6 tipos de fintechs que podem ajudar no seu negócio

Revolução no mercado, as fintechs oferecem um mundo de facilidades para o dia a dia das empresas

16/Mai/2022
Empreendedorismo

Com o passar dos anos e revoluções industriais, a forma de comercializar produtos e serviços e atender clientes vieram mudando. E essa regra também se aplica ao mercado financeiro, principalmente com a chegada e da grande variação dos tipos de fintechs

Se antes, tudo o que envolvia finanças era sinônimo de algo burocrático e demorado, hoje, aumentar e diminuir limite de um cartão de crédito, pedir um empréstimo ou abrir uma conta PJ, por exemplo, está ao alcance de alguns cliques. 

As fintechs, como são chamadas as empresas e startups que promovem esse tipo de serviço, são frutos da 4ª Revolução Industrial que marcam uma vida digitalizada e ágil. A palavra fintech é a junção de financial (financeiro) e technology (tecnologia).

O relatório “2021 Global Fintech Rankings” produzido pela Findexable em parceria com a Mambu, fintech alemã de soluções bancárias em nuvem, aponta o Brasil como maior ecossistema de fintechs na América Latina e São Paulo, como a 4ª cidade do mundo.

Neste artigo, você conhecerá seis tipos de fintechs que podem ajudar o seu negócio a crescer e se sustentar. Continue a leitura!


Fintechs: conheça os tipos que podem ajudar o seu negócio

Existem diferentes tipos de fintechs que oferecem diversos serviços e produtos para ajudar os negócios a crescerem e se sustentarem no mercado. 

Confira!

1. Fintech de seguros

As fintechs do mercado de seguros são chamadas de insurtechs e oferecem serviços inovadores e personalizados quando falamos do mercado segurador. Anteriormente, o mercado de seguros brasileiros era dominado por grandes empresas. Hoje em dia, as novas seguradoras estão ganhando cada vez mais espaço. 

O Brasil já lidera o crescimento de insurtechs da América Latina, segundo dados publicados no estudo “Latam Insurtech Journey”. O país lidera o mercado com 32% de participação, com 129 insurtechs. 

O mundo está cada vez mais digitalizado e os processos arcaicos são cada vez mais deixados de lado por novidades e facilidades trazidas por empresas inovadoras do mercado. E neste contexto, as insurtechs entregam a mitigação de riscos que negócios precisam por meio da comercialização mais acessível de apólices de seguros.

2. Fintech de investimentos

Outro ramo financeiro que teve sua desburocratização foi o de investimentos. As fintechs de investimentos visam oferecer mais facilidade para as empresas na hora de fazer o dinheiro render. 

As fintechs atuam junto dos negócios em todo o processo e etapas de investimento, desde a educação financeira até a própria corretora. Elas atuam de modo a reduzir custos envolvidos , permitindo uma maior rentabilidade aos investidores, de forma disruptiva, sempre focando na simplicidade e transparência. 

Confira, a seguir, algumas fintechs que se destacam no mercado de investimento:

  • Toro Investimentos: fundada em 2010, a startup de investimentos que disponibiliza uma plataforma onde uma série de ativos financeiros são consultados, comprados ou vendidos pelos usuários.
  • Empiricus: a fintech não funciona como uma corretora, e sim, como direcionadora de sobre em quais ações investir e quais estratégias utilizar. 
  • Rico: uma das pioneiras quando o assunto é investimento, a fintech tem como objetivo levar a independência financeira para as pessoas.

3. Fintech de Contabilidade

Como em todo setor de finanças mencionado anteriormente, existe uma solução para ajudar as empresas a simplificar a gestão empresarial. Esse é o caso das fintechs de contabilidade. 

Elas atuam no que diz respeito ao controle fiscal, folha de pagamento, faturamento, fluxo de caixa, planejamento tributário, entre outras atividades ligadas a contabilidade de um negócio. 

Abaixo, confira algumas fintechs de contabilidade brasileiras.

  • Contabilizei: a fintech já auxiliou mais de 10 mil empresas em cerca de 30 cidades brasileiras, além de já ter recebido investimentos de diversos fundos.
  • ContaAzul: cerca de 800 mil empresas já foram atendidas pela ContaAzul. Ela foi fundada em 2012.
  • ROITBANK: a fintech automatiza funções ligadas a contabilidade e financeiro de uma empresa, por meio da tecnologia de inteligência artificial (IA).

