Passo a passo de como fazer análise de risco na sua empresa

Veja como fazer análise de risco, superar desafios de gestão e transformar ameaças em oportunidades de melhorias e lucros de modo eficaz
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Empreender é um caminho que envolve muitos desafios para garantir o sucesso de seu negócio! Para melhor gestão da empresa, entender como fazer análise de risco facilita a busca de soluções adequadas.

Uma análise de risco eficiente traz inúmeros benefícios para sua empresa, como mais segurança para superar desafios de gestão, transparência para investidores e acionistas e transformar ameaças em oportunidades de melhorias e aumento de faturamento.

Neste artigo, trazemos dicas valiosas de como fazer análise de risco de modo detalhado. Acompanhe a leitura!

O que é uma análise de risco?

A análise de risco é uma metodologia de gerenciamento de riscos focada em identificar, avaliar e priorizar riscos potenciais ao sucesso de um empreendimento.

Essa técnica busca entender quais ameaças podem afetar a empresa e desenvolver estratégias para evitar, minimizar ou gerenciar os impactos negativos, transformando-os, quando possível, em oportunidades de melhoria e crescimento.

Por que fazer análise de risco na sua empresa?

Entender como fazer análise de risco é essencial para qualquer negócio, independente do seu tamanho.

Esse processo permite uma visão clara dos desafios e ameaças, sejam eles cibernéticos, financeiros, operacionais, de conformidade, entre outros, e possibilita a tomada de decisões mais informadas e seguras. Aqui estão alguns motivos para implementar a análise de risco na sua empresa:

  • Prevenção de perdas financeiras: identificar problemas cibernéticos, fiscais e o risco financeiro antes que causem danos significativos pode salvar sua empresa de prejuízos consideráveis.
  • Segurança operacional: com uma boa gestão de processos, é possível avaliar os riscos no ambiente de trabalho e nas operações diárias, criando um local mais seguro para seus funcionários e reduzindo as chances de interrupções no negócio.
  • Proteção da reputação: compreender os riscos associados à reputação da sua empresa é vital numa era digital, em que a opinião pública pode ser moldada rapidamente.
  • Conformidade legal e regulamentar: a análise de riscos ajuda a garantir que sua empresa esteja cumprindo todas as leis e regulamentos aplicáveis, evitando multas e penalidades, o que demanda entender, por exemplo, a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).
  • Direcionamento eficaz: entender os riscos estratégicos permite alinhar melhor o planejamento estratégico da sua empresa com o ambiente externo, adaptando-se a mudanças e aproveitando novas oportunidades.

Qual o impacto da análise de risco para MEI?

Análise de risco não é só para grandes empresas, mas também para o microempreendedor individual. É importante entender e implantar esse processo de gestão. Mas por que o MEI deve fazer esse tipo de gestão? 

A gestão de risco para o MEI ajuda a evitar desperdícios de orçamentos e a tomar decisões mais assertivas, evitando que o negócio entre nas estatísticas dos que fecham nos três primeiros anos de funcionamento. 

Outro aspecto importante é que fazer uma análise de risco não é tão difícil quanto parece. Nos próximos tópicos, veja como fazer e o que analisar para minimizar os riscos de falência de sua empresa.

Como fazer análise de risco em 5 passos

A análise de risco é um processo sistemático e estratégico vital para a sustentabilidade e o crescimento de qualquer negócio. 

Seguir uma abordagem passo a passo de como fazer análise de risco pode simplificar a tarefa, tornando-a acessível até mesmo para os empreendedores menos experientes. Vamos detalhar em etapas claras e objetivas:

1. Identificação de riscos

Comece identificando todos os fatores internos e externos que podem representar ameaças ao sucesso do seu planejamento estratégico. Isso inclui avaliar riscos em áreas como cibernéticos, financeiros, operacionais, de conformidade, e estratégicos.

2. Análise de impacto

Uma vez identificados, analise o potencial impacto de cada risco no seu negócio. Entender a magnitude do impacto ajuda a priorizar os riscos que requerem atenção imediata.

3. Classificação dos riscos

Utilize uma escala de 1 a 4 para classificar os riscos (onde 1 é um risco raro e 4 é um risco de alto grau). Essa classificação é baseada na combinação da probabilidade de ocorrência do risco com a gravidade de seu impacto.

