de lucro?

A margem de lucro pode ser calculada de diferentes maneiras, dependendo do contexto e das informações disponíveis. Duas das formas mais comuns de fazer esse cálculo são:

  • Margem de Lucro Bruta = (Receita Total – Custos de Produção) / Receita Total * 100
  • Margem de Lucro Líquida = (Lucro Líquido / Receita Total) * 100

Lembre-se de que a escolha entre a margem de lucro bruta e a margem de lucro líquida depende do que você deseja analisar: a rentabilidade da produção (bruta) ou a rentabilidade global da empresa (líquida).

Como calcular porcentagem de lucro?

Como já vimos, calcular a porcentagem de lucro é um ótimo caminho para entender melhor a saúde financeira do seu negócio. E é fácil de fazer. Basta seguir o cálculo da Margem de Lucro Líquida. Aqui, separamos a fórmula em duas etapas:

1. Calcule o lucro: É o dinheiro que sobra após pagar os custos. Por exemplo, se você faturou R$20.000 e gastou R$13.000, o lucro é R$7.000.

2. Encontre a porcentagem de lucro: (Lucro / Receita Total) x 100. No exemplo, (R$7.000 / R$20.000) x 100 = 35%.

Nesse exemplo, o percentual de lucro da empresa é de 35% — e essa porcentagem permite entender o índice de lucratividade da empresa. Mas, se o cálculo do lucro for apenas em reais, você pode estar analisando um dado de forma enviesada. 

Afinal, uma empresa com R$7.000 de lucro em R$20.000 de receita está melhor do que outra com os mesmos R$7.000 em R$100.000 de receita (com margem de 7%). Por isso, a porcentagem ajuda a entender melhor a situação financeira do negócio.

Como saber se a margem de lucro da sua empresa é boa?

A margem de lucro varia de acordo com o tipo de empresa e a situação. Não existe uma margem ideal para todos. Afinal, um empresário pode escolher reduzir a margem em momentos difíceis e aumentá-la quando a demanda é alta. 

Geralmente, especialistas sugerem cerca de 20% para serviços e 8% para indústria, mas isso pode mudar dependendo das circunstâncias. Mas saiba que a margem certa é a que funciona melhor para o seu negócio.

Tipos de margem de lucro

Existem três tipos de margens de lucro: cada um possui seus próprios cálculos e se diferem pelo que incluem nos custos. Veja a seguir:

Margem de lucro bruta

  • É a porcentagem de lucro obtida após subtrair apenas os custos diretos de produção ou compra de mercadorias das receitas;
  • Usada para avaliar a rentabilidade da produção ou venda de produtos específicos, sem levar em conta despesas gerais, como salários, aluguel, marketing, etc; 
  • Útil para determinar se os preços de venda cobrem os custos de produção e aquisição.

Margem de lucro líquida

  • É a porcentagem de lucro obtida após subtrair todas as despesas operacionais, impostos e juros das receitas;
  • Usada para avaliar a rentabilidade global de uma empresa, levando em consideração todas as despesas; 
  • Útil para entender o quão eficiente a empresa é na gestão de seus custos e para tomar decisões estratégicas sobre a saúde financeira do negócio.

Margem de lucro operacional

  • É a porcentagem de lucro obtida após subtrair os custos operacionais (excluindo despesas financeiras e impostos) das receitas;
  • Usada para avaliar a eficiência da empresa em gerar lucro a partir de suas atividades principais, desconsiderando encargos financeiros e impostos; 
  • Útil para entender a rentabilidade central do negócio e fazer comparações entre empresas do mesmo setor.

Margem de Lucro Bruta vs. Margem de Lucro Líquida

A Margem de Lucro Bruta e a Margem de Lucro Líquida são métricas financeiras essenciais para avaliar a rentabilidade de uma empresa. Ambas fornecem insights valiosos, mas se concentram em diferentes aspectos da operação empresarial.

Confira as principais diferenças entre elas:

Margem de Lucro Bruta:

  • É a porcentagem de lucro obtida após a subtração dos custos diretos de produção ou compra de mercadorias das receitas.
  • Métrica de rentabilidade específica de produtos ou serviços individuais.
  • Não considera despesas operacionais, como salários, aluguel, marketing ou impostos.
  • Ajuda a determinar se os preços de venda cobrem os custos de produção.
  • Usada para avaliar a eficiência da empresa na gestão dos aspectos centrais da produção.

