Risco de crédito: descubra como funciona e fazer a avaliação

Descubra o que é e como gerenciar o risco de crédito de forma eficiente e garantir o sucesso financeiro da sua empresa.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Se você trabalha com vendas a prazo, financiamentos ou qualquer outra operação que envolva crédito, precisa saber mais sobre o risco de crédito e como gerenciá-lo.

Por isso, é importante saber como calcular e avaliar esse risco, para evitar surpresas desagradáveis e garantir a saúde financeira do seu negócio. Neste texto, você vai entender este conceito em detalhes, como ele funciona e porque é importante fazer a gestão do risco de crédito. Acompanhe!

Banner conheça o sistema - gestão online

O que é risco de crédito?

O risco de crédito é a possibilidade de um tomador de crédito, ou seja, a pessoa com quem você negocia, não cumprir com as suas obrigações financeiras com quem cedeu o crédito, no caso, sua empresa, o que pode resultar em perdas financeiras e afetar negativamente o fluxo de caixa.

Como funciona o risco de crédito?

O risco de crédito pode acontecer em todo tipo de operação que envolve concessão de crédito, como:

  • quando um cliente compra um produto ou serviço da sua empresa parcelado e não paga as parcelas no vencimento;
  • quando a empresa oferece uma forma de pagamento diferenciada para um parceiro a prazo e ele não quitou o valor devido no prazo combinado;
  • empresas que participam de operações de risco sacado.

Basicamente, o risco de crédito não existe em pagamentos à vista, mas ele sempre pode acontecer em qualquer negociação em que existe um acordo de confiança de que o parceiro ou cliente vá pagar posteriormente.

Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Qual a importância da gestão de risco de crédito?

Qualquer empresa que ofereça crédito precisa fazer uma cuidadosa análise de risco de crédito e adotar um conjunto de estratégias para monitorar e mitigar ameaças e prejuízos.

Essas ações calculadas para identificar se uma negociação é válida ou o quanto de dinheiro é possível liberar para um cliente ou parceiro fazem parte da gestão de risco de crédito, e elas são essenciais para a saúde financeira de um negócio.

Conheça os benefícios de gerenciar esse risco a seguir.

Aumenta a previsibilidade financeira

Ao saber qual é o risco de crédito das suas operações, você pode estimar com mais precisão os seus recebimentos futuros e planejar melhor o orçamento.

Ou seja, se certa operação é mais arriscada, você já planeja seu capital de giro e se prepara para não precisar contar urgentemente com aquele dinheiro.

Controla a inadimplência

Fazer uma boa análise de crédito ajuda a empresa a selecionar melhor os seus clientes e parceiros, definir limites e condições para negociar mais adequadamente.

Além disso, faz parte da gestão de risco de crédito pensar em ações proativas para orientar a cobrança dos inadimplentes e reduzir o número de casos de não pagamento, o que evita prejuízos.

Permite equilibrar o fluxo de caixa

Ao receber os pagamentos no prazo e evitar perdas com crédito, você pode manter um fluxo de caixa positivo e saudável, garantindo a sustentabilidade do seu negócio.

Amplia a competitividade do negócio

Ao fazer a gestão de risco de crédito, você pode oferecer condições mais atrativas para os seus clientes e parceiros de forma mais segura, fidelizando os contratos que têm o melhor histórico de pagamento e aumentando as suas vendas de forma ordenada.

O que considerar ao avaliar o risco de crédito?

Para fazer uma boa análise do risco de crédito, é preciso fazer uma pesquisa completar que considera diversos fatores, como:

  • público-alvo da empresa e segmento;
  • relacionamento com o cliente ou parceiro (por exemplo, quanto tempo a pessoa é cliente, qual seu volume e frequência de compras, etc.);
  • o histórico de crédito do cliente ou parceiro (dívidas, hábitos de pagamento, restrições no mercado, etc.);
  • sua capacidade financeira (renda e patrimônio);
  • as condições da operação de crédito (valor, prazo, taxa de juros, garantias, etc.);
  • o cenário econômico do país, fatores externos e as condições atuais do setor.