4. Planejamento de ação

Com os riscos identificados e classificados, desenvolva estratégias específicas para mitigar, transferir ou eliminar os riscos. Isso inclui definir ações prioritárias para ameaças de alto e médio grau.

5. Monitoramento e revisão

Para garantir que os riscos permaneçam sob controle, estabeleça indicadores de resultados e metas. Isso permitirá monitorar a eficácia das estratégias de gestão de riscos e fazer ajustes conforme necessário.

5 estratégias para gestão de riscos

Após entender como fazer análise de risco, a gestão eficaz destes é crucial. Veja como lidar com os riscos identificados:

  • Mitigação: desenvolva medidas para reduzir a probabilidade e/ou o impacto dos riscos. Isso pode envolver a revisão de processos internos, a adoção de tecnologias de segurança ou a implementação de treinamentos para a equipe;
  • Transferência: considere transferir o risco para terceiros, por exemplo, através de seguros ou parcerias, em que outra entidade assume a responsabilidade de gestão de determinado risco;
  • Aceitação: em alguns casos, o custo de mitigar um risco pode superar o benefício. Para riscos menores, pode ser mais viável aceitá-los e preparar um plano de resposta caso se concretizem;
  • Evitação: para riscos com impacto potencialmente devastador, a melhor estratégia pode ser evitar completamente a atividade ou decisão que os originou;
  • Exploração: riscos também podem representar oportunidades. Identifique situações onde assumir um risco calculado possa trazer benefícios significativos para a empresa.

Por último, o monitoramento contínuo é essencial. Independentemente das estratégias escolhidas, o monitoramento contínuo e a revisão das abordagens de gestão de riscos são fundamentais para adaptar-se a novas ameaças e mudanças no ambiente de negócios.

Isso pode ser facilitado pelo alinhamento com padrões internacionais, como a ISO 31.000, que fornece um direcionamento para a gestão de riscos eficaz.

O que fazer após identificar os riscos

Agora veja o passo a passo de como fazer a gestão dos riscos encontrados:

1. Mitigar

 Mitigar é uma estratégia que visa minimizar os riscos e os danos para a empresa. Não é possível evitar todos, mas os que puderem ser evitados com mudança de planejamento já melhoram os resultados da empresa.

2. Transferir

 Transferir é uma tática bem comum e fica mais fácil entender quando identificada como terceirização de riscos.

Nesse caso, uma empresa transfere a outra a execução e os riscos de determinadas atividades. A responsabilidade e a gestão dos riscos ficam a cargo da empresa terceirizada.

3. Aceitar

Para riscos de menor grau, aceitar é a ação indicada. Como o impacto no negócio é menor, o custo-benefício é melhor para esperar o evento acontecer e depois corrigir os riscos.

4. Evitar risco

Em alto grau de risco, a ação indicada é evitar. Como a ameaça é grande para a empresa, é melhor corrigir o planejamento estratégico. Assim, evita-se o risco de acontecer e de o prejuízo ser grande.

5. Explorar

Nem sempre correr riscos é um fator negativo. É possível explorar os riscos de forma positiva também. A decisão estratégica com uma boa análise de impactos pode resultar em correr riscos para impulsionar o sucesso do negócio.

Por último: monitorar

Independente da estratégia anterior escolhida, monitorar as ações e os resultados conseguidos é essencial para todos os riscos.

No plano de ação, defina equipes, tarefas e responsáveis pelo controle. Solicite relatórios de desempenho para avaliar a gestão de riscos. Com esses relatórios e o acompanhamento constante, é possível alinhar as ações ao planejamento estratégico e corrigir, de forma rápida, o que for necessário.

Banner - da gestão financeira à organização de contratos

Simplifique a análise de risco com o Sistema ERP Omie

Imagine ter uma visão 360° do seu negócio, com todos os dados e processos fluindo sem esforço numa única plataforma. Isso não só economiza tempo, mas também traz clareza nas decisões, especialmente quando você precisa garantir uma boa gestão de riscos.

Omie se propõe a ser essa solução ágil e eficaz, transformando o complexo em simples. Desde a emissão de notas fiscais até a gestão financeira, passando por CRM, compras, estoque, vendas e até a integração com o contador, Omie cobre todas as bases.

