Passo a passo de como abrir uma empresa: aprenda o processo completo!

Se você quer ter o próprio negócio, precisa entender o passo a passo para abrir uma empresa de forma simples e organizada. Descubra em detalhes!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O sonho de ter o próprio negócio faz parte da vida de muitos brasileiros. Nem sempre é fácil entender o passo a passo para abrir uma empresa, bem como todas as responsabilidades necessárias.

Para ajudar você, neste guia mostraremos como abrir um CNPJ, indicando os custos, documentações e outras informações. Confira!

Como abrir uma empresa? Passo a passo

Quem quer abrir o próprio negócio esbarra na dúvida de como abrir empresas, por isso é importante conferir o passo a passo para ter um CNPJ de forma simples e organizada:

  1. faça um plano de negócios;
  2. contrate um contador;
  3. defina o tipo de empresa;
  4. selecione as atividades que vai exercer (CNAE);
  5. escolha a natureza jurídica e regime tributário;
  6. faça o contrato social;
  7. registre a empresa na Junta Comercial;
  8. faça o alvará de funcionamento e inscrição municipal ou estadual;
  9. consiga as licenças obrigatórias.

Agora é hora de entender como funciona cada passo!

Faça um plano de negócio

Um plano de negócios eficiente vai mapear todos os itens importantes do empreendimento, como:

  • descrição da empresa;
  • produtos ou serviços oferecidos;
  • público-alvo;
  • análise de mercado;
  • pesquisa de fornecedores;
  • planejamento financeiro;
  • plano operacional;
  • estratégias de marketing.

É um documento importante para que o empreendedor saiba como se organizar para começar a empresa, entenda como está o mercado e conheça as necessidades dos seus clientes.

Contrate um contador

O contador será o braço direito da sua empresa, porque ele auxilia na emissão dos documentos exigidos pelos órgãos públicos, além de fornecer as orientações que a sua empresa precisa.

Defina o tipo de empresa

Aqui, vai depender do tamanho e do faturamento do negócio, além do serviço que será oferecido. Entre os tipos de empresa, os principais são MEI (Microempreendedor Individual), ME (Microempresa) e EPP (Empresa de Pequeno Porte).

Selecione as atividades que vai exercer (CNAE)

É preciso definir as atividades que sua empresa vai realizar e passar essas informações ao contador para incluir esses dados na abertura do CNPJ.

Assim, é possível enquadrar as atividades no CNAEs – Classificação Nacional de Atividades Econômicas. Sua empresa pode ter diversos CNAEs, porém um deles deve ser o principal.

Determine a natureza jurídica e regime tributário

Definir a natureza jurídica e o regime tributário em que a empresa se enquadra é parte fundamental para entender como será o fluxo entre os lucros e as despesas, além do quadro societário do negócio.

As principais naturezas jurídicas para a abertura de empresas são:

  • SLU (Sociedade Limitada Unipessoal);
  • LTDA (Sociedade empresária Limitada);
  • EI (Empresário individual).

Entre os tipos de regime tributário mais utilizados, temos: lucro real, lucro presumido e Simples Nacional.

Faça o contrato social

O contrato social traz os dados fundamentais para que a empresa possa funcionar, como:

  • quem são os sócios e responsáveis pela empresa;
  • o endereço onde ela estará instalada;
  • deveres e áreas de atuação de cada responsável, entre outras informações.

Além de ser importante para o negócio, o contrato social é um documento obrigatório que toda empresa precisa ter para funcionar no Brasil.

Registre a empresa na junta comercial

Assim que o contrato social for redigido, o próximo passo é realizar o registro na Junta Comercial ou no Cartório de Pessoas Jurídicas. É nessa etapa que a empresa começa a existir oficialmente.

O registro na Junta Comercial deve ser feito antes de obter o CNPJ, já que, embora esse documento não permita o funcionamento, é o principal requisito para atuar no mercado.

Consiga o alvará de funcionamento e inscrição municipal ou estadual

Fornecido pelo município, o alvará permite que o seu negócio comece a atuar no mercado. Sem ele, o empreendedor pode sofrer multas e restrições.

A inscrição municipal é necessária para o setor de serviços, já a inscrição estadual é para empresas do setor de comércio. Com esses registros, o empreendedor pode emitir nota fiscal da forma correta.

