Nome fantasia: o que é, exemplos, importância e como fazer o seu!

Um nome marcante é fundamental para fazer a sua empresa se destacar! Confira como escolher o nome fantasia do seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Tornar-se conhecido e mais do que isso, uma referência para seus clientes no mercado é o grande desafio e também o grande objetivo das empresas. Uma das principais formas de fazer isso é por meio do seu nome fantasia. 

Deve-se garantir que o nome escolhido reflita a essência do negócio e conquiste a confiança e a fidelidade dos clientes.

Para que isso aconteça, é essencial pensar em cada detalhe e observar alguns aspectos que interferem diretamente nesse processo e, é claro, no resultado.

O que é nome fantasia?

De forma simples, nome fantasia é a forma pela qual a sua empresa é conhecida pelos consumidores. Ele pode ou não ser igual a razão social e, geralmente, é pensado para atender alguma estratégia, seja de marketing ou de negócios.

Ele costuma ser definido no momento da criação da empresa, ao fazer o registro formal da instituição ou com um certificado digital. Todos os negócios com registro de CNPJ podem ter um nome fantasia, desde MEIs a empresas S.A. 

Marca e nome fantasia não são a mesma coisa

O nome fantasia de um negócio, muitas vezes, é flexível e pode ser modificado para refletir mudanças nas estratégias de branding da empresa ao longo do tempo. Este nome é registrado na Junta Comercial e pode ou não fazer parte do contrato social da empresa. 

Por outro lado, a marca é uma propriedade legal registrada no INPI (Instituto Nacional da Propriedade Intelectual), abrangendo não apenas o nome, mas também o símbolo e a identidade visual da empresa. 

Esse registro garante a proteção contra uso indevido, plágios e fraudes. Portanto, enquanto o nome fantasia é mais flexível e pode mudar, a marca é uma parte fundamental da identidade da empresa e é protegida legalmente.

Diferença entre razão social e nome fantasia

A partir do momento que uma empresa é criada, ela precisa adotar um nome, o que inclui o seu segmento e o enquadramento, conhecido como razão social. Mas, você sabe qual a diferença entre razão social e nome fantasia?

Enquanto a razão social é utilizada unicamente para definir o nome de uma empresa em operações oficiais, como em contratos sociais e de sociedade, o nome fantasia é mais utilizado pelo público.

Então, basicamente, a principal diferença entre nome fantasia e razão social está no modo como esses termos são usados e na sua legitimidade. 

A razão social também precisa ser registrada na Junta Comercial e no contrato social, sendo a nomenclatura formal da empresa perante o governo e a justiça.

Exemplos da diferença entre razão social e nome fantasia 

Cacau Show, por exemplo, é o nome fantasia da empresa que tem por razão social I.B.A.C Indústria Brasileira de Alimentos e Chocolates Ltda. Já a razão social Botica Comercial Farmacêutica Ltda. corresponde ao nome fantasia de O Boticário. 

Algumas empresas têm a razão social e o nome fantasia bastante parecidos. É o caso da Coca-Cola (nome fantasia), que tem como razão social a Coca Cola Indústrias Ltda. 

Como escolher um nome fantasia?

‍Antes de decidir o nome fantasia da sua empresa, é importante fazer uma pesquisa na internet para descobrir se já existe um empreendimento com esse nome. Além disso, é indispensável lembrar das seguintes dicas:

1 – Evite palavras ultrapassadas e modismos

Talvez usar um termo da moda faça sentido para sua empresa hoje, mas daqui a algum tempo isso pode estar destoando dos propósitos da instituição. O ideal é que o nome seja atemporal.

2 – Pense em palavras que remetam ao empreendimento

Assim como nosso nome nos representa, o nome fantasia caracteriza a empresa. Dessa forma, ela deve ser pensada para refletir sua essência e como deseja ser lembrada.

3 – Pesquise o mercado concorrente e veja os nomes usados

Olhar para as escolhas feitas pelos concorrentes ajuda a orientar a sua decisão. Por isso, o empreendedor não deve desconsiderar esse tipo de análise. Observe outras empresas, entenda as escolhas delas, mas busque seu diferencial.

4 – Evite utilizar nomes que lembrem do setor de atuação

Esse caminho acaba por banalizar o nome da empresa, tornando-o muito comum. O principal propósito do nome fantasia é destacar a companhia no mercado. Vá além do óbvio.

5 – Dê preferência por palavras e frases do idioma nacional

Quanto mais fácil for a pronúncia e a escrita, maior as chances das pessoas se lembrarem e se identificarem com o nome. Isso também evita que a empresa seja comentada de forma equivocada.

Bannner para conhecer o sistema

Cadastro do nome fantasia

‍O nome fantasia para empresa é um conceito relacionado à marca, como citamos anteriormente, mas não está protegido até que um registro seja feito no INPI. 

Quando esse registro é feito, a marca estará acompanhada deste símbolo: ®. Isso garante sua propriedade intelectual à empresa. 

Para fazer o registro de marcas no INPI é preciso seguir o seguinte passo a passo: 

  • Inicie com uma pesquisa prévia do nome fantasia, verificando as marcas já registradas;
  • Tenha clareza da natureza da marca e também da apresentação da marca;
  • Após escolher nome para empresa e garantir que ele está disponível, pode-se fazer o cadastro no site do INPI e pagamento da Guia de Recolhimento da União (GRU);
  • Realiza-se a solicitação do registro da marca;
  • Deve-se fazer o acompanhamento do pedido.

