Veja o passo a passo para o cálculo da folha de pagamento

Saiba quais são os tipos de cálculo de folha de pagamento e quais informações devem estar presentes nesse documento indispensável para sua empresa
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Calcular a folha de pagamento corretamente é uma das tarefas primordiais para o bom gerenciamento financeiro da sua empresa. Para entender como calcular a folha de pagamento, primeiramente é preciso entender quais são os dados que precisam estar presentes no documento e quais benefícios e direitos dos trabalhadores.

Esse documento é muito comum no cotidiano empresarial, já que é uma demonstração de todas as informações relacionadas à remuneração dos funcionários. Não importa o tamanho ou a área de atuação da empresa, esse comprovante é uma obrigação legal.

Por isso, é importante que tanto a empresa quanto os seus colaboradores entendam bem todos os descontos, os benefícios e as informações contidas para maior transparência nas relações de trabalho.

Neste artigo, você acompanhará um conteúdo com tudo o que não pode faltar para o cálculo da folha de pagamento, acessando, ainda, um passo a passo de como fazer em seu negócio. Torne seu gerenciamento mais simples e prático. Boa leitura!

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 235

Folha de pagamento

De forma simples, esse documento é uma descrição detalhada da remuneração de cada colaborador, explicitando todos os valores descontados, os benefícios, a jornada de trabalho e eventuais adicionais. Dessa forma, ela carrega informações da empresa e do colaborador e assegura que a remuneração recebida esteja correta, sem atrasos ou faltas.

As informações contidas na folha de pagamento são:

  • dados do empregador;
  • dados do funcionário (cargo e função);
  • descontos e valores acrescentados;
  • número de dias e cálculo de horas trabalhadas;
  • valor bruto do salário;
  • valor líquido do salário.

Além disso, caso exista algum benefício envolvido no contrato do colaborador, ele também deve estar exemplificado, como, por exemplo, o cálculo de horas extras e os adicionais noturnos.

Existe uma legislação disponível que explica detalhadamente as obrigatoriedades a respeito da folha de pagamento, o Decreto 3.048/99. A lei também é conhecida como o Regulamento da Previdência Social e o texto afirma que, dentre as obrigações da empresa, estão:

  • preparar a folha de pagamento da remuneração paga;
  • gerenciar os lançamentos mensais dos títulos da própria contabilidade empresarial;
  • informar ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e à Secretaria da Receita Federal todos os dados necessários e solicitados a fim de esclarecimentos e fiscalização;
  • cálculo da folha de pagamento.

Para colocar em prática os conceitos e as informações que devem constar na folha de pagamento, você deve entender como fazer o cálculo desse documento.

Primeiramente, é preciso ter os dados a respeito do trabalhador, como o cargo exercido por ele, o controle de frequência e o cálculo das horas trabalhadas. Depois desses passos, é a hora de calcular todos os descontos e benefícios inclusos.

Passo a passo do cálculo

Controle de ponto

Contabilize a frequência de trabalho de cada colaborador, como horário de chegada e saída, as pausas para o almoço e as horas extras. Esse controle pode ser feito por meio do livro de ponto, do cartão impresso ou de biometria. Atente-se para os diferentes tipos de jornadas de trabalho e faça uma oferta com base na que melhor se encaixa em seu negócio.

Salário bruto

O salário bruto é o valor base do salário recebido, sem considerar os descontos necessários. Quando esse valor é acrescido de adicionais e horas extras, passa a ser nomeado de “remuneração”, que servirá de base para o cálculo do FGTS.

INSS

O INSS é um desconto de valor destinado para aposentadoria, seguro desemprego, pensão, entre outros. O percentual segue uma tabela disposta pelo próprio instituto sobre a base de cálculo dos vencimentos brutos. São elas:

  • 7,5% de salário bruto até R$ 1.212,00;
  • 9% de salário bruto de R$ 1.212,01 a R$ 2.427,35;
  • 12% de salário bruto de R$ 2.427,36 a R$ 3.641,03;
  • 14% de salário bruto de R$ 3.641,04 a R$ 7.087,22 (teto máximo)
  • R$ 828,39 de desconto do INSS para salário bruto a partir de R$ 7.087,22.