Margem de Lucro Líquida:

  • É a porcentagem de lucro obtida após subtrair todas as despesas operacionais, incluindo custos de produção, salários, aluguel, marketing, impostos, juros e outros encargos financeiros.
  • Métrica de rentabilidade global, avaliando a eficiência na gestão de todas as despesas.
  • Fornece uma visão abrangente da saúde financeira da empresa.
  • Ajuda a entender se a empresa está conseguindo controlar os custos e gerar lucro.
  • Usada para tomar decisões estratégicas sobre a gestão de despesas, estratégias fiscais e alocação de recursos.

Dicas para estabelecer a margem de lucro ideal

Para você estabelecer a sua margem de lucro ideal, de acordo com o perfil de sua empresa, separamos algumas dicas essenciais. Elas vão te ajudar a entender como calcular o lucro da venda e verificar se será o suficiente para seu retorno de investimento.

Faça uma precificação de forma adequada

Reflita sobre o perfil da sua empresa e sua atuação no mercado. Se você vende produtos em maior volume e lucra por quantidade, sua margem de lucro por unidade pode não ser alta, mas o montante vai valer a pena.

Por isso, sempre compare com os concorrentes e pesquise, de acordo com seu segmento, se você está precificando seu produto ou serviço adequadamente. Nesse momento, lembre-se de considerar fatores como: valor percebido, oferta e demanda e público-alvo.

Planejamento de custos e despesas

Nunca precifique um produto ou serviço de acordo com o quanto você quer, ou acha, que deve ganhar. Mas tenha sempre um bom planejamento financeiro, considerando o valor dos custos e das despesas, para que você não sofra com a margem de lucro nem com o fluxo de caixa.

Foque na margem de lucro

Também não precifique seu serviço ou produto de acordo com a demanda que ele tem no mercado. Foque na possibilidade de conquistar mais mercado na totalidade, e lembre-se de considerar o lucro líquido também.

Outras dúvidas sobre margem de lucro

Ainda ficou com dúvidas sobre a margem de lucro? Confira algumas perguntas e respostas que separamos para você:

Quando a margem de lucro é considerada abusiva?

A margem de lucro é considerada abusiva quando é excessivamente alta e prejudica os consumidores ou a concorrência, especialmente em setores com falta de competição, produtos essenciais ou práticas predatórias de preços. 

Quanto cobrar de margem de lucro?

A determinação da margem de lucro depende de vários fatores, como custos, concorrência, valor percebido pelo cliente e metas da empresa. Não há uma regra única, mas geralmente, as empresas buscam uma margem que cubra seus custos, gere lucro e seja competitiva no mercado.

Quanto deve ser a margem de lucro de um produto?

Especialistas sugerem que a margem de lucro seja em torno de 8% para produtos. Mas isso pode variar de acordo com o tipo de produto, a oferta e a demanda, além de outros fatores. 

Por que não existe 100% de lucro?

Não existe 100% de lucro porque os custos estão envolvidos na produção, distribuição e venda de produtos ou serviços. Além disso, esse percentual sempre estará relacionado ao preço de venda, e não é possível ter um lucro maior do que o valor pelo qual foi vendido. 

Como vimos até aqui, conseguir calcular a margem de lucro possibilita mais controle para as finanças da sua empresa. Mas só isso não basta. Afinal, para fazer uma boa gestão, é preciso contar com um sistema ERP para finanças, que te ajuda a monitorar tudo.

Automatize processos, tenha acesso facilitado aos custos, despesas e faturamento: tudo em um só lugar. A partir dessa organização, você pode, inclusive, aumentar sua margem de lucro. Dê uma chance para a tecnologia e otimize sua rotina.

Banner CTA

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
tabela icms
O ICMS é um tributo fundamental e pode afetar o seu negócio. Confira a tabela 2024 atualizada com os valores
Entenda os detalhes da folha de pagamento, uma fonte essencial para empresários e gestores que buscam compreender e aprimorar a
Agenda tributária
Medo de ter problemas por questões tributárias? A agenda tributária é o documento que vai organizar essa tarefa na sua