Escala de trabalho: 7 Tipos Mais Comuns nas Empresas

A escala de trabalho organiza horários de funcionários, promovendo eficiência e equilíbrio. Aprenda a calcular e implementar uma escala eficaz.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A escala de trabalho é uma ferramenta fundamental para a organização e a gestão de recursos humanos em uma empresa. Com ela, é possível determinar os dias e horários de trabalho dos colaboradores, garantindo o cumprimento das obrigações trabalhistas e a eficiência operacional.

Neste artigo, vamos explicar como funciona a escala de trabalho, os diferentes tipos existentes e como calcular a carga horária, destacando termos importantes como horas extras, escala de trabalho 12×36,  escala de trabalho 5×1 e escala de trabalho CLT.

Continue lendo para descobrir as melhores práticas e ferramentas para gerenciar as escalas de trabalho de forma eficiente!

Banner - da gestão financeira à organização de contratos

O que é a escala de trabalho?

A escala de trabalho é uma ferramenta essencial para a organização e gestão do tempo de trabalho dos colaboradores em uma empresa. Ela é feita considerando os recursos humanos da empresa e define os dias e horários em que cada funcionário deve estar presente.

Tal escala serve para assegurar que a carga horária dos empregados esteja conforme as obrigações trabalhistas, e possam ser realizadas de forma contínua e eficiente.

A escolha da escala adequada pode contribuir significativamente para um ambiente de trabalho mais organizado, satisfatório e produtivo. Veja os principais tipos:

Tipos de escala de trabalho

Existem vários tipos de escala de trabalho, as mais comuns incluem:

1. Modelo 5×1

O modelo de escala 5×1 prevê uma folga a cada cinco dias de trabalho. A empresa deve garantir ao menos uma folga dominical por mês.

2. Modelo 5×2

A escala de trabalho 5×2 é uma das mais comuns. Aqui:

  • O colaborador trabalha de segunda a sexta com folga de sábado e domingo;
  • A jornada diária geralmente dura 8 horas;
  • Segundo a lei, as folgas não precisam ser em dias seguidos.

3. Modelo 4×2

Já nas escalas que exigem que a diária seja mais longa, o modelo 4×2 pode ser adotado. Nele:

  • o profissional trabalha 4 dias seguidos;
  • A jornada de horas diária pode variar;

4. Modelo 6×1

As escalas 6×1 correspondem a seis dias trabalhados e uma folga. Esse modelo:

  • Geralmente tem uma jornada diária, mais curta;
  • É uma opção de escala de revezamento, quando as atividades da empresa não podem parar;
  • Demanda que a remuneração seja dobrada para os colaboradores que trabalham aos domingos e feriados.

5. Modelo 12×36

Nesse formato, o profissional trabalha por 12 horas e folga 36 horas. Trata-se de uma escala recomendada para atividades que não podem ser interrompidas, como nas indústrias.

6. Modelo 18×36

Assim como na jornada anterior, no modelo 18×36, o colaborador trabalha por 18 horas e descansa por 36 horas. Adotada por empresas que precisam ter longos turnos de trabalho.

7. Modelo 24×48

Alguns cargos, como os ocupados por policiais, exigem esse tipo de escala, na qual o profissional trabalha por 24 horas e descansa 48 horas.

Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

O que dizem as leis trabalhistas sobre a escala de trabalho?

De acordo com a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), a escala de trabalho deve seguir as normas legais. Geralmente, ela prevê por regra uma jornada máxima de 44 horas semanais, distribuídas em até seis dias da semana, com direito a um dia de descanso semanal, com exceções legais.

Como calcular a carga horária com a reforma trabalhista?

Calcular a carga horária de uma escala de trabalho envolve considerar a jornada semanal, os intervalos de descanso e as possíveis horas extras. Basicamente, funciona assim:

Jornada semanal

Para uma jornada de 44 horas semanais, a distribuição pode ser feita em cinco dias de 8 horas e um dia de 4 horas, ou em seis dias de aproximadamente 7 horas e 20 minutos. Podendo ser presencial ou em Home Office.

