Quais são os tipos de cobrança recorrente?

As cobranças recorrentes facilitam a vida dos negócios e clientes, além de trazer benefícios como redução de inadimplência. Conheça mais sobre o assunto!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Cobranças a taxas são comuns ao dia a dia de um negócio e fazem parte da relação entre empresários, clientes, fornecedores e muitos outros. Algumas dessas são as chamadas cobranças recorrentes e podem ser efetuadas a partir de estratégias que facilitam a vida de empreendedores e clientes.

Empresas de diversos ramos podem utilizar a cobrança recorrente, especialmente aquelas que buscam soluções financeiras inovadoras para oferecer mais comodidade ao consumidor e equilíbrio de caixa. Pagar e receber no prazo é sempre uma alternativa viável para negociar os melhores valores e manter a boa saúde financeira, principalmente para serviços por assinatura – uma tendência que vem crescendo no mercado.

Neste artigo, você conhecerá mais sobre cobrança recorrente, como esta prática pode auxiliar no dia a dia do negócio e quais as técnicas para implementá-la agora mesmo, considerando meios de recebimento e formas de pagamento. Mantenha-se informado. Boa leitura!

O que é cobrança recorrente?

A cobrança recorrente é utilizada quando os pagamentos são feitos com recorrência, como é o caso de serviços de assinatura, por exemplo, em que a cobrança é feita de forma mensal. Diz respeito a um acordo de pagamento de serviços periódicos que podem corresponder a um tempo menor, como quinzena ou semana.

Um pagamento recorrente se difere de uma compra feita em parcelas, pois ela desconta todo o valor no limite do cartão do consumidor. Na recorrência, é lançado apenas o valor da mensalidade, comprometendo uma parcela menor do limite total do cartão de crédito.

A frequência do pagamento depende do contrato realizado com a empresa. Ele pode ser mensal, bimestral, trimestral, semestral ou anual, como mencionado, e isso altera os prazos e formas de pagamento. Os pagamentos recorrentes estão cada vez mais comuns, oferecendo a possibilidade de um acesso em maior escala pelos clientes.

Os serviços de streaming de música, vídeos e séries, aplicativos e clubes de assinatura costumam utilizar esse tipo de cobrança. Além dos citados, escritórios de advocacia, contabilidade, escolas, academias, empresas de telecomunicação e outros tipos de negócio também podem se beneficiar do modelo.

O cliente não precisa se preocupar com boleto ou com uma data de vencimento da parcela, visto que tudo é automatizado para gerar mais comodidade e menos burocracias geradas por atrasos e multas.

Tipos de cobrança recorrente

Existem várias formas de realizar cobrança recorrente. Vamos explicar detalhadamente cada uma delas, a seguir.

Débito e crédito recorrente

Débito e crédito recorrente é uma operação onde quem paga tem débito e quem recebe tem crédito de forma recorrente. Vamos entender melhor com um exemplo?

Digamos que você é dono de uma academia na qual a mensalidade é R$ 150, mas também ofereça o mesmo pacote de forma anual, com desconto de R$ 300 quando o pagamento é realizado mês a mês. O valor do plano anual, nesse caso, será R$ 1.500.

Provavelmente, nem todos os alunos interessados terão esse valor disponível para essa finalidade no cartão. Neste caso, a solução é o débito recorrente, pois com ele o cliente só precisa ter R$ 125 disponíveis mensalmente para quitar o fechamento da assinatura anual.

Assim, todos saem ganhando. O cliente, que não precisa lidar com boletos e multas de atrasos, e o empreendedor, que ganha mais produtividade e economia diária.

Débito automático

Muito parecido com o processo de débito e crédito recorrente, no débito automático o valor é debitado do saldo disponível na conta do cliente.

Como outra opção, ele também traz praticidade para todos os envolvidos, evitando atrasos e a necessidade de cobrança e criação de réguas de inadimplência. Para que ele ocorra sem obstáculos, o cliente precisa fazer a liberação juntamente com o banco por meio do aplicativo ou direto na agência mais próxima.

É importante que você destaque a necessidade aos clientes, para evitar problemas com os pagamentos.

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 208

Conheça 3 formas de pagamentos recorrentes

Depois de fechar a venda com o seu cliente, é necessário estipular a forma de pagamento recorrente que deverá ser utilizada. Conheça três delas.

Cartão de crédito

O cartão de crédito é o meio mais comumente utilizado pelas empresas que fazem cobrança recorrente. O modelo evita quebra de prazos e geração de dívidas, já que permite que o consumidor salve os dados do cartão sem precisar realizar alguma ação com frequência.

