Imposto de exportação: o que é? Produtos, incidências e regras

Entenda o que é o Imposto de Exportação (IE), seus produtos associados e regras-chave para exportar.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O imposto de exportação é uma taxação que incide sobre produtos enviados para fora de um país. Seu entendimento é vital para as empresas que desejam se envolver em atividades no exterior, pois ele pode impactar a lucratividade dos negócios.

Portanto, compreender o imposto de exportação é crucial para navegar com sucesso no mercado global. Neste conteúdo vamos fornecer informações essenciais para que você esteja preparado para lidar com as complexidades tributárias nas exportações.

O que é o imposto de exportação?

O imposto de exportação é uma obrigação tributária imposta pelo governo de um país sobre produtos enviados para fora de suas fronteiras. 

Sua finalidade principal é regular o comércio internacional e garantir que o país exportador receba uma parcela justa dos lucros gerados pelas exportações.

No contexto do comércio internacional, o imposto de exportação desempenha um papel crucial. Ele afeta diretamente a competitividade dos produtos exportados, pois pode aumentar seus preços finais. 

Compreender e controlar o imposto de exportação é fundamental para empresas envolvidas em exportações. É essencial, especialmente na gestão de estoque, uma vez que a taxação pode variar entre nações, adotando formas distintas. 

Essa complexidade demanda uma abordagem cuidadosa na contabilidade e no controle de estoque, a fim de garantir conformidade e competitividade nos mercados globais.

Produtos sujeitos ao imposto de exportação

Segundo a legislação brasileira, todos os produtos nacionais ou nacionalizados estão sujeitos ao imposto de exportação, salvo as exceções previstas em lei. 

As principais exceções de impostos incidentes nas exportações de mercadoria são:

  • Exportação de produtos para uso pessoal ou consumo doméstico;
  • Exportação de produtos para fins de assistência técnica ou científica;
  • Exportação de produtos para fins de desenvolvimento econômico ou social;
  • Exportação de produtos para fins de defesa nacional.

Entretanto, produtos sujeitos ao imposto de exportação podem, em alguns casos, obter isenção ou ser tributados a uma alíquota zero, dependendo da situação. 

A definição da alíquota do imposto de exportação é de responsabilidade do Poder Executivo e pode oscilar entre 0% e 150%. Além disso, a alíquota do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) pode também ser relevante em transações internacionais.

Exemplos de produtos sujeitos ao IE

  1. Commodities, como petróleo, minérios, soja e açúcar;
  2. Produtos industrializados, como automóveis, eletrônicos e alimentos;
  3. Produtos agrícolas, como frutas, legumes e verduras.
Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Alíquotas e cálculo do imposto de exportação

O imposto de exportação é um dos principais tributos federais que incide sobre a saída de mercadorias nacionais ou nacionalizadas do território aduaneiro brasileiro. A alíquota do imposto é fixada pelo Poder Executivo, podendo variar de 0% a 150%.

As alíquotas do imposto de exportação são definidas por produto e por país de destino. A alíquota pode ser fixa ou variável, dependendo do produto e do país de destino. Já o imposto de exportação é calculado multiplicando-se a base de cálculo pela alíquota.

A base de cálculo do imposto de exportação é o valor que a mercadoria, ou um produto similar, teria no momento da exportação, em uma venda sujeita a concorrência no mercado internacional, conforme as normas estabelecidas pelo Poder Executivo.

Exemplo do cálculo de exportação

Para entender melhor, considere como exemplo do cálculo de exportação uma mercadoria com base de cálculo de R$ 10.000,00 e alíquota de 30%. 

O imposto de exportação a ser pago será de R$ 3.000,00. Como descobrir? Seguindo a fórmula abaixo:

Imposto de exportação = base de cálculo * alíquota

Sendo assim, temos que:

Imposto de exportação = 10.000 * 0,3

Imposto de exportação = R$ 3.000,00

O cálculo do imposto de exportação é relativamente simples. A base de cálculo é o preço da mercadoria no mercado internacional e a alíquota é fixada pelo Poder Executivo.

