Emissão de nota fiscal: entenda a importância para o seu negócio

Saiba por que a emissão da nota fiscal é importante para manter o seu empreendimento legal e quais as vantagens de integrar a NF-e ao seu negócio.

01/Fev/2021
Gestão

Pensando em investir no seu negócio ou até mesmo em abrir um? Se você é um empreendedor ou está envolvido na área financeira de uma empresa, certamente tem a necessidade de entender as obrigações e entregas fiscais, como a emissão de nota fiscal.


Sendo um dos processos mais importantes, que garante a integridade e legalidade da sua empresa, a nota fiscal é usada para validar as vendas de produtos e serviços. Dessa forma, é uma maneira de um empreendimento sempre se manter em dia — regularizado — com o Fisco.

E agora que você sabe o que é nota fiscal, vamos entender por que é importante emitir esse documento? Além disso, vamos ver suas vantagens e particularidades, como o que muda com a NF-e (Nota Fiscal Eletrônica). Acompanhe abaixo!

Por que emitir a nota fiscal? ‍

Como um dos papéis fundamentais para manter a legalidade das operações dentro de uma empresa, a emissão de nota fiscal é obrigatória, mas por que devo emitir a nota fiscal?

A resposta é simples: para regularizar todos os tributos ao Fisco, além de manter a credibilidade do seu negócio. Em outras palavras, esse documento certifica que as mercadorias são legalizadas e registradas.

Então, a emissão da nota fiscal é uma vantagem tanto para o consumidor quanto para o empresário. Por um lado, o empreendedor aumenta a credibilidade da sua empresa no mercado e, por outro, o cliente também adquire um produto de qualidade.

Para o contador, a nota fiscal também é um instrumento que facilita na hora de fechar as contas no final do mês, já que esse é um papel que contém diversas informações contábeis. Tendo esses dados em mãos, fica mais fácil fechar a contabilidade fiscal e criar estratégias e planos para ampliar os negócios.‍

NF-e: o que muda?‍

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar sobre a Nota Fiscal Eletrônica, um dos tipos de nota fiscal. Conhecida também pela sigla NF-e, esse é um novo formato do documento tradicional impresso que o governo começou a implantar com obrigatoriedade em 2006.

Desenvolvida em um formato digital, a NF-e tem o objetivo de facilitar e modernizar o processo de emissão da nota fiscal. Ela elimina trabalhos manuais e evita possíveis erros na hora de disponibilizar o papel.

Usada para comprovar as vendas exclusivamente de produtos, essa é uma das modalidades da Nota Fiscal Eletrônica. Porém, quando o assunto é prestação de serviços, a empresa deve emitir a NFS-e (Nota Fiscal de Serviços Eletrônica). 

Qual a lei que regulamenta a emissão da nota fiscal? ‍

Em geral, toda e qualquer empresa que comercializa produtos e serviços deve emitir nota fiscal eletrônica, como é determinado na Lei nº 8.846/94. Porém, existem exceções, como é o caso dos MEIs (Microempreendedores Individuais).

Os negócios enquadrados como MEI seguem uma regra específica quando o assunto é a emissão de nota fiscal. Eles são obrigados a fornecer o documento somente quando realizam algum serviço ou atividade para pessoa física.

Mas é importante ficar atento, pois se a empresa não exigir a nota fiscal, o empresário está livre da obrigatoriedade. No entanto, é válido lembrar que a não emissão de nota fiscal é crime, e a sonegação fiscal pode gerar diversas consequências aos negócios.

É válido lembrar, também, que o valor mínimo para que o empresário emita a nota fiscal tradicional ou eletrônica ao consumidor é de R$13. Como direito do cliente, é importante que a sua empresa esteja preparada para fornecer esse papel.

Entenda as informações da nota fiscal‍

Ao contrário do cupom fiscal, que é emitido pelo ECF (Emissor de Cupom Fiscal) e contém as principais informações da operação comercial, como dados da empresa, data e hora, a nota fiscal possui todos os dados da transação.

Assim que você souber como emitir a nota fiscal eletrônica, entenda que o documento deve conter, obrigatoriamente, o CNPJ da empresa emissora, assim como o nome e o endereço da organização que está prestando o serviço. Além dessas informações, na nota também precisa estar presente:

  • Data e hora da operação;
  • Valor total da transação;
  • Descrição dos bens ou serviços;
  • Impostos e tributos de cada mercadoria;
  • Dados do cliente;
  • Informações da transportadora,
  • Detalhes da forma de pagamento.

Saiba como otimizar os processos do seu negócio com a Omie‍

Agora que você sabe a importância desse documento e como fazer emissão de nota fiscal, o próximo passo é conhecer as etapas para emitir a nota fiscal para os seus clientes. No blog da Omie, você encontra esse conteúdo e muito mais para otimizar os processos internos do seu negócio e ficar por dentro de todas as novidades sobre empreendedorismo e gestão.

Com Omie, o empresário pode contar com um sistema de gestão empresarial completo, educação empreendedora com o Omie.Academy e serviços financeiros com Omie.Cash. Conheça todas as nossas soluções e descubra como podemos ajudar o seu negócio a alavancar e prosperar com eficiência!



Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas