Logística: o que é e como funciona? Entenda a sua importância em uma empresa!

Aprenda o que é logística e como otimizar esse processo para garantir clientes mais satisfeitos e aumentar as vendas em seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Saber o que é logística significa ganhar poder sobre uma área que está presente em praticamente todas as operações, independentemente do tipo de venda.

Por isso, separamos aqui um verdadeiro manual para você compreender como ela funciona, sua importância e como fazer uma boa gestão logística para manter processos mais eficientes e focados no cliente, independentemente do ramo da sua empresa. Confira!

Banner conheça o sistema - gestão online

O que é logística?

A logística é uma área administrativa responsável pelos processos de planejamento, execução e distribuição dos produtos.

Essa área atua principalmente no transporte e armazenamento das mercadorias, sempre com um único objetivo: garantir a entrega do produto da forma mais eficiente e econômica possível.

Como a logística funciona?

Para garantir que as entregas aconteçam no menor tempo, evitando gastos e atendendo as expectativas dos clientes, é preciso considerar algumas etapas, como:

  • Previsão e entendimento das demandas;
  • Controle de estoque;
  • Armazenamento de produto;
  • Distribuição.

O que se faz na logística?

Para a gestão logística cumprir o seu objetivo principal de agregar valor aos consumidores e funcione de maneira organizada e eficiente, ela é dividida em dois grandes grupos:

Atividades principais

  • Gestão de estoque: é uma das áreas da logística que buscar organizar produtos para equilibrar entradas e saídas conforme as demandas.
  • Monitoramento de pedidos: é a atividade que foca em destravar todas as ações necessárias para garantir que a entrega dos produtos seja feita no prazo e nas condições ideais.
  • Transporte de mercadorias: é a área que avalia os custos para o transporte, produção e distribuição, considerando as opções disponíveis e optando pela mais vantajosa.

Atividades secundárias

  • Armazenamento: é responsável por elaborar estratégias focadas em reduzir os custos de armazenagem e estoque por meio de uma gestão estratégica.
  • Manuseio: é o movimento de carregar, descarregar, empilhar e organizar itens de forma eficiente e segura.
  • Embalagens: elas são cruciais para proteger produtos durante o transporte e armazenamento, prevenindo danos e garantindo sua integridade.
  • Compras: essa atividade inclui negociações com fornecedores, assegurar estoque e obter condições ideais de custo e qualidade para a cadeia de suprimentos.
  • Prevenção de perdas: também é papel do time logístico tentar minimizar ou evitar as perdas, otimizando as opções de transporte e armazenamento das mercadorias.

Principais tipos de logística

Já deu para perceber que a área da logística se desmembra em diversos setores para poder atender a todas as necessidades do mercado e, principalmente, às expectativas dos clientes.

Por isso, além da logística 4.0 existem diferentes tipos de logísticas para explorar. Confira abaixo as principais:

1. Logística de Suprimentos (Supply Chain):

É a responsável pelo gerenciamento dos insumos, matérias-primas e suprimentos essenciais para manter os recursos da empresa em pleno funcionamento.

Representa a logística de suprimentos que mantém contato constante com os fornecedores para controlar o fluxo de materiais.

2. Logística de Produção:

Ela coordena todos os processos de fabricação e montagem do produto, desde a matéria-prima até o produto final.

Por isso, é comum que a logística de produção tenha um planejamento específico para todas as etapas deste processo.

3. Logística de Distribuição:

É o tipo de logística pelo planejamento e cronograma das entregas, além do monitoramento do produto em todas as etapas do fluxo de entrega.

4. Logística Reversa:

Em alguns casos, algumas empresas são obrigadas a contar com o planejamento da logística reversa dos seus produtos, ou seja, o planejamento do retorno daquele material que saiu da empresa. Como exemplo de embalagens específicas, agrotóxicos, pneus, etc.

Ou ainda, a logística reversa também pode ser útil para o caso de trocas e devoluções, na qual o cliente deseje devolver o produto para a empresa.

5. Logística de Terceira Parte (3PL):

É o modelo ideal para empresas que oferecem serviços de gestão logística, incluindo processos de pedidos, transporte, entrega e trocas, em um modelo terceirizado.

6. Logística de Quarta Parte (4PL):

Semelhante ao modelo 3PL, porém com maior complexidade, sendo mais adequado para grandes empresas com cadeias logísticas extensas.

