O que é governança de dados e por que é importante? Entenda!

Tenha uma gestão transparente e mais estratégica com a implementação da governança de dados.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A digitalização de uma empresa torna as operações mais eficientes, mas, esse processo deve ter transparência sobre como os dados serão reservados e usados para atender às metas de negócios. Para colocar isso em prática, uma aliada é a governança de dados.

Com o aumento de volume de dados, é preciso estar atento às novas formas de controle e uso das informações. Entenda mais sobre como a governança de dados pode impulsionar o seu negócio, quem são os responsáveis por implementar o processo e seus benefícios!

O que é governança de dados?

A governança de dados, ou Data Governance Office (DGO), é uma forma de administração que une os processos, obrigações, políticas, padrões e métricas de um negócio.

Logo, garante que os dados da empresa estejam seguros, disponíveis e utilizáveis a qualquer momento e em qualquer lugar, sendo importante, por exemplo, a tecnologia de armazenamento em nuvem.

Em uma empresa, a governança é um processo responsável por coletar informações, definir regras, validar juridicamente as partes, definir quem pode ou não utilizar recursos e deliberar de que forma todos devem operar.

Além disso, essa área se responsabiliza pela migração de dados, quando necessária, garantindo o cumprimento dos requisitos de segurança.

Por que a governança de dados é importante para as empresas?

A governança de dados é uma prática ESG (Governança Ambiental, Social e Corporativa), assim demonstra a transparência da empresa com suas operações, bem como a preocupação com a segurança dos dados.

Em um mundo regido por informações, em que tudo precisa ser facilmente acessado, o processo de digitalização dos documentos e armazenamento é extremamente necessário.

Desse modo, quando ocorre uma implementação de governança de dados, a empresa ganha métodos e processos claros para acessar e trabalhar essas informações, bem como formas confiáveis de proteger e armazenar dados corporativos.

E, nesse contexto, elas têm acesso fácil a informações valiosas, que auxiliam na gestão do negócio, além de ajudá-las a terem uma postura mais responsiva e flexível para lidar com crises, movimentos disruptivos e novas parcerias.

Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Como funciona a governança de dados?

O objetivo da governança de dados é garantir precisão dos dados da sua empresa em todos os processos, como no acesso, inserção, manipulação, tratamento e armazenamento. É importante que essas informações sejam processadas corretamente.

Como se vê, é um processo que funciona automatizado, ou seja, a tecnologia realiza a governança, mas sempre, é claro, supervisionado por profissionais autorizados. Assim, é preciso ter um programa de governança para definir as responsabilidades de cada um.

Além disso, as decisões, controles e processos referentes aos dados da empresa precisam ser auditáveis e acompanhados por documentação correspondente.

Cabe acrescentar que a governança de dados é diferente da gestão de dados, sendo que a primeira se refere à autoridade e ao processo de decisão sobre os dados da empresa, já a segunda está relacionada à rotina no uso de informações do negócio.

Quem é responsável pela governança de dados?

Uma governança de dados envolve todos os profissionais e faz parte dos requisitos básicos para administrar o negócio. Seja uma empresa grande ou pequena, a cultura dos dados precisa estar bem delineada entre toda a equipe.

A prática é uma forma de melhorar o gerenciamento de dados e, para isso, existem papéis pré-definidos. Veja abaixo.

Proprietário de dados

Os proprietários de dados se responsabilizam pelos dados como um ativo, então podem tomar decisões para toda a organização.

Por isso, a função deve ser atribuída aos altos cargos de liderança, pois eles irão pensar na empresa como uma unidade e entender as necessidades e a qualidade dos dados da organização.

Organização de dados

Os organizadores de dados, arquitetos de dados ou data stewards são do departamento de TI e têm o papel de verificar se todos os padrões e políticas de dados estão sendo cumpridos diariamente pela equipe.

Operadores de dados

Os operadores de dados, data custodians ou data operators, têm o papel de processar e tratar os dados conforme as normas da organização.