Obtenha as licenças obrigatórias

Obter as licenças necessárias nos órgãos reguladores é essencial para colocar o negócio em funcionamento. O tipo de licença pode variar, dependendo da área de atuação da empresa, e pode ser:

  • licença ambiental;
  • licença sanitária;
  • vistoria de cumprimento das normas de segurança.

Qual tipo de empresa devo abrir?

Como você viu no passo a passo, uma etapa é entender qual tipo de empresa o seu negócio se enquadra. Saiba mais sobre cada tipo a seguir.

MEI

O Microempreendedor Individual (MEI) é o tipo de empresa para quem vai abrir o negócio sozinho, sendo que o faturamento anual não ultrapassar R$ 81 mil e o empreendedor só pode ter um funcionário.

Não são todas as atividades econômicas que estão incluídas no MEI.

ME

Na Microempresa (ME) é possível ter um ou mais sócios e o faturamento anual deve ser de até R$ 360 mil. O modelo permite até 19 empregados na indústria e até 9 empregados no setor de serviços e comércio.

EPP

A Empresa de Pequeno Porte (EPP) também permite ter sócios e seu faturamento deve ser entre R$ 360 mil e R$ 4,8 milhões ao ano. Ela permite ter de 10 a 49 funcionários no comércio e serviços e de 20 a 99 na indústria.

Documentos que você precisa para abrir uma empresa

Os documentos para abrir uma empresa também podem variar conforme a atividade do negócio e localização. Entre eles, podemos citar:

  • cópia do CPF e RG;
  • comprovante de endereço residencial;
  • certidão de casamento (para os empreendedores casados);
  • última declaração do IR (Imposto de Renda).
  • comprovante de endereço de onde a empresa será instalada (caso seja diferente do endereço residencial);
  • documentação com inscrição imobiliária ou indicação fiscal do imóvel onde a empresa realizará as suas atividades.

Quais os custos de abrir uma empresa?

Se você quer saber quanto custa abrir uma empresa, saiba que, além dos gastos com locação do local e para reformar o ambiente, o empresário precisa pôr no papel todos os custos tributários e legais.

Nesse sentido, pagamento de impostos, registros, alvarás de funcionamento, inscrições e licenças municipais e estaduais são algumas das obrigações ao abrir uma empresa.

Quanto tempo demora para abrir uma empresa?

O tempo para abrir uma empresa pode variar de cidade para cidade, mas esse período é de, em média, 4 dias.

Para o empreendedor ter o CNPJ em mãos e conseguir emitir notas fiscais, esse processo pode levar até 20 dias ou até mais, caso esteja faltando algum documento.

Perguntas Frequentes sobre como abrir empresas

Se você busca mais informações sobre o passo a passo para abrir empresa, acompanhe as perguntas comuns sobre o tema abaixo.

Como montar uma empresa a partir do zero?

É preciso definir um setor para atuação e analisar como é o mercado. Depois, é essencial fazer um plano de negócio, que norteará as ações para colocar a empresa em funcionamento, e ter o apoio de um contador.

Qual o custo para abrir um CNPJ?

Os custos para abrir um CNPJ envolvem o pagamento de impostos, de obtenção de registro, de alvará e outras taxas. No caso do MEI, a obtenção do CCMEI (Certificado de Condição de Microempreendedor Individual) é feita pela internet, sem custo algum.

Qual a diferença entre MEI e CNPJ?

MEI é o tipo de empresa para microempreendedores individuais e o CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas, sendo um número que identifica a empresa junto à Receita Federal.

Planejamento é essencial para abrir uma empresa

A abertura de uma empresa requer planejamento para que tudo seja feito dentro da lei e não haja custos desnecessários, que podem prejudicar a saúde financeira do negócio nos primeiros anos.

Para que o passo para abrir uma empresa seja tranquilo, o importante é analisar bem o mercado e contratar um contador para que tudo saia como planejado.

Para simplificar a gestão financeira do seu negócio, o ideal é contar com a melhor tecnologia: conheça os diferenciais do sistema Omie para empreendedores e entenda por que essa solução não pode faltar na sua empresa!

Banner conheça o sistema - gestão online

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
ERP para pequenas empresas

MEI

Você já considerou a implementação de um ERP para pequenas empresas no seu negócio? Ententa as vantagens aqui!
benefícios do organograma empresarial
Entenda como o organograma empresarial pode ser um recurso que vai alavancar o crescimento sólido da sua empresa. Confira os
automação de processos
A automação de processos impulsionada pelo ERP melhora a eficiência da sua empresa. Saiba como!