Essa segmentação permite uma compreensão mais clara das diferentes áreas da logística e de como cada uma contribui para o funcionamento eficiente da cadeia de suprimentos.

Por que a logística é importante?

A boa gestão logística desempenha um papel fundamental nos negócios, impactando diretamente a eficiência operacional, a satisfação do cliente e a competitividade.

As vantagens de investir nessa área são diversas:

  • Redução de custos, minimizando desperdícios com estoques excessivos e melhorar as rotas de transporte.
  • Melhoria na satisfação, garantindo que os produtos cheguem no prazo e em boas condições, aumentando a confiança e a fidelidade dos clientes.
  • Agilidade e flexibilidade nas mudanças, já que é possível se adaptar rapidamente às alterações do mercado, como variações sazonais e interrupções na cadeia de suprimentos.
  • Melhoria na qualidade do serviço, garantindo menor incidência de erros, embalagens sempre adequadas e produtos entregues em condições ideais.
  • Vantagem competitiva, permitindo que as empresas possam oferecer entregas mais rápidas, custos mais baixos e serviços de qualidade.

Portanto, investir em uma operação logística sólida é fundamental para o sucesso a longo prazo de qualquer empresa.

Como fazer planejamento logístico? Dicas!

O planejamento logístico é uma atividade essencial para garantir que todas as operações do setor sejam realizadas de maneira eficiente e eficaz. Nesse processo, algumas etapas são indispensáveis. São elas:

1. Compreenda objetivos e requisitos

Entenda as demandas dos clientes e as características do seu setor. Isso irá ajudar a definir as metas e requisitos do planejamento logístico.

2. Colete dados relevantes

Reúna informações sobre os produtos, padrões de compra dos clientes, histórico de vendas, fornecedores, estoques atuais e outras informações relevantes.

3. Segmente os produtos

Classifique os produtos de acordo com suas características, como velocidade de venda, perecibilidade, valor, etc. Assim você conseguirá adotar estratégias de logística específicas para cada segmento.

4. Defina os níveis de estoque

Determine os níveis ideais de estoque para evitar excessos ou falta de produtos. Você pode utilizar técnicas como o “estoque de segurança” e a “análise de estoque”.

5. Faça uma boa seleção de fornecedores

Escolha fornecedores confiáveis que possam atender às demandas de forma consistente e pontual, avaliando custos, qualidade dos produtos e capacidade de entrega.

6. Escolha os modos de transporte

Decida qual modo de transporte (rodoviário, ferroviário, marítimo, aéreo) é mais adequado para diferentes tipos de produtos e destinos, considerando os custos e tempo de trânsito.

7. Desenvolva uma rede de distribuição

Crie um plano para a distribuição eficiente dos produtos, considerando a localização dos armazéns, centros de distribuição e pontos de venda.

8. Defina rotas

Planeje as rotas de transporte de maneira otimizada, considerando distância, tempo de trânsito e restrições de tráfego, impactando nos custos e lucratividade.

9. Avalie riscos

Identifique possíveis riscos e interrupções na cadeia de suprimentos, desenvolvendo planos de contingência para evitar dificuldades e agilizar a tomada de decisão.

10. Estabelecer métricas de desempenho

Defina indicadores-chave de desempenho (KPIs) para medir o sucesso das operações logísticas, como tempo de entrega, taxa de preenchimento de pedidos, custos de transporte, etc.

Lembre-se que o planejamento logístico, assim como qualquer outro plano estratégico, deve ser flexível para se adaptar.

Agora que você já sabe o que é logística, como implementar estratégias eficazes, sua empresa estará preparada para enfrentar os desafios da cadeia de suprimentos de forma ágil e eficiente.

Para garantir ainda mais sucesso, conte com uma solução inteligente para facilitar todas as etapas do processo logístico. Descubra como a Omie pode ajudar a otimizar sua gestão logística com várias funcionalidades!

Banner experimente - simplifique sua rotina e integre todas as áreas da sua operação

 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e
Lean office
O Lean Office é uma metodologia que visa a aplicação dos princípios do Lean Manufacturing para reduzir o desperdício e
o que é qa e o que faz a área do quality
Revolucione a forma de gerenciar a qualidade na sua empresa. Descobrir o que é QA e como implementar pode ser