O que é manufatura? Importância, definição e conheça os tipos!

A manufatura é um conceito essencial para empresas que trabalham com a confecção de bens. Entenda sua importância e como funciona e saiba como aplicá-la com eficiência no seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Na indústria, entender o que é manufatura, seus processos e tipos é fundamental para se planejar a produção da melhor forma e atingir os objetivos traçados. 

Neste artigo, você vai entender o que significa esse conceito, sua importância, principais tipos e exemplos de como funciona para poder aplicá-lo com eficiência no seu negócio!

O que é manufatura em uma empresa?

A manufatura é uma palavra que tem origem nos termos manu (mão) e factura (feitio), tendo uma associação frequente com a produção artesanal. Contudo, ela vai além disso, e se refere à confecção de bens com finalidade comercial, sejam produções manuais ou de larga escala. 

Assim, o termo está mais ligado a diversas atividades realizadas por seres humanos, desde artesanatos até a indústria, como a automobilísticas, alimentícias, eletrônicas, de tecnologia e mais. 

De forma prática, o processo de manufatura é a transformação de matérias-primas em produtos. Assim, indústrias de produção de bens de consumo são conhecidas como manufatureiras. 

Qual a diferença entre produção e manufatura?

O conceito de manufatura está essencialmente ligado à ideia de transformação, ou seja: transformar matérias-primas em algum bem físico pronto para uso ou semiacabado, que resulta em um produto manufaturado. 

Já a produção é um termo mais abrangente, que fala sobre o uso e a aplicação de diversos recursos (materiais, pessoas, capital, conhecimento técnico, etc.) na confecção de algum produto ou serviço, que pode ser tangível ou intangível. 

Qual a importância da manufatura? 

O processo de manufatura auxilia os profissionais a realizarem o controle da produção de fabricação dos produtos, seja em larga escala ou conforme a demanda. 

Dessa forma, ela proporciona uma série de benefícios, como permite identificar falhas na cadeia de produção e propor mudanças, de modo a fazer adaptações e melhorias.

O processo de manufatura tende a ser complexo, tendo em vista que envolve diversas etapas e pessoas. Ao monitorar e identificar erros e desperdícios, empreendedores conseguem otimizar seus orçamentos, controlar os custos e impulsionar a produtividade

Além disso, a gestão de produção e manufatura aumenta a competitividade, melhora a qualidade dos produtos e ajuda no aumento dos lucros do negócio. 

Quais são os principais tipos de manufatura?

Conhecer quais são os tipos de manufatura disponíveis é crucial para entender qual melhor se adequa ao seu negócio. Os modelos mais conhecidos são: 

  1. Manufatura Enxuta (Lean Manufacturing): é um método que visa eliminar desperdícios e melhorar processos, adotando processos precisos e rápidos e estoque mínimo. A automação industrial é crucial para o sucesso. 
  2. Manufatura Reversa: conectada ao conceito de sustentabilidade, dedica-se ao reaproveitamento e reciclagem de materiais, garantindo que o que seria descartado retorne a cadeia produtiva e seja projetado integralmente. É uma forma de seguir os princípios do ESG.
  3. Manufatura Aditiva: está ligada a uma técnica de fabricação digital, comumente associada à impressão 3D. Mescla recursos de matéria-prima com os tecnológicos, como aquisição de software e equipamentos especializados. 
  4. Manufatura Repetitiva: é o clássico processo industrial baseado na repetição, no qual tarefas se encadeiam e formam uma rotina produtiva replicada incessantemente, geralmente em massa. 
  5. Manufatura Discreta: tende a lidar com produtos mais personalizados e complexos. Logo, a fabricação costuma ser mais lenta e demandar profundidade técnica. 
  6. Manufatura por Oficinas: lida com produtos ainda mais customizados, pois é uma produção de baixa escala e mais específica. 
  7. Manufatura Contínua: um processo de grande escala, em que não há grande variação entre os produtos. Por isso, costuma funcionar sem pausas e com um fluxo mais rígido de funcionamento.
  8. Manufatura por Lote: é semelhante à manufatura discreta no sentido da especificidade, mas trata-se de uma produção com um volume maior e com um pouco mais variedade e flexibilidade.  

Como funciona a manufatura?

A manufatura envolve uma série de etapas e atividades elaboradas e encadeadas para um bem físico ser criado. Assim, em geral, seu funcionamento envolve passos como: 

  1. Planejamento e design: o projeto do produto e todas as suas especificações são pensadas e registradas; 
  2. Aquisição de matérias-primas: envolve a procura e contato com fornecedores para garantir um suprimento constante e de qualidade de insumos; 
  3. Confecção e montagem: os materiais são transformados em peças ou na mercadoria em si. Aqui, também pode acontecer a montagem de componentes individuais para que se chegue ao produto final. 
  4. Controle de qualidade: são realizadas verificações de qualidade para garantir que o produto final atenda às especificações e padrões estabelecidos;
  5. Embalagem: os produtos acabados são embalados de maneira adequada para resistir aos processo de transporte e também são etiquetados de modo eficiente;
  6. Distribuição, logística e estoque: os produtos são distribuídos para os pontos de venda ou estocados. Isso envolve planejamento logístico, transporte, armazenamento e gestão de inventário.

Exemplos de manufatura, na prática

A manufatura representa processos que podem ser incorporados em diferentes setores. Conheça alguns exemplos de como isso funciona em termos práticos: 

  • Indústria Eletrônica: itens como smartphones e laptops passam por processos que incluem a fabricação de placas de circuito, a inserção de componentes eletrônicos, a soldagem e a montagem final.
  • Indústria Alimentícia: os processos variam, mas podem incluir desde o cultivo de grãos e vegetais até a fabricação de produtos finais, como cereais, enlatados ou congelados. 
  • Indústria Têxtil: a manufatura têxtil inclui o cultivo de fibras naturais ou a produção de fibras sintéticas, seguido pela fiação, tecelagem, tingimento e costura para criar roupas e tecidos.
  • Indústria de Brinquedos: envolve o uso de recursos como plástico ou silicone para moldar peças e componentes, que serão montados conforme o design do brinquedo. 

Como potencializar a gestão de manufatura? 

A manufatura hoje, no contexto da indústria 4.0, depende essencialmente da tecnologia e de sistemas de gestão para otimizar o PCP e gerar melhores resultados. 

Como vimos, os processos manufatureiros tendem a ser complexos e envolver várias etapas, logo, controle e gestão rigorosa é fundamental. 

Ter uma visão detalhada e integrada de cada passo, desde financeiro e planejamento até as vendas, é a iniciativa certa para o crescimento do seu negócio. Conheça o sistema ERP industrial e veja como ele pode transformar sua empresa!

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e
Lean office
O Lean Office é uma metodologia que visa a aplicação dos princípios do Lean Manufacturing para reduzir o desperdício e
o que é qa e o que faz a área do quality
Revolucione a forma de gerenciar a qualidade na sua empresa. Descobrir o que é QA e como implementar pode ser