4. Empréstimos e negociação de dívidas

A ideia de fintechs de empréstimos e negociações de dívidas é aproximar negócios que precisam de dinheiro com juros menores e quem pode realizar emprestar. As análises de crédito são realizadas por meio de soluções tecnológicas para facilitar a forma como os processos são realizados. 

Em momentos de crise financeira, as empresas podem contar com esse tipo de fintech para contar com crédito de forma mais ágil e menos burocrática. 

5. Eficiência financeira

Em um mundo digitalizado, quando falamos de finanças, a segurança deve ser redobrada. Dentro dessa realidade, surgiram as fintechs de eficiência financeira. Esse modelo trabalha pela preservação da segurança de transações, verificação de identidade de usuários e prevenção de fraudes. O principal objetivo é a segurança das operações. 

6. Fintech de gestão financeira

As fintechs de gestão financeira se assemelham em alguns pontos com as de contabilidade, porém, essas estão totalmente focadas em gestão de finanças, seja no mercado B2B ou B2C. 

Normalmente, elas funcionam por meio da utilização de sistemas ERPs (Enterprise Resource Planning), que são sistemas de gestão empresarial que realizam o controle de estoque, fluxo de caixa e emissão de notas fiscais, além de integrar todos os setores da empresa. 

Quais são as vantagens das fintechs?

Já deu para perceber que as fintechs se utilizam de modelos bastante inovadores para processos diários, não é mesmo? Esta é uma das principais vantagens deste modelo de negócios. 

As fintechs funcionam como um mecanismo para resolver problemas que até pouco tempo eram vistos como algo trabalhoso e demorado. 

Elencamos alguns dos principais benefícios das fintechs. Acompanhe!

Segurança da informação

Se no mundo físico existe a preocupação com os bens materiais, no virtual não é diferente. Vivemos em uma era onde o roubo de dados é cada vez mais comum e vazamentos fazem parte de uma rotina. 

No entanto, como as fintechs nasceram no digital, essa preocupação é algo que é pensado desde o início do projeto de uma dessas empresas. Todas as informações costumam ser acessadas com login e senha, que são pessoais a cada usuário. 

A tecnologia de dados, por exemplo, está cada vez mais presente em fintechs que asseguram informações por meio de sistemas. Eles auxiliam na detecção de intrusos e realizam auditorias em todo o tráfego de dados de um negócio de modo a eliminar riscos ou falhas nos protocolos de segurança.

Agilidade nos processos

Nem precisamos mencionar o quanto a agilidade é um ponto positivo no mundo em que vivemos. Informações e acontecimentos surgem em uma velocidade cada vez maior e o mundo deve acompanhar na mesma velocidade. 

As fintechs entenderam essa necessidade e traduziram em forma de entrega, focadas no cliente e na satisfação com o serviço e produtos entregues. Enquanto o mundo estava cansado de coisas que demoravam dias úteis para acontecer, com as fintechs, esse prazo foi diminuído chegando a horas. 

Não é por acaso que esse modelo de negócio tem crescido de modo forte no Brasil e ao redor de todo o mundo.

Sistemas Online

Vivemos em um mundo onde já dá para fazer processos burocráticos sentado e pelo celular. Filas ficaram no passado e a comodidade agora dita as regras. Em um mundo com fintechs, dá para resolver quase tudo online, sem perder tempo e utilizando os mesmos recursos oferecidos presencialmente. 

A praticidade e versatilidade são vantagens que não dão para substituir e dificilmente serão revertidas a situações vividas anteriormente. 

Taxas de juros mais baixas

E para fechar o pacote de vantagens, uma última, mas não menos importante: os juros mais baixos. Isso, com certeza, faz até grandes empresas optarem pelas fintechs, além de todos os outros benefícios que citamos ao longo deste artigo.

Juntamente à agilidade, não fica difícil optar pelo serviço do tipo de empresa. Por isso, cada vez mais negócios têm optado por essa escolha. Também não são cobradas taxas de manutenção bancária, como normalmente acontece com bancos convencionais. 

Fintechs: aproveite tudo o que é oferecido

Neste artigo, você conheceu o que é fintech e quais os tipos disponíveis no mercado que mais facilitam a vida dos empreendedores e negócios. 

Em um mundo moderno, não dá para contar com tecnologias e modelos arcaicos. E, por falar em tecnologia e gestão de negócios, a Omie é um sistema ERP completo que também oferece algumas das facilidades e vantagens que citamos sobre fintechs de contabilidade. 

Se você busca destravar o conhecimento do seu negócio, conheça a Omie e saiba como podemos ajudar o seu negócio a crescer!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas