Tipos de frete para você conhecer e utilizar no seu negócio

Aprenda sobre tipos de fretes no e-commerce: entregas mais rápidas com redução de custos e melhor experiência.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O caminho dos produtos aos clientes é essencial na gestão logística de qualquer empresa. Compreender os diferentes tipos de frete e modalidades disponíveis é fundamental para uma gestão eficiente, moderna e descomplicada — que vai agregar mais valor ao seu produto e marca.

A gestão de frete desempenha um papel crucial na eficiência e na redução de custos operacionais e para isso é preciso conhecer bem os diferentes métodos e meios disponíveis hoje. Ao otimizar a escolha das transportadoras, negociar preços competitivos, rastrear as remessas e gerenciar prazos, é possível melhorar a experiência do cliente e minimizar os custos logísticos. Saiba tudo sobre o tema a seguir!

banner cta empreendedor

Quais são os tipos de frete?

75% dos clientes relatam desistir de uma compra se o custo do frete for alto, segundo pesquisa da State of Search Brasil. A escolha do frete pode aumentar as vendas se for atrativo para o cliente. Confira nos próximos tópicos os tipos de frete para fazer a melhor escolha para a lucratividade de seu negócio.

Normal

O frete normal é o tipo mais comum utilizado nas operações logísticas. Nesse caso, a transportadora é responsável por toda a logística: desde a coleta até a entrega final.

É uma opção versátil e amplamente utilizada, especialmente em vendas B2C (Business-to-Consumer) e em remessas menores.

CIF

O frete CIF envolve não apenas o transporte, mas também o custo do seguro e da carga. Para o cliente, as vantagens do frete CIF estão na responsabilidade do vendedor. Nessa modalidade, o vendedor é responsável por todos esses custos até o destino final, realizando o pagamento no início do processo.

É comumente utilizado em operações de comércio internacional, nas quais o vendedor assume a responsabilidade pelos riscos até a entrega da mercadoria no país do comprador. É aplicável em vendas B2C ou B2B, ou seja, para o consumidor final ou para pessoa jurídica, respectivamente.

FOB

No frete FOB, à transferência de responsabilidade ocorre assim que a mercadoria é embarcada. A partir desse ponto, o comprador assume a responsabilidade pelo transporte, seguro e custos associados.

É frequentemente utilizado em operações de comércio internacional, especialmente em vendas B2B (Business-to-Business), onde o comprador tem maior controle sobre a carga e descarga de mercadorias.

Redespacho

O frete redespacho ocorre quando uma transportadora contrata outra transportadora para realizar parte do percurso. É uma opção interessante para otimizar rotas, reduzir custos e melhorar a eficiência logística.

Também é importante mencionar o redespacho intermediário, que ocorre quando há mais de um intermediário envolvido no processo de transporte.

Intermodal

No frete intermodal, a carga é transportada por diferentes modais (terrestre, marítimo, aéreo e/ou ferroviário) ao longo do percurso.

Essa modalidade oferece maior flexibilidade, permitindo a escolha da opção mais adequada para cada trecho da rota. O que pode resultar em custos mais baixos e prazos de entrega mais curtos.

Para maior controle e eficiência desse tipo de frete, ter um Centro de Distribuição serve como ponto de concentração e redistribuição de materiais e mercadorias.

Subcontratação

A subcontratação ocorre quando uma transportadora terceiriza parte ou todo o processo de transporte para outra empresa especializada.

Essa opção é comumente utilizada para lidar com picos de demanda, garantir maior capilaridade ou aproveitar expertise especializada em determinadas regiões ou tipos de carga.

É possível combinar mais de um tipo de frete?

É possível combinar diferentes tipos de frete em um empreendimento de e-commerce, dependendo das necessidades e preferências dos clientes. Essa combinação pode ser feita de diferentes formas, como oferecer opções de frete normal e expresso para o cliente escolher a que melhor atenda suas expectativas de prazo de entrega.

Além disso, você pode oferecer frete grátis para determinados produtos ou para compras acima de um determinado valor, incentivando os clientes a aumentarem o valor de seus pedidos. Isso pode ser combinado com outras opções de frete, permitindo que os clientes escolham entre o frete grátis ou uma opção mais rápida pagando um valor adicional.

Outra forma de combinar tipos de frete é oferecer o frete agendado como uma opção adicional, que pode ser selecionada pelos clientes que desejam receber suas encomendas em um horário específico.

É importante lembrar que a viabilidade e as opções de combinação de frete podem depender da infraestrutura logística disponível, dos parceiros de transporte e das políticas de envio que você possui em seu negócio. Portanto, é fundamental avaliar esses aspectos antes de implementar diferentes combinações de frete em sua loja virtual.

Elevando resultados com tecnologia

A tecnologia desempenha um papel fundamental para aproveitar os diferentes tipos de frete em um e-commerce. Com a integração adequada de um sistema ERP, é possível otimizar a gestão dos pedidos, estoque e logística, permitindo uma melhor utilização dos diferentes tipos de frete disponíveis.

A coleta e análise de informações sobre o desempenho dos diferentes tipos de frete permite identificar padrões, otimizar rotas de entrega, reduzir custos logísticos e melhorar a experiência do cliente.

Para ir além, aprofunde seus conhecimentos sobre roteirização logística e como otimizar ainda mais a gestão dos tipos de frete no Blog Omie.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Entenda mais detalhes sobre o que é um atacado e as características desse tipo de atuação.
organização de estoque: homem feliz com tablet na mão em galpão de estoque
Conheça os 5 passos essenciais para a organização de estoque e saiba como tornar a gestão ainda mais eficiente.
Desvende segredos para uma gestão de pedidos eficiente. Conheça sistemas eficazes e estratégias para operações simples.