O sistema facilita a identificação de riscos financeiros, operacionais e de conformidade, permitindo que você aja proativamente para proteger e impulsionar o seu negócio.

Por que Omie?

  • Eficiência operacional: automatize processos, reduza erros e libere tempo para focar no que realmente importa: o crescimento do seu negócio.
  • Visão integrada: com todos os aspectos do seu negócio gerenciados em um lugar, fica mais fácil identificar riscos e oportunidades.
  • Decisões baseadas em dados: acesso a relatórios e análises detalhadas para tomar decisões informadas, mitigando riscos antes que eles se tornem problemas.

FAQ: perguntas frequentes

Para ajudá-lo a entender melhor e a aplicar esta importante estratégia em sua empresa, compilamos um FAQ com as perguntas mais comuns sobre análise de riscos.

1. O que é análise de risco e por que é importante?

A análise de risco se refere a um processo de identificação, avaliação e priorização de riscos potenciais que podem afetar negativamente as operações e objetivos de uma empresa.

É importante porque permite às empresas prepararem e implementarem estratégias eficazes para mitigar, transferir ou eliminar esses riscos, assegurando assim a sustentabilidade e o crescimento do negócio.

2. Quais são os tipos de riscos que as empresas devem analisar?

Empresas devem considerar uma ampla gama de riscos, incluindo:

  • Riscos cibernéticos: ameaças à segurança da informação e dados.
  • Riscos financeiros: problemas relacionados ao fluxo de caixa, investimentos e mercados financeiros.
  • Riscos operacionais: falhas nos processos internos, pessoas e sistemas.
  • Riscos de conformidade: não cumprimento de leis, regulamentos e normas.
  • Riscos estratégicos: decisões de gestão que afetam a direção da empresa.

3. Como posso realizar uma análise de risco eficaz?

Para realizar uma análise de risco eficaz, siga estes passos:

  1. Identificação de riscos: reconheça todas as ameaças potenciais ao seu negócio.
  2. Análise de impacto: avalie o potencial impacto de cada risco identificado.
  3. Classificação dos riscos: priorize os riscos com base na sua probabilidade e impacto.
  4. Planejamento de ação: desenvolva estratégias para mitigar, transferir ou eliminar os riscos.
  5. Monitoramento e revisão: acompanhe e ajuste as estratégias conforme necessário.

4. Como o sistema ERP da Omie pode ajudar na análise de riscos?

O sistema ERP da Omie integra todas as funções de negócios em uma única plataforma, fornecendo visibilidade completa e em tempo real das operações da empresa.

Isso permite uma identificação mais rápida e precisa de riscos financeiros, operacionais e de conformidade, facilitando a tomada de decisões informadas para mitigar esses riscos antes que se tornem problemas maiores.

5. Qual a importância do monitoramento contínuo na gestão de riscos?

O monitoramento contínuo é essencial para a gestão eficaz de riscos, pois o ambiente de negócios está sempre mudando. Novos riscos podem surgir, e os riscos existentes podem evoluir.

Um processo de monitoramento contínuo assegura que a empresa possa identificar e responder a essas mudanças proativamente, mantendo as estratégias de gestão de riscos alinhadas com os objetivos empresariais atuais.

Nesse cenário, evita-se também o risco de crédito, que influencia significativamente a continuidade do negócio.

Gestão de riscos é com o sistema ERP da Omie!

Depois dessas dicas, é hora de colocar em prática a gestão de riscos. Faça testes, analise e reúna todas as informações estratégicas. 

Conte com um sistema de gestão que unifique todos os dados e os traduza para relatórios eficientes.

Conheça o sistema ERP da Omie e tenha mais tranquilidade e suporte técnico para fazer uma gestão de riscos eficaz para o seu negócio decolar no caminho do sucesso. Fale agora com um de nossos consultores e agende um teste gratuito de 7 dias!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Conheça a cnae: homem e mulher a frente de notebook
Aprenda como consultar e classificar corretamente sua empresa conforme suas atividades com o CNAE.
estoquistas vendo dicas de controle de estoque
Como fazer o controle de estoque para sua empresa de forma objetiva, eficiente e os principais cuidados que você deve
gestão de clientes
Entenda como as estratégias de gestão de clientes vão impulsionar o seu negócio.