Horas extras

As horas extras devem ser pagas com acréscimo mínimo de 50% sobre a hora normal de trabalho. É importante controlar as horas extras para não ultrapassar os limites legais.

Como controlar e otimizar suas escalas de trabalho na empresa?

  • Analisar a demanda: avalie os períodos de maior e menor movimento para ajustar a quantidade de funcionários em cada turno;
  • Utilizar software de gestão: ferramentas de gestão de pessoas ajudam a planejar e controlar as jornadas de trabalho de forma automatizada e eficiente;
  • Utilizar ponto eletrônico: é uma forma eficiente e prática de controle horário dos colaboradores e é legalmente necessário para empresas com mais de 20 funcionários;
  • Respeitar intervalos de descanso: garanta que os colaboradores tenham os intervalos de descanso legais;
  • Monitoramento contínuo: identifique as oportunidades de melhoria e garanta que as necessidades da empresa e dos colaboradores sejam atendidas.

Sistema de gestão

As tecnologias do sistema de gestão são imprescindíveis, e permitem:

  • integrar o registro de ponto dos colaboradores e a folha de pagamento;
  • facilitar a elaboração da folha;
  • gerar e gerenciar escolas de trabalho em poucos cliques;
  • automatizar o cálculo de horas extras trabalhadas por mês ou semana.

Softwares de gestão representam um ganho de eficiência incomparável para o setor. Um sistema ERP, por exemplo, é uma ferramenta de gerenciamento precisa e intuitiva, a depender da escolha correta. 

Como escolher a escala certa para sua empresa?

A escolha da escala de trabalho ideal envolve uma avaliação criteriosa da natureza do negócio e o tipo de serviços que ele oferece. Portanto, deve-se considerar:

  • a necessidade de disponibilidade da equipe: opte por escalas mais comuns como a 5×2, caso não precise de profissionais a disposição todas as horas;
  • a demanda por jornadas de trabalho mais longas ou mais curtas;
  • o número de funcionários e os esquemas de revezamento possíveis para atender a demanda;
  • os horários de funcionamento da empresa: se o empreendimento precisa funcionar 24 horas por dia ou nos finais de semana para atender clientes, é preciso optar por jornadas que atendam esse formato.

Perguntas Frequentes (FAQs)

Quais são os principais tipos de escala de trabalho?

  • Escala de Trabalho 12×36;
  • Escala de Trabalho 5×1;
  • Escala de Trabalho 6×1.

Como calcular a carga horária semanal?

Somar as horas trabalhadas em uma semana, respeitando o limite de 44 horas semanais.

O que diz a CLT sobre a jornada de trabalho?

A CLT prevê uma jornada de 44 horas semanais, distribuídas em até seis dias.

Como são pagas as horas extras?

As horas extras devem ser pagas com acréscimo mínimo de 50% sobre a hora normal.

Elabore a escala de trabalho de sua empresa com a Omie

Compreender e implementar corretamente a escala de trabalho é essencial para a eficiência e a conformidade legal de uma empresa, também conhecer os diferentes tipos de escala e saber como calcular a carga horária ajuda a garantir que as operações fluam de maneira eficaz e que os colaboradores tenham seus direitos respeitados, otimizando a produtividade dos colaboradores.

Para os empreendedores que buscam simplificar a gestão de escalas e outras operações administrativas, conhecer a Omie pode ser um grande diferencial.

A Omie oferece soluções completas e integradas para ajudar seu negócio a crescer com eficiência e segurança. Visite o site da Omie para empreendedores e descubra como ela pode transformar a gestão da sua empresa.

Banner experimente - reduza os custos e ganhe mais eficiência em suas operações

 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Sociedade Anônima: sócios conversando ao redor de mesa
Entenda como se organiza uma Sociedade Anônima e saiba quais as características desse tipo de empresa. Tire suas dúvidas com
nome fantasia: casal em frente a notebook
Saiba o que é e como escolher o nome fantasia adequado para sua empresa.
como manter os clientes engajados
Entenda a importância de durante o processo de implementação de um novo produto ou serviço manter os clientes engajados e