Quais os desafios na análise do risco de crédito?

Considerando os principais aspectos que fazem parte da análise do risco de crédito, podemos ver que esse processo pode ser se tornar desafiador para as empresas. Isso acontece principalmente por conta da:

  • falta de informações confiáveis e atualizadas sobre os clientes e parceiros;
  • dificuldade de obter e interpretar dados financeiros e contábeis dos clientes e parceiros;
  • complexidade de aplicar modelos estatísticos e matemáticos para estimar o risco de crédito;
  • incerteza sobre os eventos futuros que podem afetar o risco de crédito.

Como fazer a avaliação do risco de crédito?

Apesar dos desafios e da complexidade, é possível adotar políticas e estratégias para uma avaliação do risco de crédito proativa em qualquer empresa. 

Como primeiro passo, tudo começa com uma pesquisa profunda sobre seus clientes e parceiros com os quais você já tem relacionamento. Para isso, vale a pena:

  • manter o cadastro dos seus clientes e parceiros sempre atualizado;
  • acompanhar o comportamento dos seus clientes e parceiros em relação à frequência de compra e aos pagamentos;
  • fazer uma classificação dos perfis financeiros pesquisados (por exemplo, quem sempre paga em dia, quem já atrasou, etc.).

Ter um sistema de gestão com o CRM, que otimiza o relacionamento com o cliente, pode ajudar muito nesse processo.

Além dessas boas práticas, outras estratégias que você pode adotar são:

  • analisar o perfil e a capacidade de pagamento de novos clientes e parceiros antes de conceder crédito — é possível contratar ferramentas de análise de CPF ou CNPJ;
  • definir limites e condições adequados para cada operação de crédito;
  • contar com um sistema de gestão financeira para acompanhar as finanças e movimentações de perto;
  • escolher um sistema que automatize a gestão de cobrança, realizando envio de boletos e aletas que evitam a inadimplência;
  • gerenciar o capital de giro para cobrir eventuais perdas e mitigar o risco financeiro.

FAQ

O que significa risco de crédito?

O risco de crédito é a probabilidade de um cliente ou parceiro não honrar seus compromissos financeiros quando uma empresa trabalha com pagamentos a prazo.

Quais são os dois fatores de risco de crédito?

  • Riscos de primeira classe: é um crédito que apresenta um risco muito alto de não ser quitado;
  • Riscos de segunda classe: são riscos de crédito menores, o que permite que a empresa possa flexibilizar condições de pagamento.

Como avaliar risco de crédito?

  • Considere o perfil do seu público-alvo da empresa e segmento;
  • Avalie o histórico e o relacionamento com seu cliente ou parceiro;
  • Investigue a capacidade financeira do tomador de crédito;
  • Tenha em mente as condições da operação de crédito;
  • Examine o contexto atual do mercado e fatores externos.

Faça uma gestão mais inteligente do risco de crédito do seu negócio

Para muitas empresas, é muito difícil não oferecer formas de pagamento mais flexíveis, como o parcelamento, especialmente em países como o Brasil, em que esse método é tão popular. Por isso, fazer uma boa gestão e análise do risco de crédito é fundamental.

Para proteger seu negócio e manter a sustentabilidade financeira da sua operação, conte com o suporte da tecnologia para ter mais controle e ferramentas otimizadas como emissão de boletos registrados e alertas de vencimento.

Facilite sua rotina com um sistema ERP e automatize o gerenciamento de recebimentos de forma prática e rápida. Conheça as funcionalidades do software da Omie especialmente para empreendedores!

Banner experimente - simplifique sua rotina e integre todas as áreas da sua operação

 

 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Explore o conceito de capital social, sua definição e importância para empreendedores. Neste artigo você confere as principais dúvidas sobre
descubra o que é venture capital e como escolher
Saiba se a modalidade Venture Capital se enquadra no seu negócio e os benefícios que ela pode trazer.
entenda o que é home equity quais os benefícios e tipos para você
Home equity é uma forma de financiamento imobiliário que permite obter crédito com condições vantajosas. Conheça seus benefícios, tipos e