Comitê de governança de dados

Os comitês de governança de dados são responsáveis por aprovar as políticas e normas que a governança de dados estipula.

Banner experimente - reduza os custos e ganhe mais eficiência em suas operações

Vantagens da governança de dados para as empresas

Com a implementação da governança de dados, os negócios conseguem se proteger contra o mau gerenciamento de dados, reduzindo os riscos que podem levar a tomadas de decisões ruins e, consequentemente, perda de dinheiro.

Um estudo da IBM mostrou que, apenas nos EUA, as empresas perdem por volta de US$ 3,1 trilhões anualmente, por causa da má qualidade dos dados. Este fator se torna ainda mais grave na gestão de empresas de grande porte.

Nesse sentido, implementar a governança de dados traz diversos benefícios, como:

  • decisões mais assertivas: permite que toda equipe tenha acesso às informações, evitando a criação de silos de dados que podem prejudicar a tomada de decisão mais correta para o negócio;
  • organização burocrática: com a governança de dados, você cria uma espécie de catálogo no banco de dados. Isso ajuda a entender quais os dados disponíveis, onde estão e como podem ser utilizados;
  • segurança: com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), a transparência sobre a coleta e uso de informações dos usuários se tornou regra. Por meio da política e gerenciamento de metadados, a empresa automatiza a conformidade para evitar multas e violações;
  • posicionamento perante fornecedores e clientes – com um controle das informações de todas as áreas e processos, a empresa realiza uma prática ESG e transmite a imagem de confiável e transparente;
  • gerenciamento de crises: ao ter acesso rápido a dados importantes, líderes podem gerenciar crises de forma mais assertiva. Quanto mais rápido for a intervenção, mais rápido a crise é resolvida, gerando menos prejuízos;
  • transparência interna: a governança de dados cria uma comunicação aberta entre líderes e equipe, assim a empresa adota uma cultura em que todas as informações podem ser acessadas, garantindo maior clareza do objetivo do negócio.

Quais são os principais desafios da governança de dados?

Os dados estão entre os bens mais valiosos da empresa, por isso fazer a governança de dados é fundamental. Porém, não se trata de um processo simples, visto que os gestores esbarram em alguns desafios, como:

  • saber transformar as informações em insights para o negócio, ou seja, contar com tecnologias para fazer a melhor utilização desses dados;
  • garantir a privacidade dos dados, evitando vazamentos de informações sigilosas do negócio;
  • envolver todos os setores e líderes na cultura de governança de dados;
  • entender de forma clara qual o valor dos dados para a empresa, a fim de fazer investimentos certeiros nessa área.

Tecnologia é a grande aliada para implementar a governança de dados

A tecnologia não pode faltar para auxiliar gestores a colocar em prática a governança de dados. Com os recursos digitais adequados, é possível desburocratizar os processos e facilitar a gestão.

O armazenamento em nuvem, por exemplo, é uma tecnologia que usa a internet para disponibilizar acesso aos arquivos e documentos de qualquer lugar e a qualquer momento.

A implementação de uma governança de dados não é um processo rápido: demanda tempo e envolvimento de lideranças e colaboradores. Independente do tamanho da sua empresa, adotar esse processo é crucial para o crescimento e a otimização do negócio.

Digitalize seu negócio com um sistema que é referência no mercado: descubra todas as funcionalidades do sistema Omie para integrar setores do seu negócio e facilitar o acesso às informações!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Sociedade Anônima: sócios conversando ao redor de mesa
Entenda como se organiza uma Sociedade Anônima e saiba quais as características desse tipo de empresa. Tire suas dúvidas com
nome fantasia: casal em frente a notebook
Saiba o que é e como escolher o nome fantasia adequado para sua empresa.
como manter os clientes engajados
Entenda a importância de durante o processo de implementação de um novo produto ou serviço manter os clientes engajados e