Para o empreendedor, o pagamento da mensalidade cai em 30 dias, podendo ser realizado um pedido de adiantamento mediante o pagamento de uma taxa.

Para o cliente, é importante entender a necessidade de manter o limite do cartão disponível durante a contratação.

Boleto bancário

O boleto bancário é uma opção que viabiliza o pagamento recorrente por pessoas que não possuem cartão de crédito ou conta em banco. Além disso, é uma alternativa para as pessoas que costumam guardar comprovantes de pagamento físicos.

Em um modelo de cobrança recorrente, o envio de boletos será feito de forma automatizada, otimizando o processo.

O pagamento com boleto pode ser feito online, pelo aplicativo do banco ou presencialmente, em alguma agência ou casa lotérica.

Transferências

Nesta opção, o pagamento é realizado de forma automatizada por meio de uma transferência agendada. O débito em conta é feito na data e no valor acordado na assinatura.

Na modalidade, o consumidor e a empresa não precisam se preocupar com as recorrências, pois tudo ocorre sem interferência. No entanto, é preciso que o cliente tenha dinheiro em conta para que o débito ocorra com sucesso.

Vantagens de fazer cobrança recorrente

Já deu para perceber que investir em cobrança recorrente traz benefícios para ambas as partes. Veja alguns desses benefícios.

Facilidade para os clientes

Menos uma conta para se preocupar é sempre um alívio durante o mês, afinal, em tempos de agenda cheia, é normal se perder com a organização das finanças. Com a cobrança recorrente, os seus clientes não precisam estar sempre em alerta com relação ao pagamento da assinatura do seu serviço ou produto.

Redução da inadimplência

Com menos chances de esquecer do pagamento, menor a taxa de inadimplência. Uma cobrança recorrente é capaz de diminuir a incidência de inadimplentes, o que dá mais tempo livre para focar em outros projetos.

Reter os clientes

Com a sensação confortável que a opção entrega ao consumidor, a oportunidade de retenção de clientes é grande, proporcionando um ganho de receita ao empreendedor.

Redução de custos para a empresa

Você não precisa se preocupar com um trabalho repetitivo e manual de geração de boletos ou link para pagamentos, por exemplo. Dessa forma, você economiza custos para investir em outras frentes do seu negócio.

Agilidade no processo de cobrança

Os processos financeiros ocorrem de forma mais ágil, de acordo com os ritmos da realidade atual. Com a cobrança recorrente, você passa o dia menos preocupado se os pagamentos estão sendo realizados ou não.

Conte com a Omie para emitir os seus boletos de cobrança

O sistema ERP Omie é uma solução completa e integrada para a gestão empresarial, de fácil implementação e totalmente em nuvem. Voltadas para diversos segmentos de mercado, as funcionalidades do software são inúmeras e vão facilitar o dia a dia de processos contábeis e de outras áreas.

Em um de seus módulos, o ERP permite a emissão de boletos de cobranças recorrentes. Isso ajuda o empreendedor a ter mais tranquilidade e qualidade nos processos financeiros de pagamentos realizados por clientes, garantindo os recursos e o fluxo de caixa nos meses subsequentes.

Cobrança recorrente: um modelo vantajoso para empresas e consumidores

Ao longo deste artigo, você viu como ocorrem as cobranças recorrentes, quais vantagens e como isso muda a relação entre entrada e saída de recursos em um negócio. Além disso, essa metodologia para cobranças vem alterando a relação entre empreendedores e clientes, criando uma troca mais segura e vantajosa para ambas as partes.

Atrativo, o modelo reduz a inadimplência no pagamento de serviços que contam com assinaturas, por exemplo. Mas, para isso, invista em tecnologia – a digitalização de processos já é uma realidade e pode trazer diferencial frente à concorrência. Com a Omie, as funcionalidades do ERP vão integrar processos e aumentar seu sucesso no mundo dos negócios. Saiba mais sobre este e outros assuntos no Blog da Omie.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
planejamento tributário
As obrigações fiscais têm pesado no bolso da sua empresa? O planejamento tributário é uma forma de otimização de custos
DASN Simei: homem com celular e notas

MEI

Aprenda como declarar e evite multas e juros pelo não envio das informações corretas.
Quanto custa abrir uma empresa
Desvende os custos de abrir uma empresa em 2024. Conheça taxas indispensáveis e inicie seu negócio com segurança!