Sistemas de produção: o que é e como funciona? Guia completo!

Entenda mais detalhes sobre os sistemas de produção e como eles podem otimizar seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Entender o que é e como funcionam os sistemas de produção se tornou essencial para empreendedores que desejam possibilitar um crescimento saudável e otimizado aos seus negócios.

Isso porque é com esses sistemas, quando bem implementados, que as entregas dos produtos e serviços são possíveis. Além de contribuírem para tornar a gestão mais eficiente. 

Confira neste conteúdo todas as informações importantes sobre os sistemas de produção e como eles podem fazer toda a diferença para destacar sua empresa. Vamos lá!

O que é sistema de produção em uma empresa?

O sistema de produção em uma empresa é a maneira como ela planeja, gerencia e executa a fabricação de produtos ou a prestação de serviços. 

Em outras palavras, é um conjunto de processos, procedimentos, recursos e tecnologias usados para transformar insumos em produtos ou serviços que atendam às necessidades dos clientes.

Por isso, é fundamental determinar e considerar os fatores de produção mais alinhados com os objetivos do seu negócio, permitindo o uso de estratégias de planejamento e gestão da produção mais eficazes.

Afinal, conforme a empresa cresce, novos elementos são incorporados ao sistema de produção, exigindo um sistema em constante evolução para monitorar todo o processo ao longo da cadeia produtiva.

Vantagens dos sistemas de produção

Existem muitas vantagens em utilizar um sistema de produção na sua empresa, entre os principais estão:

  • Maior eficiência na utilização de recursos,
  • Redução de custos operacionais,
  • Melhoria na qualidade do produto ou serviço,
  • Aumento da capacidade de atender a demanda do mercado,
  • Possibilidade de automação para aumentar a produtividade.

Como é composto o sistema de produção?

Como você pode imaginar, um sistema de produção é composto por vários elementos que trabalham juntos para entregar as soluções da sua empresa. Entre os componentes principais de um sistema de produção estão:

  • Insumos: são os recursos necessários para a produção, como matéria-prima, mão de obra, equipamentos, instalações e informações.
  • Processos de transformação: são as etapas que convertem insumos em produtos ou serviços acabados.
  • Controle de qualidade: são as medidas e padrões que garantem a qualidade dos produtos ou serviços.
  • Planejamento e programação: envolve a programação de produção com base na demanda, recursos e metas do seu negócio.
  • Gestão de estoques: é o controle dos níveis de estoque de matérias-primas, produtos em processo e produtos acabados.
  • Tecnologia e automação: é o uso de tecnologia para aumentar a eficiência e desempenho de cada etapa.
  • Gestão de pessoas: envolve a alocação de mão de obra, treinamento, motivação e supervisão para garantir que as operações ocorram de maneira eficaz.
  • Logística e distribuição: é o planejamento e execução da entrega eficiente dos seus produtos aos clientes.

É importante destacar que esses processos precisam trabalhar em conjunto para garantir uma produção eficiente.

Banner CTA

Tipos de sistemas de produção

Existem diversos tipos de sistemas de produção, cada um adequado a diferentes situações e necessidades empresariais. Confira abaixo os principais tipos, quando são indicados, suas vantagens e desvantagens, bem como exemplos de aplicação.

Produção contínua

A produção contínua é caracterizada pela fabricação contínua de produtos em grande volume, sem interrupções significativas. Como acontece em linhas de montagem em fábricas de automóveis.

Nesse tipo, os processos de produção geralmente funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana. Por isso, é o mais apropriado quando se planeja produzir muitas unidades do mesmo produto constantemente. Entre suas vantagens estão:

  • Eficiência na ordem de produção em grande escala,
  • Redução de custos por unidade,
  • Baixa necessidade de mudanças frequentes no processo.

Já entre as suas desvantagens podemos citar:

  • Falta de flexibilidade para alterações no produto,
  • Alto investimento em maquinaria e automação,
  • Estoque elevado de produtos acabados.

Produção intermitente

A produção intermitente envolve a fabricação de produtos em lotes, com algumas interrupções entre eles. Ou seja, cada lote pode ser diferente, e a produção é adaptada às necessidades do cliente.

É adequada para produtos personalizados, semi-personalizados ou que usam part number, por exemplo. Nos quais a demanda varia e a produção precisa ser flexível. É comum em indústrias de confecção, móveis e indústrias de pequenos lotes.

Como vantagens desse tipo de sistema de produção podemos destacar:

  • Flexibilidade para atender às variações na demanda;
  • Customização de produtos;
  • Redução do estoque de produtos acabados.

Enquanto as desvantagens são:

  • Menos eficiência do que a produção contínua;
  • Custos de configuração entre lotes;
  • Possibilidade de ociosidade de máquinas.

Produção sob encomenda

Por fim, a produção sob encomenda envolve a fabricação de produtos únicos ou altamente personalizados, geralmente em resposta a pedidos específicos dos clientes. 

Ela é a mais indicada quando os produtos são altamente personalizados e não podem ser produzidos em larga escala. Por isso é a mais comum em indústrias de construção civil, design de interiores e produção de peças sob medida, por exemplo.

Entre suas vantagens estão:

  • Altamente personalizado para atender às necessidades individuais dos clientes,
  • Flexibilidade total no design e produção,
  • Pouco ou nenhum estoque de produtos acabados.

