Mercado varejista: o que é, tendências e dicas para vender mais

O mercado varejista vem passando por diversas mudanças nos últimos anos. Prepare-se e consiga destaque!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O mercado varejista tem sido bastante impactado pela digitalização e vem passando por diversas mudanças nos últimos anos. Em um ambiente em que 70% dos consumidores aumentaram a frequência de compras online, segundo o E-commerce Trends 2023, é preciso estar atento aos hábitos de consumo, sem abrir mão da eficiência operacional.

Se você é gestor ou gestora no varejo, já deve ter percebido que esse ambiente competitivo e veloz pede atualização constante. Por isso, trouxemos um compilado sobre as tendências e as principais dicas para vender mais e se manter relevante no mercado. Acompanhe!

O que é mercado varejista?

O mercado varejista se dedica à venda de produtos e serviços diretamente aos consumidores finais, em quantidades menores. Ainda, o varejo é a última etapa da cadeia de suprimentos, já que os produtos são disponibilizados para compra pelo público em geral.

Desse modo, os varejistas desempenham um papel fundamental na economia, pois são responsáveis por conectar os produtos aos consumidores em diversos setores. Dentre eles, estão: moda, eletrônicos, alimentos, móveis, produtos farmacêuticos, cosméticos e brinquedos.

10 tendências do mercado varejista

O mercado varejista é dinâmico e os gestores dessa área precisam estar atentos às principais tendências. Confira as 10 principais tendências:

1.Varejo online

Também conhecido como e-commerce, o varejo online acontece quando as lojas vendem para seus consumidores por meio de plataformas: sejam as redes sociais, os marketplaces ou lojas próprias digitais.

Cada varejista usa diferentes técnicas para ter sucesso no varejo online, que devem ser priorizadas de acordo com o tamanho da empresa, verba disponível para investimento e, principalmente, as preferências do público.

 2. Recommerce

O Recommerce é a venda de produtos de segunda mão: um hábito que tem ganhado força com a geração Z. Por isso, merece destaque como uma das tendências do e-commerce em 2023.

Segundo um estudo da ThredUp, a expectativa é que o mercado de revenda cresça 127% até 2026. Os dados ainda revelam que 45% dos consumidores mais jovens, de 20 a 35 anos, preferem comprar de uma marca que ofereça produtos de segunda mão junto a produtos novos.

3. Marketplace

Trata-se de um espaço virtual onde várias marcas e vendedores oferecem seus produtos, funcionando como um grande shopping online e garantindo mais credibilidade para varejistas menores.

Isso é muito importante, afinal, segundo o relatório anual CX Trends 2023, 54% dos consumidores já desistiram de concluir uma compra por sentir que a empresa não é confiável. A confiança na marca, portanto, é uma das vantagens de vender em marketplace.

4. Omnichannel

A integração dos canais físicos com os canais online, para gerar uma experiência de compra fluida, é o que chamamos de omnichannel.

Essa é uma tendência cada vez mais forte, já que os consumidores estão acostumados a transitar por diferentes pontos de contato com a empresa. Mas, lembre-se: para a sua loja ser realmente omnichannel, é preciso oferecer uma ótima experiência de compra em todos os canais.

5. Boas práticas de ESG

A sigla ESG foi importada de fora do Brasil e se refere a questões ambientais, sociais e de governança corporativa que as empresas precisam ficar cada vez mais atentas. Desse modo, os varejistas não estão isentos de garantir as boas práticas de ESG e devem criar métodos sustentáveis tanto no ambiente das lojas quanto na venda de mercadorias.

6. Segurança cibernética e LGPD

A LGPD, que já está em vigor no Brasil, está fazendo uma verdadeira triagem nas empresas. Além da necessidade de adequação para evitar multas, o próprio consumidor cobra dos varejistas uma boa segurança cibernética, principalmente para aqueles que já atuam nas vendas digitais. 

Como vimos, mais de 50% dos consumidores não compram de lojas pouco confiáveis, logo, isso impacta diretamente no seu faturamento.

7. Experiência do consumidor

Quando 2 a cada 3 consumidores desistem de uma compra por causa de uma experiência ruim (CX Trends 2023), é preciso saber como criar boas experiências significativas aos clientes. Isso vai ajudar a sua loja a se diferenciar da concorrência, atrair e fidelizar e ainda garantir uma boa reputação no mercado.

8. Inteligência artificial

A inteligência artificial aparece como uma tendência de varejo em todo o mundo. A partir dela, é possível reduzir tarefas repetitivas. Assim, sua empresa consegue reduzir custos e erros, garantindo a otimização de processos e recursos.

9. BI (Business Intelligence)

A análise de dados e o Business Intelligence também devem ser considerados por todos os varejistas que querem tomar decisões mais acertadas, com menos achismos. Por isso, ter um banco de dados bem estruturado e um sistema de BI que auxilie no processo de tratamento e análise das informações faz toda a diferença.

10. CRM

Quando falamos na jornada fluida do cliente, nos dados bem estruturados e que ajudam o time e os gestores na tomada de decisão, estamos falando também de ter ferramentas que auxiliem em todo esse processo. 

Nesse cenário, podemos ver a importância do CRM como sistema de gestão de relacionamento com o cliente. Com ele, sua loja consegue ter mais agilidade no atendimento, entregar mais segurança e ainda reduzir custos.

banner cta empreendedor

Dicas para vender mais no varejo

Até aqui, você já ficou por dentro das principais tendências do mercado varejista e já pode começar a pensar em como estruturar sua operação para se adequar para os próximos anos. 

Mas o conteúdo não acaba por aqui! Trouxemos mais dicas para que você consiga aplicar na sua loja e garantir mais vendas.

Treine os seus colaboradores

Um time bem treinado é um time eficiente e eficaz. Por isso, é importante trabalhar com a padronização de processos e também com o repasse das informações corretas para cada colaborador da empresa: desde o primeiro dia de trabalho. Só assim será possível criar um time de alta performance, que consegue reter mais clientes.

Invista em um bom atendimento 

O atendimento com excelência ao cliente já não é mais um diferencial, e sim a obrigação de toda empresa que quer ter um crescimento saudável.

Lembre-se: a maior propaganda (positiva ou negativa) é o seu cliente que faz. Portanto, invista em treinamentos de reciclagem e métricas de atendimento que ajudem a acompanhar o desempenho do time.

Trabalhe com boas ferramentas de tecnologia

Para dar conta de tantas informações e ainda acompanhar os indicadores certos, que realmente vão ajudar sua empresa a se destacar no mercado varejista, é preciso contar com o apoio da tecnologia. 

É nesse momento que você descobre todas as vantagens do software ERP para a gestão do seu negócio e consegue otimizar sua rotina para focar em atividades mais estratégicas.

Lidar com varejo não é simples, mas pode ser facilitado quando você tem o conhecimento das tendências, o apoio da equipe certa e usa as ferramentas recomendadas para isso.

Agora que você já sabe todos esses pilares, basta priorizar as ações e ver a transformação acontecer na sua loja!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão de clientes
Entenda como as estratégias de gestão de clientes vão impulsionar o seu negócio.
representação de pesquisa de mercado
Entenda a importância de fazer a pesquisa de mercado para o sucesso do seu negócio.
Funcionários buscando 5 C's
O CS está na base para o sucesso de vendas. Aprenda como atrair e manter clientes hoje mesmo!