FGTS

A sigla, que significa Fundo de Garantia por Tempo de Serviço, é uma porcentagem de 8% do salário depositada em uma conta do trabalhador. Essa quantia não é descontada do salário, mas apenas depositada pela empresa.

IRRF

Para o cálculo do Imposto de Renda, é considerado o valor bruto menos os descontos do INSS e dos dependentes. A base de cálculo do IRRF é a seguinte:

Base de Cálculo (R$)

Alíquota (%)

Parcela a Deduzir do IR (R$)

Até 1.903,98

De 1.903,99 a 2.826,65

7,5

142,80

De 2.826,66 a 3.751,05

15

354,80

De 2.826,66 a 3.751,05

22,5

636,13

Acima de 4.664,68

27,5

869,36

Horas extras

São os horários trabalhados além da jornada normal. O cálculo durante os dias úteis é feito com um adicional entre 50% e 90%, variando de acordo com a categoria. Já nos feriados e nos domingos, o adicional será de 100% do valor da hora normal.

Vale-transporte

Nesse benefício, o contratante pode descontar até 6% do salário-base do colaborador. Se o valor final for menor, ele desconta apenas o valor destinado ao transporte.

Vale-alimentação

Esse benefício pode ser oferecido em forma de ticket alimentação ou disponibilizando alimentação em restaurante próprio. Vale lembrar que a empresa pode descontar um limite de até 20% do valor do benefício concedido pela empresa.

Adicional noturno

Esse benefício deve ser repassado a todos os empregados que cumprem horário entre 22h e 5h do dia seguinte. O percentual varia de acordo com a categoria, mas é de, do mínimo, 20% da hora normal.

Contribuições sindicais

É um valor descontado da folha de pagamento do colaborador destinado para a manutenção do próprio sindicato da categoria. Com a Reforma Trabalhista, deixou de ser obrigatório e também dependerá das decisões do sindicato.

Aposentadoria

Os trabalhadores expostos a agentes nocivos podem ter direito à aposentadoria especial, com menor tempo de contribuição, segundo o INSS.

Faltas e atrasos

Faltas e atrasos também podem ser descontados, caso não existam justificativas. O cálculo do desconto da falta considera não apenas o dia específico, mas o Descanso Semanal Remunerado. Já o cálculo dos atrasos considera os minutos ou as horas de ausência.

Salário-família

Benefício concedido aos funcionários com filhos de até 14 anos cujos salários estejam incluídos naqueles determinados pelo INSS.

Adicionais

Periculosidade

Adicional disponível para trabalhos que representam risco contínuo para a segurança do trabalhador. O cálculo é feito a partir do salário-base e parte do valor de 30%.

Insalubridade

Adicional concedido a trabalhadores que lidam diretamente com agentes nocivos à saúde, como produtos químicos, ruídos, poeira, entre outros. O valor muda de acordo com o grau de insalubridade. Para o grau mínimo, será de 10% do salário-mínimo; para o grau médio, 20%; e grau máximo, 40%.

Gerencie o controle financeiro com a folha de pagamento

Com o passo a passo descrito neste conteúdo, certamente ficará mais fácil fazer o cálculo correto da folha de pagamento dos seus colaboradores. Esse documento é essencial para o gerenciamento e saúde financeira da empresa como um todo, uma vez que exemplifica vários detalhes e informações importantes.

Por isso, é importante estar sempre atento a qualquer atualização a respeito das leis trabalhistas. Assim, a sua empresa está sempre de acordo com a legislação.  Esse é um pré-requisito para o sucesso do seu negócio e mais valorização dos colaboradores.

Além disso, se você deseja crescer e dominar as melhores ferramentas de gestão, saiba tudo sobre o mundo do empreendedorismo e das finanças no Blog Omie.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Conheça a cnae: homem e mulher a frente de notebook
Aprenda como consultar e classificar corretamente sua empresa conforme suas atividades com o CNAE.
estoquistas vendo dicas de controle de estoque
Como fazer o controle de estoque para sua empresa de forma objetiva, eficiente e os principais cuidados que você deve
gestão de clientes
Entenda como as estratégias de gestão de clientes vão impulsionar o seu negócio.