Já entre as desvantagens estão fatores como:

  • Baixa eficiência devido à produção individualizada,
  • Custos potencialmente mais altos por unidade,
  • Maior tempo de produção.

Como gerenciar sistemas de produção de forma eficiente

Gerenciar sistemas de produção de forma eficiente é essencial em diversos aspectos do negócio. Neste contexto, destacamos abaixo alguns pontos-chave fundamentais para você alcançar a eficácia na gestão desse tipo de sistema.

Avaliação do Sistema Atual

Para começar, é fundamental realizar uma avaliação detalhada do sistema de produção atual. Isso envolve a análise dos processos, recursos, pessoal e infraestrutura. 

Neste momento, os itens mais relevantes incluem identificar gargalos, ineficiências e áreas que precisam de melhorias significativas, por exemplo.

Definição de metas claras

Você já deve saber que estabelecer metas claras é essencial para direcionar o esforço da equipe e medir o sucesso. 

Nos sistemas de produção as metas devem ser específicas, mensuráveis, alcançáveis, relevantes e com prazos definidos, sempre considerando o critério SMART.

Implementação de tecnologia

É fato que a tecnologia desempenha um papel importante na otimização dos sistemas de produção. 

Com ela é possível fazer a automação de processos, contar com sistemas de gerenciamento de produção e software de gestão de estoque mais completos, além de ferramentas de análise de dados. 

Por isso, a escolha da tecnologia certa é essencial para o seu negócio. O ideal é que você pesquise e veja qual das opções disponíveis no mercado mais se encaixam nos seus objetivos e processos.

Capacitação da equipe

Uma equipe bem treinada também é fundamental para a eficiência dos processos. Dessa forma, investir em treinamento e desenvolvimento de habilidades dos funcionários é essencial. 

Além disso, promover um ambiente de trabalho colaborativo e motivador é igualmente importante para ajudar sua equipe a elevar o desempenho.

Monitoramento e análise de dados

Outro ponto importante na hora de gerenciar seu sistema de produção é monitorar e analisar os dados gerados para tomar decisões informadas. 

Para isso, o ideal é que você implemente KPIs (Indicadores-chave de Desempenho) e sistemas de monitoramento em tempo real. Esses dados podem te ajudar a identificar tendências, problemas e oportunidades de melhoria.

Redução de desperdícios

A eliminação de desperdícios de recursos, tempo e materiais é um fator importante da gestão eficiente. 

Métodos como o Lean Manufacturing, por exemplo, são valiosos na gestão para redução de custos, já que permitem identificar e eliminar desperdícios, como estoques excessivos, tempo de espera e processos redundantes.

Otimização de processos

A otimização de processos é outro caminho para reduzir custos e melhorar a eficiência, de diversos processos, como a logística integrada, por exemplo. 

Neste ponto, é recomendado que você redesenhe os fluxos de trabalho, elimine etapas desnecessárias e simplifique operações.

Documentação e análise contínua

Manter documentação precisa de processos e procedimentos pode fazer toda a diferença. Principalmente porque a análise contínua dos processos permite identificar oportunidades de melhoria e garantir que as operações permaneçam eficientes ao longo do tempo.

Inovação e melhoria constante

Finalmente, a inovação e a busca contínua por melhorias são fundamentais. Aqui envolve a adoção de novas tecnologias, métodos e práticas que levem a ganhos significativos em eficiência e competitividade.

A gestão eficiente de sistemas de produção não apenas aumenta as vantagens da gestão logística, mas também ajuda a garantir a satisfação do cliente, redução de custos e uma posição mais forte no mercado. 

Tenha em mente que cada um desses pontos é interligado e contribui para a otimização geral do seu sistema de produção.

Principais perguntas sobre esse assunto

Confira abaixo as principais dúvidas sobre o sistema de produção.

Qual é o atual sistema de produção?

O sistema de produção atual é aquele que determina a estrutura e os processos utilizados para fabricar produtos ou oferecer serviços na sua empresa. Ele pode ser contínuo, intermitente ou sob encomenda.

Como definir um sistema de produção?

Para definir um sistema de produção você precisa entender bem seus processos e, com base nisso, selecionar e organizar os recursos, etapas e tecnologias que serão necessárias atingir metas específicas de produção. 

Qual a importância do sistema de produção?

O sistema de produção é essencial, já que afeta a eficiência, qualidade e custos da produção. Dessa forma, um sistema bem projetado pode aumentar a competitividade e a lucratividade da sua empresa.

Escolhendo o Sistema ERP certo para o sucesso empresarial

Se você deseja otimizar sua gestão empresarial e aprimorar o sistema de produção, um sistema ERP é a solução. Isso porque ele integra diversas funções de negócios, automatiza processos e fornece insights valiosos por meio da análise de dados.

Com isso, torna o uso dos sistemas de produção ainda mais eficiente e prático, te ajudando a obter os melhores resultados durante as diferentes etapas do processo de produção.

Saiba mais sobre as funções do sistema ERP Omie e leve sua empresa ao próximo nível de eficiência e sucesso!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
DACTE
Entenda o que é DACTE e garanta legalidade e transparência nas operações de transporte de forma simplificada com este guia!
Veja como fazer análise de risco, superar desafios de gestão e transformar ameaças em oportunidades de melhorias e lucros de
Aprenda como fazer a implementação de ERP na sua empresa de maneira simples. Confira um passo a passo explicativo do