O registro do nome fantasia é válido por 10 anos, precisando, portanto, ser renovado após esse período. Só assim se garante a sua propriedade.

Outra questão é que, em geral, não pode haver duas empresas com o mesmo nome comercial atuando no mesmo setor. Entretanto, quando o nome fantasia é formalizado em estados diferentes, a exclusividade não é garantida.

Registro no INPI e na Junta Comercial

Assim como há diferenças entre a razão social e o nome fantasia, também há entre o Registro no INPI e na Junta Comercial. De forma breve, podemos esclarecer da seguinte forma:

  • Registro no INPI: realiza-se o cadastro do nome fantasia para MEI e diversos tipos de empresas. Caso você queira o uso exclusivo, sua melhor opção é recorrer ao órgão.
  • Registro na Junta Comercial: não é um processo formal no que diz respeito ao nome da empresa. Ou seja: mesmo que você coloque o nome, isso não lhe dá o direito de uso. Se outra empresa cadastrá-lo no INPI antes, você não poderá usá-lo.

Qual a diferença entre registro de marca INPI e nome fantasia?

A diferença crucial entre o registro de marca no INPI e o nome fantasia está na exclusividade. Registrar o nome fantasia não garante exclusividade à empresa para seu uso e divulgação. 

Muitas vezes, pequenas empresas e MEIs não priorizam o registro da marca, mas isso é um ponto importante a se considerar. O registro de marca no INPI oferece segurança à empresa, assegurando que sua nomenclatura e símbolos não sejam utilizados por outras empresas de forma indevida. 

Esse registro patenteia a marca, tornando-a única e diferente das outras marcas no mercado, proporcionando uma proteção mais sólida.

Quantos nomes fantasia um CNPJ pode ter?

Cada CNPJ pode ter até dois nomes fantasia. Vale lembrar que, como a atividade de uma empresa não muda, é importante considerar que os nomes comerciais sejam relacionados aos ramos de atividade da CNAE.

Nome fantasia para empresas diferentes

De acordo com o Código da Propriedade Industrial (Lei n.º 9.279 de 14 de maio de 1996), dois negócios podem usar o mesmo nome fantasia desde que não atuem no mesmo segmento. 

Pela legislação, duas empresas do mesmo setor que usam o mesmo nome causam confusão e competição desleal.  

É possível trocar o nome fantasia?

Se você registrou um nome comercial, mas observa que ele não faz mais sentido com o momento do seu negócio, ou deseja uma nomenclatura mais estratégica para sua empresa, é possível alterar o nome fantasia atribuído anteriormente.

No caso de MEI, basta ir à Junta Comercial em que a empresa foi registrada ou acessar o Portal do Governo de serviços para MEI. O processo não é muito burocrático, mas deve ser realizado com atenção.

Ao mudar o nome fantasia, é preciso pensar na melhor maneira de informar seu público sobre isso. Além disso, é essencial deixar contatos e fornecedores a par do novo nome para reconhecerem a nova forma de se referir à empresa.

Saiba mais sobre nome fantasia

Com diversos órgãos envolvidos nesse processo e muitos detalhes a serem observados, é natural que você tenha dúvidas sobre o assunto. Abaixo, selecionamos as principais delas que podem ser úteis para você. 

Qual o nome fantasia do MEI?

Assim como qualquer outra empresa, o nome fantasia do MEI é o nome comercial sob o qual o MEI realiza suas atividades comerciais. Ele pode ser diferente do nome civil do proprietário do MEI.

Como criar razão social e nome fantasia? 

São diversas as etapas envolvidas na hora de criar a razão social e o nome fantasia. Em geral, a razão social tem explícito o nome dos sócios e algo do segmento da empresa. 

Já o nome fantasia pode seguir um processo mais detalhado e criativo, sem esquecer do seu propósito e da sua essência. 

Quem pode usar nome fantasia? 

Como mencionamos anteriormente, desde MEIs até empresas S.A. podem usar nome fantasia. Afinal, trata-se de um diferencial competitivo. 

É preciso registrar o nome fantasia? 

Para ter direito legal de uso e evitar problemas, é recomendado realizar o registro junto ao INPI. 

Nome fantasia: diferencial competitivo para a sua empresa

Empreender é buscar maneiras de se diferenciar em um mercado altamente competitivo, observando todos os detalhes de forma minuciosa. O nome fantasia de uma empresa é um ponto de contato direto com os clientes e deve ser escolhido com muito cuidado. 

Ele pode atuar como um impulsionador nas relações comerciais ou, se mal escolhido, pode gerar um problema de imagem para o seu negócio. Por isso, é essencial ter atenção nesse processo. 

Fazer a gestão da empresa pode ser bastante desafiador para o empreendedor. Por isso, a Omie é o parceiro que você busca para tornar o dia a dia mais tranquilo e mais ágil. Conheça nosso sistema de gestão online para empresas!

Banner CTA

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
A importância da gestão comercial
Saiba mais sobre a gestão comercial, como ela funciona, sua importância e porque o seu negócio deve adotar essa prática.
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e
conheça os principais de indicadores de vendas
De leads a lucros: saiba como medir e melhorar seu desempenho com 8 indicadores de vendas.