Regulamentações e normas que regem o imposto de exportação

As regulamentações e normas que regem o imposto de exportação estão contidas na legislação tributária brasileira, principalmente na Lei 11.083/2005 e no Regulamento do Imposto de Exportação (RIE).

Existem outras regulamentações e normas que regem o imposto de exportação, como a 

Instrução Normativa RFB nº 1.600/2015, que estabelece os procedimentos para o cálculo, recolhimento e controle do imposto de exportação.

Os exportadores devem estar atentos às regulamentações e normas que regem o imposto de exportação para evitar multas e penalidades e, também, às suas atualizações. Em junho de 2023, o Ministério da Fazenda reduziu a 0% a alíquota de importação no caso de compras internacionais que não ultrapassem $50,00.

Muitos desses movimentos acontecem para ser possível aumentar a produção interna e reduzir a dependência internacional. No contexto da nacionalização de produtos, o imposto de exportação pode ser utilizado como uma ferramenta para proteger a indústria nacional de produtos importados. 

Ao aumentar a alíquota do imposto de exportação para um produto específico, o governo reduz sua competitividade no mercado global. Essa medida visa resguardar a indústria local que fabrica o item, tornando produtos similares de origem nacional mais atraentes. 

Isso também se reflete na nota fiscal de importação, uma vez que o aumento dos impostos torna o produto mais caro para compradores estrangeiros, diminuindo seu apelo em relação a alternativas estrangeiras. 

Benefícios fiscais e incentivos para exportadores 

Os benefícios fiscais e incentivos para exportadores são ferramentas poderosas que os governos usam para estimular as atividades de exportação de suas empresas nacionais.

Eles podem assumir várias formas, desde isenções fiscais até subsídios e créditos. O objetivo é tornar as exportações mais atrativas, aumentando a competitividade das empresas no mercado global.

Esses benefícios fiscais são uma estratégia para impulsionar a economia do país, gerando receita e empregos, além de fortalecer a posição da nação no cenário internacional. 

Ao oferecer incentivos para exportadores, os governos esperam que mais empresas participem do comércio global, promovendo o crescimento econômico. Para as empresas, esses incentivos podem se traduzir em redução de custos, maior lucratividade e a capacidade de competir de maneira mais eficaz no mercado internacional. 

Eles podem incluir reduções de impostos sobre produtos importados, subsídios para o transporte de mercadorias, incentivos financeiros para pesquisa e desenvolvimento de produtos direcionados à exportação e muito mais.

Outras dúvidas sobre esse tema

Confira outros pontos que podem ser do seu interesse sobre os imposto de exportação:

Quanto paga de imposto para exportar?

A taxa do imposto de exportação pode variar amplamente, de 0% a 150%, dependendo do produto e da política governamental.

Qual o fator gerador do imposto de exportação?

O fator gerador do imposto de exportação é a saída de produtos nacionais para o exterior.

Qual a função do imposto de exportação?

A função principal do imposto de exportação é regulamentar o comércio exterior, proteger a indústria nacional e contribuir para a arrecadação de recursos públicos.

Entender o imposto de exportação é essencial para empresas que atuam internacionalmente. Escolher o sistema ERP adequado também é crucial para gerenciar eficazmente essas operações. 

O sistema ERP integra processos financeiros, estoque e logística, proporcionando controle e eficiência. Considere a Omie, uma plataforma de gestão empresarial que pode facilitar a administração dos processos relacionados a impostos sobre exportação. 

Banner CTA

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
estoquistas vendo dicas de controle de estoque
Como fazer o controle de estoque para sua empresa de forma objetiva, eficiente e os principais cuidados que você deve
Impostos sobre Produtos Importados: TAX
Desvende os segredos dos impostos sobre produtos importados e aprenda a calcular de forma simplificada.
OTIF: gestão de logística.
Conheça indicador que promove economia e eficácia